tendências de vendas 2020

6 principais tendências de vendas para 2020

Quem acompanha as mudanças no mercado de vendas sabe existem milhares de novas estratégias que se aplicadas podem impulsionar os resultados já alcançados.

Como não é possível colocar todas em prática e tentar descobrir qual irá impactar de forma positiva os negócios, produzimos este conteúdo abordando as seis principais estratégias para o ano de 2020.

Dessa forma, você poderá ter as informações importantes para se preparar e fazer os ajustes necessários em seu modelo de plano de negócios.

Quer saber mais sobre quais são essas tendências e como aplicá-las no seu negócio?

Confira a seguir!

1 – Transparência

A partir de 2020, as marcas terão que priorizar a questão da transparência. 

A transparência não é mais um diferencial, e sim, uma necessidade.

As organizações precisam informar de forma clara sobre a questão da privacidade de dados, por que, como e onde esta coleta está senda feita e como essas informações serão usadas.

Os clientes estão cada vez mais conscientes e é preciso estar preparado para responder perguntas relacionadas a esse tópico.

Dito isso, os negócios que responderem a essa demanda e estiverem prontos para prestar contas poderão ver melhorias nas vendas nos próximos anos.

Lembrando que a transparência também vale para o posicionamento das empresas, principalmente, nas redes sociais.

O modo como as marcas se relacionam com críticas, elogios, sugestões e, como ela se posiciona diante de acontecimentos externos são cruciais no relacionamento com possíveis e atuais consumidores/usuários.

2 – Experiência Omnichannel

A criação de uma estratégia omnichannel oferece uma experiência de compra totalmente integrada, possibilitando assim, alcançar diferentes usuários que, fazem uso dos canais online de maneira variada.

É importante que as marcas estejam presentes em todas as plataformas e criem estratégias que conversem entre si, sem esquecer das especificidades de cada canal.

Podemos dizer que o omnichannel está em seu auge, afinal os usuários estão cada vez mais acostumados a uma jornada rápida, móvel e contínua que facilita desde a busca por produto e/ou serviço até o último passo, a compra. 

Com essa estratégia, a marca e o cliente em potencial estão constantemente em contato, criando assim uma experiência muito mais próxima e personalizada.

3. Software CRM

As grandes empresas já investem em um CRM, mas mesmo os negócios menores precisam dessa tecnologia para lidar de forma mais otimizada com todos os processos envolvidos em uma venda.

Em vez de usar planilhas e passar horas tentando organizar, é possível utilizar soluções de dados de CRM para impulsionar os processos de vendas, inclusive no pós-venda. 

Não é preciso gastar muito dinheiro para ter um CRM. Existem tecnologias mais acessíveis no mercado que fornecem às empresas todas as funções necessárias para uma estratégia de vendas orientada a dados.

4 – Venda Social (Social Selling)

Cada vez mais os consumidores pesquisam antes de fazer uma compra.

Ao utilizar a estratégia da venda social, você estará fornecendo informações sobre os seus produtos e serviços a pessoas que já demonstraram interesses, afinal, elas já chegaram até você.

Utilizar as redes sociais como um canal de vendas, ajuda não apenas a impulsionar os resultados de vendas, mas também contribui para:

  • construir relacionamentos mais próximos com clientes em potencial;
  • aumentar a visibilidade da marca;
  • conquistar leads mais qualificados;
  • reduzir o processo de compra – ao permitir que os usuários comprem produtos diretamente de uma publicação.

5 – Inteligência Artificial (AI)

Uma forma de ajudar os vendedores a atingirem as metas propostas é utilizando um software de inteligência artificial.

O uso da IA permite que a sua equipe otimize tarefas e reúna dados valiosos sobre os clientes, que você pode usar posteriormente para no desenvolvimento de estratégias tanto de marketing quanto de vendas. 

Também é possível analisar tendências e assim, planejar métricas mais objetivas, antecipar possíveis quedas, e ter um controle maior sobre todo o processo de vendas.

Adotar um software de inteligência artificial também pode ajudar:

  • no aumento da produtividade; 
  • na busca por leads mais qualificados;
  • a melhorar a satisfação dos clientes.

 6 – Tomada de decisão baseada em dados (Data-driven decision making)

As equipes de vendas não precisam mais confiar na intuição para orientá-las. Assim como os dados auxiliam em quase todas as áreas de uma empresa, eles também estão se tornando indispensáveis para o processo de vendas.

Ter uma estratégia de vendas orientada a dados possibilita, por exemplo:

  • fornecer informações atualizadas e de forma dinâmica para um treinamento mais eficiente das equipes de vendas;
  • conhecer quais materiais e conteúdos apresentam os melhores resultados e recomendá-los ao longo do processo de vendas;
  • identificar quais os melhores dias e horários para prospectar clientes;

Além disso, saber coletar e analisar os dados facilita na mensuração de métricas e como tomar atitudes práticas a partir dessas informações. Sendo assim, é possível tomar decisões mais informadas sobre a estratégia e processo de vendas. 

Que tal saber de uma forma simples e rápida as taxas de conversão, taxas de chamadas, quais materiais de marketing estão sendo lidos, a duração do ciclo de vendas?

Tudo isso é possível com uma estratégia baseada em dados.

Os dados coletados por essas ferramentas ainda podem ser usados para identificar áreas para melhorias e otimizações ao longo do processo de compra.

Comparado aos métodos tradicionais, o treinamento de vendas orientado a dados pode gerar resultados mais rápidos, com um ciclo de vendas mais curto e um tempo de produtividade mais rápido.

Conclusão

Não é uma novidade que o mercado é bastante competitivo e que para sobreviver e continuar crescendo é precisa estar em constante transformação.

Neste conteúdo, abordamos algumas tendências que você pode adotar na sua empresa para estar mais preparado para os próximos desafios.

Algo em comum entre todas essas tendências é que elas combinam três elementos: pessoas, processos e tecnologia.

Lembre-se de ter esses componentes sempre bem alinhados para que o crescimento do seu negócio seja constante.

É essencial estar um passo à frente não apenas dos seus concorrentes, mas também dos seus clientes.

Por isso, adote estas seis tendências para tornar 2020 um ano de crescimento lucrativo em seus negócios:

  1. Transparência
  2. Experiência Omnichannel
  3. Software CRM
  4. Venda Social (Social Selling)
  5. Inteligência Artificial (AI)
  6. Tomada de decisão baseada em dados (Data-driven decision making)

*Este guest post foi escrito pela Venngage.

Augusto Turcato
conteudo@odig.net

Augusto Turcato faz parte do time de marketing que ajuda milhares de vendedores, gestores e empreendedores brasileiros a aumentar suas vendas com metodologias e tecnologias aqui no CRM PipeRun.