Cold mail

10 estratégias de cold mail para atrair qualquer cliente

Durante anos, os redatores usaram princípios científicos básicos de persuasão e influência para criar uma série de técnicas de redação que atraem confiavelmente os leitores para o seu conteúdo. Muitas dessas fórmulas funcionam perfeitamente, além de serem constantemente aplicadas nos melhores cold mails.

Neste texto apresentaremos a definição de cold mail e práticas que deixaram qualquer cold mail mais interessante. Mais abaixo também serão apresentados dez modelos de cold mail que podem levar seu negócio ao próximo nível.

Então, vamos aprender sobre os e-mails mais valiosos do mercado?

O que é cold mail?

Cold mail é qualquer e-mail enviado a um cliente em potencial que não possui uma conexão existente com você.

Aqui está uma maneira simples de pensar sobre isso:

Se você envia um e-mail a alguém que nunca conheceu encontrado por meio de um endereço de e-mail disponível publicamente, é um cold mail. Ou …

Se você enviar um e-mail a um influenciador que nunca conheceu solicitando feedback sobre um artigo, é um cold mail.

Esses e-mails devem incluir:

  • Seu nome verdadeiro.
  • Suas informações de contato: cargo, site, perfis de redes sociais, número de telefone etc.
  • Conteúdo personalizado para o destinatário.
  • Uma solicitação específica.
  • Um iniciador de conversa em vez de um pedido para agir rapidamente.

Cold mails também são:

  • Normalmente enviado de uma empresa para outra, ou de um indivíduo para uma figura pública, como jornalista, influenciador ou editor.
  • E eles nem sempre têm um motivo comercial.

O cold mail é uma conversa pessoal e individual.

É como uma ligação fria, mas menos intrusiva e irritante.

Um cold mail é como enviar um e-mail para um conhecido comercial, exceto que o destinatário não o conhece necessariamente assim, se é que o conhece.

Você os envia para obter diretrizes de postagem de convidados de editores, para obter feedback de um influenciador ou para iniciar uma conversa com um cliente em potencial.

O Cold Mail é Spam?

Cold mail e spam são opostos.

Aqui está o porquê…

Spam:

  • Usa um nome falso
  • Não inclui informações de contato
  • Não é personalizado (o mesmo e-mail é enviado para várias pessoas)
  • Não pretende iniciar uma conversa; em vez disso, costuma segmentar uma compra direta
  • Tem um motivo comercial

Como você pode ver, tudo que um spam faz o cold mail rejeita, pois, a finalidade do cold mail é justamente criar uma ligação com o leitor.

As regras de ouro para um cold mail convincente

  1. Linha de assunto cativante e primeira linha – você deseja atrair a atenção do destinatário e evitar ser pego nos filtros de SPAM. 4 palavras ou menos é o ideal.
  2. Curto e direto ao ponto – recomenda-se de quatro a seis sentenças, no máximo.  É claro, pode variar dependendo do seu modelo de e-mail.
  3. E-mail Personalizado, não apenas “personalização” – é importante o uso de mesclagens de envio adequadas, mas levar adiante algo mais direto sobre o destinatário ajuda seu cold mail a se destacar ainda mais.
  4. É tudo sobre eles … não você – substitua cada “eu” e “nós” por “você”. Isso forçará você a alterar o tom do e-mail para se concentrar no destinatário e não servir a si próprio.
  5. Valor de forma simples – se você não pode explicar o que faz e por que é ótimo em uma ou duas frases, é necessário voltar e entender melhor sua empresa e o que ela traz para a mesa.
  6. Valor oferecido antes da chamada – você está realmente entregando valor à sua mensagem primeiro? Ou você está apenas entrando e esperando reservar um tempo com eles? Traga valor antes de uma pergunta.
  7. Sem sinais de alerta óbvios – gramática ruim, vendas ou argumentos de marketing óbvios e personalização ruim são alguns dos sinais de alerta óbvios que o excluirá ou, pior ainda, o encaminhará para spam em um piscar de olhos.
  8. Não é um modelo fixo óbvio – com mais e mais empresas adotando cold mail como estratégia de geração de leads, seus clientes em potencial veem esses e-mails com mais frequência. Verifique se o seu se destaca.
  9. Call to action fácil – não peça para reservar um horário no seu primeiro e-mail. Apenas tente iniciar a conversa.

Finalmente, abaixo estão as dez melhores fórmulas que encontramos. Experimente e veja como elas podem melhorar suas taxas de resposta.

Não copie, use-as como base para o seu modelo de negócio e adapte-o para que ele transmita exatamente o que você deseja.

1 – Antes e Depois da Ponte 

Antes – aqui está o seu mundo agora

Depois – imagine como seria o mundo se você resolvesse esse problema

Ponte – Veja como chegar lá

Abra descrevendo um problema relevante para seu cliente em potencial e, em seguida, descreva como o mundo seria diferente se esse problema não existisse. Feche explicando como seu produto / ideia / serviço pode ajudá-los a chegar lá.

Por que funciona: de acordo com psicólogos comportamentais, os seres humanos são motivados a agir por duas coisas: prazer e dor. A fórmula deste e-mail usa esse gatilho universal para obrigar os leitores a responder.

2 – Agitação e Solução de problemas 

Problema – Identifique um ponto problemático

Agitar – Agitar esse ponto de dor

Solução – Ofereça uma solução

Em vez de imaginar a vida sem o problema, este modelo chama a atenção para os problemas e explica como o seu produto é a solução óbvia para essa questão.

Por que funciona: porque a dor é ainda mais motivadora que o prazer. As pessoas querem evitar problemas, chateações e encargos desnecessários.

3 – Estrela-Cadeia-Chamada

Estrela – A grande ideia

Cadeia – Uma série de fatos, fontes, razões e benefícios

Chamada – O plano de ação

Apresente sua ideia com uma abertura que chama a atenção. Crie uma cadeia de fatos, fontes e benefícios para construir credibilidade e transformar a atenção em interesse. Em seguida, conecte-os com uma chamada à ação que facilite a execução da próxima etapa desejada.

Por que funciona: O elemento chave nesta fórmula é a cadeia. Ao introduzir pontos de prova que dão credibilidade ao seu argumento, você tem mais chances de convencer alguém a seguir adiante.

4 – Mas você é livre

Você está analisando uma das técnicas de persuasão mais eficazes existentes. Faça uma solicitação e diga a seu cliente em potencial, “mas você é livre para fazer o que quiser”.

Por que funciona: se você der uma saída a alguém, dobrará a chance de que ela diga sim. Essa tática de persuasão prática é apoiada por 42 estudos psicológicos em mais de 22.000 pessoas.

5 – Atenção-Interesse-Desejo-Ação

Atenção – chame a atenção do leitor.

Interesse – personalize os interesses dele.

Desejo – crie desejo pelo que você está oferecendo.

Ação – Peça uma resposta.

Por que funciona e modelo: 

Atenção: O assunto e a linha de abertura atraem o leitor, fazendo uma pergunta relevante e importante.

Interesse: Isso despertou seu interesse, fornecendo estatísticas ou dados sobre por que ela deveria se envolver.

Desejo: O medo de perder algo aumenta nosso desejo por isso.

Ação: há uma orientação clara sobre o que ela deve fazer depois de ler o e-mail.

6 – Estrela-História-Solução

Estrela – O personagem principal do seu e-mail. Pode ser você, seu cliente em potencial, um produto etc.

História – Fala sobre como a estrela enfrenta o mesmo problema que o seu mercado enfrenta.

Solução – Uma explicação de como a estrela vence no final.

Por que funciona: quando lemos uma história, nosso cérebro age como se a vivêssemos.

Isso ocorre porque o cérebro não faz muita distinção entre ler sobre uma experiência e encontrá-la na vida real. Em cada caso, as mesmas regiões neurológicas são estimuladas.

Usadas em um cold mail, as histórias ajudam seu leitor a entender rapidamente a ideia de vendê-las. Você atrairá a atenção deles e criará uma conexão emocional que facilita a resposta.

7 – O Modelo Reader’s Digest

Em 1961, o lendário redator John Caples analisou o jornal americano Reader’s Digest para descobrir seus segredos para enganar os leitores no parágrafo de abertura. Ele descobriu que os artigos de maior sucesso:

  • Estão cheios de fatos
  • São concisos
  • São específicos
  • Contém poucos adjetivos
  • Desperta a curiosidade

Por que funciona: uma introdução convincente faz a diferença se o seu e-mail recebe uma resposta ou é ignorado.

8 – O plano BDB

Breve – Seja breve

Direto – Vá direto ao ponto

Básico – mantenha as coisas simples

De Gregory Ciotti, do Help Scout, essa técnica é semelhante ao modelo Reader’s Digest, dando ao leitor uma noção clara de quem você é e o que deseja deles. Ele adiciona este elemento chave: Seja franco.

Ser franco não significa não ser persuasivo, significa simplesmente chegar ao ponto sem tentar ser inteligente. Histórias e piadas são essenciais para outras formas de escrita, mas NÃO para e-mails. Obtenha o incentivo sobre por que a outra pessoa deve responder imediatamente.

Por que funciona: estudos mostram que e-mails mais curtos resultam em um tempo de resposta mais rápido. Se você faz alguém pensar no que está perguntando, é apenas mais um item da lista de tarefas deles.

9 – Elogio-Imagem-Ação

Elogio – abra com um elogio sincero e respeitoso;

Imagem – Use o raciocínio de causa e efeito para criar uma imagem descrevendo como o seu produto / serviço / ideia será entregue;

Ação – peça para que eles comprometam;

Por que funciona: a fórmula de e-mail frio “3P” está enraizada na psicologia.

Elogios – Para o cérebro, receber um elogio é tanto uma recompensa social quanto receber dinheiro.

Imagem – Os estudos mostram que, quando uma pessoa explica causa e efeito, ela cria confiança e atribui mais peso ao argumento.

Ação – Explique um pouco, mas não tudo, do que o leitor obterá se responder. É o que não sabemos que nos faz querer investigar, descobrir e concordar em aprender mais.

10 – Consciência-Compreensão-Convicção-Ação (CCCA)

Consciência – apresente a situação ou o problema.

Compreensão – descreva como isso os impactará.

Convicção – Crie desejo explicando como sua solução resolve o problema.

Ação – Peça uma resposta.

Por que funciona: esse método pode parecer semelhante ao método 5, mas os aspectos “Compreensão” e “Convicção” levam em consideração a importância da clareza e, ao mesmo tempo, sugerem certeza.

O seu cold mail

A ideia desses 10 modelos de cold mail não é apresentar um e-mail completamente redigido e mastigado para que você use, até porque isso não seria algo positivo.

Imagine se um leitor recebe dois e-mails iguais de empresas diferentes? A credibilidade de ambas as empresas iria sumir aos olhos do leitor.

Pensando nisso, organizamos um roteiro para cada um dos cold mails, com a ideia principal do que deve ser passado nas mensagens.

Após encontrar o ideal para você, apenas deixe sua imaginação fluir e crie o cold mail perfeito para a sua empresa. Também não tem problema misturar as ideias.

Erros bobos podem levar sua campanha ao fracasso, então se atente aos detalhes.

Não serão necessários horas e horas de estudos e leitura. Simplesmente obedeça às instruções, adapte ao seu modelo, e voilá!

*Este guest post foi escrito por Samuel Ribeiro da Universidade Previsível.

Augusto Turcato
conteudo@odig.net

Augusto Turcato faz parte do time de marketing que ajuda milhares de vendedores, gestores e empreendedores brasileiros a aumentar suas vendas com metodologias e tecnologias aqui no CRM PipeRun.