Automação de email marketing

Automação de email marketing: como alinhar a comunicação ao consumidor?

Dentro de uma estratégia de marketing atual, a automação de e-mail marketing possibilita o aumento da produtividade da equipe, da eficiência na segmentação de contatos e da nutrição de leads. Além disso, uma automação eficiente permite uma resposta mais assertiva da sua estratégia ao comportamento dos contatos

Cada vez mais comum entre as empresas de diferentes setores, a prática de automatizar o envio de e-mails se mostra uma forma eficiente de melhorar os resultados das organizações em relação a diferentes objetivos. 

Segundo pesquisa, empresas que optam pela automação de e-mail marketing ampliam em 80% a captação de leads e em 77% as conversões.

Diante de números tão promissores não é de se espantar que você esteja, cada vez mais, ouvindo falar sobre automação de e-mail marketing e seu papel central em uma estratégia de relacionamento e conversão.

Neste artigo, nosso objetivo é explicar o que é automação de e-mail marketing, alguns benefícios do modelo e como fazer isso dentro da sua empresa.

Por isso, continue lendo e descubra porque você precisa começar a automatizar o envio de e-mails da sua empresa. 

Automação de e-mail marketing: o que é e 3 usos principais

Como o próprio nome sugere, a automação de e-mail marketing é uma prática que tem como objetivo permitir o envio automático de e-mails aos leads da empresa

Na prática, isso quer dizer que o envio do material não depende de um operador que clica no botão “enviar”. 

Seguindo uma série de critérios, criados previamente, a própria ferramenta de automação de e-mail marketing faz o disparo do material para o lead certo, na hora adequada. 

Eliminando o trabalho manual de grande parte do processo de gestão de e-mail, a automação de e-mail marketing permite que os profissionais se concentrem em ações mais estratégicas e menos repetitivas, como enviar um e-mail de boas vindas todas as vezes que um novo lead converte em uma landing page ou todas as vezes que um cliente concluir uma compra. 

A comunicação por e-mail é uma prática muito relevante para as empresas, apresentando um ROI significativo de $38 para cada $1 investido

Entretanto, para alcançar esse resultado é preciso muito mais do que o envio de uma mensagem para o contato que acaba de chegar à sua base. 

É preciso criar relacionamento, educar o lead, engajar o contato e ajudar com que ele avance em todas as etapas da jornada do cliente – ou etapas do Inbound Marketing – até a compra, e mesmo após ela (mantendo um bom relacionamento no pós-venda). 

Para que isso aconteça, uma comunicação eficiente precisa ser criada a partir do e-mail marketing.

Nesse sentido, alguns recursos associados à automação de e-mail marketing são importantes, entre eles: 

  • Segmentação de leads, 
  • Fluxo de Nutrição, 
  • Pontuação de leads para qualificação.

 Segmentação de leads

Foi-se o tempo que uma estratégia de e-mail marketing estava associada a comunicação de massa. 

Seja em uma estratégia de Inbound ou Outbound Marketing, é fundamental criar uma comunicação que esteja alinhada à persona com a qual você está falando e com a etapa da jornada de compra em que ela está.  

Para isso, é fundamental coletar informações sobre o usuário ainda no formulário da landing page em que ele foi convertido, por exemplo. 

Além disso, o próprio conteúdo da landing page, que atraiu o lead, é capaz de passar muitas informações sobre quais assuntos relacionados podem interessar ao contato.

Por isso, sempre que você for criar um fluxo de nutrição de leads considere:

  • quem é o contato, 
  • quais as suas demandas,
  • quais ofertas ou conteúdos podem interessar. 

Considere também o relacionamento que ele já tem com a sua empresa e o que já consumiu seja em produtos, serviços ou materiais de comunicação. 

Como fazer isso? Fique tranquilo que tudo isso será possível por meio de um software para e-mail marketing

Nesse momento tenha em sua cabeça que você não deve criar um único e-mail, ou uma série de e-mails, e enviar para toda a sua base de contatos. A segmentação é uma etapa básica da automação de e-mail marketing. 

Fluxo de Nutrição

O fluxo de automação pode ser entendido como uma sequência de e-mails que um lead irá receber da empresa, sobre determinado assunto ou a partir de determinado comportamento. 

Por exemplo, um lead que chegou até a base de contatos da sua empresa em uma landing page que oferecia uma planilha de controle de estoque. Ele pode receber, além do e-mail com o material que ele desejava, uma sequência de outros e-mails com assuntos relacionados (de acordo com a segmentação que falamos acima), com, por exemplo, outros materiais ricos, produtos associados, dicas relacionadas a seus problemas e necessidades, e mais. 

Entretanto, além dessa sequência de materiais, o fluxo de e-mails também considera o comportamento do lead. Por exemplo, se o lead abriu o e-mail ou não, se o lead clicou no CTA dentro do e-mail ou não, se interagiu com a oferta apresentada, e por aí vai. 

Tudo isso, deve ser feito a partir da automação de e-mail marketing, afinal, não é possível considerar fazer isso manualmente, para cada lead que chega até a base de contatos da sua empresa.

Logo, dentro da ferramenta de e-mail marketing, sua equipe deve construir um fluxo de automação uma única vez e ele deve “rodar” automaticamente, sendo revisado de tempos em tempos. 

*Este guest post foi escrita pela Lahar

Augusto Turcato
augusto@odig.net