Importância da análise de dados na inústria 4.0

Entenda a importância da análise de dados na indústria 4.0

Você já ouviu o termo Indústria 4.0? Mesmo que ainda não conheça o conceito, com certeza já percebeu que, para ganhar espaço no mercado, não dá para produzir da mesma forma que as gerações passadas, certo?

Sem incorporar inovações tecnológicas e automatizar processos, é simplesmente impossível aumentar a produtividade e se manter competitivo! Então, que tal conhecer esse conceito e entender como a análise de dados pode fazer toda a diferença para o sucesso de uma organização?

Continue conosco e descubra como essas ferramentas podem fazer sua empresa ampliar sua fatia no mercado!

O que é Indústria 4.0?

A Indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial é um conceito que tem ganhado força e prevê um novo modelo para o funcionamento das fábricas.

Ao invés de linhas de produção repletas de máquinas barulhentas, esta proposta lembra as previsões futuristas dos desenhos e filmes: fábricas automatizadas, controladas remotamente por sensores e robôs.

Através da utilização de sistemas Big Data e Internet das Coisas, os processos produtivos seriam totalmente otimizados. O resultado seria a economia de recursos importantes como água, energia, tempo e até mesmo recursos humanos.

Além disso, enquanto nos dias de hoje, para produzir um uniforme nr10, é necessário tempo e esforço, no futuro, a Indústria 4.0 irá otimizar todos os processos e fazer com que a mão-de-obra possa realizar atividades mais relevantes e que gerem mais faturamento e desenvolvimento.

A Indústria 4.0 é possível?

Parece uma cena de ficção? Sem dúvida! Porém, ele já é mais real do que muitos imaginam: o conceito ganhou a atenção do mundo na Alemanha, em um projeto que envolveu empresas, universidades e o governo com o objetivo de modernizar a indústria local.

As bases da Indústria 4.0 são automação, conectividade e análise de dados. Elas permitem reorientar os processos para obter melhores resultados.

Espera-se que as tecnologias de automação sejam capazes de colher informações, gerenciá-las e proporcionar ao usuário uma análise de dados relevante em tempo real, facilitando a tomada de decisão e garantindo um escopo que promova seus acertos.

Sem falar que, por meio da Internet das Coisas, também é possível que no futuro os processos produtivos das indústrias sejam totalmente automatizados.

Imagine como é o processo de produção de uma bomba centrífuga: cheio de máquinas, não é mesmo?

Porém, com esse avanço tecnológico, a empresa poderá realizar os seus processos operacionais de maneira remota, sincronizando todas as máquinas e equipamentos à internet!

Qual é o papel do CRM na Indústria 4.0?

Há muitos princípios que podem ser explorados quando se fala da Indústria 4.0, porém neste post vamos focar na importância a análise de dados para a Gestão do Relacionamento com o Cliente ou CRM — sigla para Customer Relationship Management, em inglês.

Como se sabe, sem a satisfação do cliente não é possível que um negócio cresça ou até mesmo sobreviva. Este é um ponto essencial!

Isso também significa que, se uma pessoa entrar em contato com uma empresa de tratamento de água, por exemplo, ela provavelmente não irá observar apenas a qualidade dos serviços, mas sim, no atendimento da empresa no geral.

Se um dos princípios da Indústria 4.0 é a tomada de decisões baseada em dados fornecidos em tempo real, os índices que monitoram a satisfação do comprador não podem ser ignorados.

Aí entra a importância do CRM: por meio desta abordagem, o cliente se torna o principal foco do negócio e das decisões relativas aos seus processos. O objetivo é antecipar suas necessidades para conseguir atendê-las da melhor forma possível.

A grande diferença é que as ferramentas disponíveis podem tornar esta análise cada vez melhor, o que garante a permanência da empresa no mercado. Este é o papel de um bom sistema CRM.

Como um sistema CRM pode ajudar?

Através de um software para CRM, os gestores têm possibilidade de integrar dados, o que facilita a análise do quadro geral da empresa e permite uma tomada de decisões com um embasamento mais sólido e, portanto, mais propensa a acertos.

Um bom sistema CRM pode:

  • organizar o fluxo comercial e apresentar relatórios gerenciais e estratégicos;
  • favorecer o controle operacional de vendas;
  • fornecer dados para o controle de implementation success; 
  • oferecer ferramentas para a administração de projetos;
  • unir dados de faturamento, contratos e suporte;
  • exibir os principais indicadores referentes ao seu negócio;
  • promover a automação de atividades cotidianas da equipe de vendas;
  • relacionar esses dados com a situação do mercado, prevendo oportunidades;
  • integrar e permitir o gerenciamento de múltiplos canais de vendas com outbound e inbound.

Esses são alguns benefícios da utilização de um sistema CRM. Portanto, sua utilização permite que análises de dados obtidas em tempo real sejam utilizadas para tomar decisões que garantem a produtividade e a satisfação do cliente.

Desta forma, a empresa garante uma vantagem competitiva em um mercado que evolui a cada dia, cada vez mais configurado de acordo com o conceito de Indústria 4.0.

E você, já utiliza esse tipo de sistema em sua empresa? Como vocês analisam os dados para promover a satisfação do cliente? Compartilhe sua experiência conosco por meio dos comentários!

ODIG
suporte@pipe.run