Categorias: Marketing e Vendas

5 estratégias para gerar leads qualificados com um script!

Quando você tem várias tarefas a realizar durante um período, o que você faz? Se já respondeu que elabora uma lista com tudo o que precisa ser feito, sinalizando uma sequência por ordem de importância, você está começando a entender o raciocínio de gerar leads qualificados com um script, sem nem perceber!

Mas, calma, vamos explicar isso melhor. Primeiramente, leads qualificados são aquelas pessoas que possuem algum interesse no que você está oferecendo e, por isso, estabeleceram alguma interação com seu conteúdo. Normalmente, isso é feito por páginas focadas em conversão (chamada por aí erroneamente de “landing page”, mas explico isso outro dia), na qual você oferece um conteúdo rico, como um e-book, um catálogo de produtos ou inscrição para um curso, webinar, entre outros, em troca do e-mail do visitante do site.

O script, nesse caso, seria uma sequência de ações e caminhos que o seu lead qualificado irá percorrer, ou seja, por qual caminho você irá conduzi-lo dentro das suas estratégias até a decisão final de compra ou conversão.

O desenvolvimento de um script é fundamental para a qualificação de leads, pois, caso o caminho de condução pelo funil de vendas não seja correto, pode-se perder um potencial cliente. Quer saber mais? Veja agora estas dicas para não colocar seu trabalho a perder!

1. Qualifique os leads

Os leads devem ser qualificados de acordo com características que você mesmo pode estabelecer de acordo com o seu negócio e com os seus objetivos. Abaixo, vamos citar alguns exemplos de como você pode qualificar os seus leads com um script.

  • Necessidade: o lead precisa mesmo do que você está oferecendo? Como você classificaria o nível de necessidade dele? Isso pode ser feito vendo o quanto ele interage no seu site, se navegou por muitas páginas, por exemplo.
  • Adequação: você consegue atender ao que o lead precisa? Localização geográfica, prazo apertado ou indisponibilidade de produtos podem ser fatores de não-adequação.
  • Orçamento: seu lead possui orçamento para pagar pelo seu produto ou serviço? Ele está tentando uma negociação?

Essas e outras marcações podem ser aplicadas no seu script, que será desenvolvido de acordo com sua demanda e fluxo de trabalho — pode ser tanto uma simples planilha em arquivo Excel como uma ferramenta digital desenvolvida especificamente para sua empresa.

2. Atribua classificações aos leads

Uma dica é organizar os leads qualificados por categorias ou classificações, como: muito qualificado, médio qualificado ou desqualificado. Essas categorias também podem ser por notas ou qualquer outra marcação.

O importante é você saber qual será a próxima ação a desenvolver com cada um desses tipos de leads; inclusive, recuperar leads que já foram clientes e por algum tempo deixaram de interagir com seu site.

3. Descarte leads sem qualificação

Com o script, você consegue acompanhar o fluxo dos seus clientes e, inclusive, saber aqueles que não se encaixam em uma classificação com a qual compense você perder tempo e investimento. Pode ser apenas um visitante que entrou no seu site por curiosidade, mas depois viu que não era isso o que procurava. Descarte esse tipo de lead e foque seus esforços nas outras categorias.

4. Utilize o funil de vendas

O funil de vendas é uma estratégia que visa conduzir um lead que acabou de chegar até a decisão final de compra, por meio de conteúdo relevante que o instrua e o estimule a conversão. Aproveite os seus leads que são potenciais clientes e os coloque no processo de automação, para que recebam conteúdos que os ajudem a ver que você tem exatamente aquilo que eles procuram ou precisam.

5. Passe para o comercial apenas leads prontos

Você deve ter no seu script, ou nas ações estratégicas que esteja fazendo, em qual ponto um lead precisa chegar no funil de vendas, para que você possa dizer que ele está pronto para falar com o comercial. Encaminhe apenas os que já estão convencidos e qualificados a se tornarem clientes.

E então, gostou o post? Se você ainda tem dúvidas sobre como gerar leads qualificados com um script, dê uma lida neste artigo sobre qualificação de leads. Temos certeza que será útil!

Conteúdo Super indicado para leitura

Qual a diferença entre o Pipedrive e o PipeRun?

Fausto Reichert

Recent Posts

Porque um CRM para TI é um aliado para a sua empresa de tecnologia gastar menos e vender mais

Qual a primeira coisa que vem à sua cabeça quando falamos CRM para TI? Você deve estar pensando em uma…

3 dias ago

Glossário de termos de vendas: entenda de uma vez por todas os termos

SQL, MQL, B2B, B2C, follow-up, hunter sale… Você já se deparou com esses termos antes, não é mesmo? E não…

1 semana ago

Vendedor tem que vender. Seu processo de gerenciamento de vendas está correto?

O título do texto pode parecer óbvio, mas carrega uma verdade que nem sempre é clara no processo de gerenciamento…

2 semanas ago

O que é Matriz BCG? Entenda com 3 exemplos práticos

Entender como a Matriz BCG se tornou uma importante ferramenta analítica para as empresas é o primeiro passo para adotá-la.…

2 meses ago

Funil de Marketing e Funil de Vendas para turismo – O que é? Porque fazer? Como fazer? Como vender mais e melhor

Com a aplicação de um funil de marketing e um funil de vendas para a sua agência de turismo você…

2 meses ago

O que é Lifetime Value?

Alguns já devem conhecer o Lifetime Value outros nem tanto, mas é uma métrica importante para empresas de diversos segmentos.…

2 meses ago