Growth Hacking: O que é, como aplicar e benefícios

Tudo sobre Growth Hacking
Augusto Turcato
Augusto Turcato, especialista há 8 anos em marketing de conteúdo, faz parte do time de marketing que ajuda milhares de vendedores, gestores e empreendedores brasileiros a aumentar suas vendas com metodologias e tecnologias aqui no CRM PipeRun.

Resumo do artigo:

• Growth hacking é uma nova maneira de pensar e traçar estratégias com foco no crescimento rápido de empresas;

• Essa mentalidade é pautada em hipóteses e experimentos, unindo dados, marketing e tecnologia;

• O CRM PipeRun é uma ferramenta indispensável para te ajudar a pôr em prática suas ações de growth hacking, pois possibilita uma visão clara de todas as oportunidades geradas pela empresa, dados relevantes do negócio, dentre outras vantagens.

Você sabe o que é growth hacking e como esse conceito pode ajudar seu negócio a crescer de forma acelerada?

Em síntese, GH é uma nova maneira de pensar e traçar estratégias para impulsionar o crescimento de empresas dos mais diversos segmentos.

Por se tratar de um termo atual, ainda existem alguns mistérios que cercam o “hacking de crescimento” e suas aplicações.

Algumas empresas acreditam que é preciso mudar radicalmente a cultura organizacional e até mesmo o perfil dos colaboradores para adotar essa mentalidade. 

A adaptação é realmente um passo importante para qualquer mudança, assim como manter seus processos em sintonia com o que o mercado e os clientes exigem.

Porém, GH pode ser mais simples do que você imagina!

Para te ajudar a entender o significado de growth hacking, seus benefícios e principais aplicações, desenvolvemos um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre essa nova maneira de trabalhar o crescimento do seu negócio.

Confira a seguir!

Precisa de uma solução prática? Conheça o CRM Pipe Run e gerencie suas operações de vendas.

O que significa growth hacking

O que significa Growth Hacking?

O termo growth hacking tem sido usado cada vez mais e talvez você já tenha até ouvido em alguma reunião, mas não parou para pensar no significado.

Simplificando, hacking de crescimento é uma estratégia de marketing que prioriza o crescimento rápido acima de tudo e foi amplamente difundida dentro da cultura de startups do Vale do Silício.

Geralmente envolve métodos não convencionais e pensamento não convencional, o famoso pensar fora da caixa.

Por exemplo, um growth hacker pode usar a análise de dados para testar e ajustar constantemente o design do site para gerar mais conversões ou utilizar influenciadores de mídia social para divulgar rapidamente a marca. 

No entanto, alguns criticam o growth hacking como uma moda passageira ou um atalho – um substituto para o bom e velho trabalho árduo. 

Mas ame ou odeie, o hacking de crescimento provou ser bem-sucedido para muitas empresas que buscam expandir seu alcance e participação de mercado em uma velocidade vertiginosa. 

Como aplicar growth hacking

Como aplicar o Growth Hacking?

A melhor forma de aplicar as estratégias de hacking de crescimento no seu negócio é ter uma equipe para isso, com um profissional específico para fazer a coordenação.

Geralmente, o especialista em growth hacking é um profissional formado em marketing que se especializou neste segmento, ou que tenha experiência prática aplicando o método.

Esse time, liderado pelo growth hacker, vai levantar os dados da empresa para detectar onde estão os pontos de melhoria e aplicar a estratégia de crescimento rápido.

Isso direciona os principais esforços da empresa para alavancar setores e traçar rotas mais rápidas para solução de problemas, sem aumentar os custos.

Em empresas menores ou que estão começando, a figura do growth hacker vai ser exercida pelo próprio empreendedor, por isso é tão importante entender os processos e controlar exatamente os caminhos da empresa.

O que é o Growth Hacking no Marketing Digital?

É comum que muitos empreendedores confundam o growth hacking com o marketing digital em si, mas na prática são coisas amplamente diferentes — apesar de poderem funcionar de forma complementar uma à outra.

Essas estratégias para hacking de crescimento surgiram justamente em uma necessidade do mercado que o marketing não conseguia chegar, apesar de ser quem dá a base de dados para a execução.

Isso porque, em geral, o marketing foca nas necessidades do produto e do seu entorno, já o GH, sigla como é chamada a estratégia, foca na empresa como um todo, bem como seus principais processos.

É possível trabalhar esse crescimento acelerado antes mesmo do produto estar pronto, o que é algo muito comum na maioria das startups bem sucedidas que vemos por aí.

Como emergiu o Growth Hacking?

O termo é intimamente ligado à ascensão das startups que vimos acontecer nas últimas décadas, principalmente ali no Vale do Silício, região dos Estados Unidos famosa por reunir as maiores empresas de tecnologia — as chamadas “big techs”.

Quem cunhou o termo foi Sean Ellis, e podemos considerá-lo como um dos pioneiros na função de growth hacker, pois foi o responsável pelo crescimento acelerado de algumas startups, com destaque para a Dropbox.

O trabalho de Sean na Dropbox, utilizando uma estratégia de “members get members” (membros que chamam membros), é utilizada até hoje.

Nubank e Tik Tok são bons exemplos de aplicação dessa técnica, sendo que a rede social do momento oferece bônus em dinheiro para quem convida usuários a se cadastrar na plataforma.

A partir do trabalho de Sean Ellis, as empresas se atentaram que precisam ter alguém para dar continuidade no trabalho, porém não existiam profissionais com essas características específicas, e assim surgia a especialização em hacking de crescimento mais ou menos nos moldes que conhecemos hoje.

Como o growth hacking ajuda o seu negócio

Como o Growth Hacking pode ajudar o meu negócio?

No cenário das startups, essa estratégia de crescimento rápido tende a funcionar melhor, pois estamos falando de empresas que têm grandes aportes de investidores e, por isso, podem operar no “prejuízo” por um tempo até se consolidarem no mercado.

Mas isso não quer dizer que a aplicação não serve para o seu negócio. Pelo contrário: GH é justamente estabelecer um ciclo de melhorias contínuo, mesmo que a passos mais curtos.

É por isso que é necessário ter um profissional especializado que tenha autonomia para fazer as ações onde detectar maior necessidade, sem necessariamente demandar algum tipo de investimento.

Claro que um aporte de capital sempre vai acelerar as coisas, porém isso não é determinante para uma boa execução de growth hacking.

Como ser um profissional de growth hacking

Quero ser um profissional de Growth Hacking. Como começar?

Diferentemente do profissional de marketing, o growth hacker precisa entender do negócio e do mercado de maneira mais ampla e também possuir habilidades multidisciplinares.

Como vimos, a profissão nem existia até mais ou menos uma década atrás, e tudo partiu de um pensamento disruptivo, que estava pautado em anos de conhecimento e prática do profissional.

Hoje em dia não é necessário partir do zero, pois o que não falta é exemplo de hacking de crescimento bem sucedido, porém não dá para simplesmente transportar o que deu certo em uma empresa e jogar em outra.

As variáveis são muitas, por isso o profissional tem que ter muito repertório.

Partir de uma formação em marketing com ênfase em estratégias e ferramentas digitais é um bom começo para quem quer ingressar na carreira de growth hacker. 

E o segundo passo é ir para o jogo e adquirir experiência de campo.

Growth Hacking: Exemplos práticos

A técnica de crescimento acelerado pode ser aplicada em vários contextos da sua empresa, desde que contribuam diretamente para aceleração, e isso envolve também identificar o que está freando seu negócio.

Então, quando o GH for aplicado, é necessário ter esses gargalos na operação muito bem mapeados, afinal, essa função é totalmente embasada em dados.

Não tem achismos quando se trata de hacking de crescimento, e a execução é feita da forma mais prática possível, pois a ideia é justamente fazer no menor tempo.

Vejamos alguns exemplos disso:

Corrigir problemas

Comece soltando o freio de mão e tirando os obstáculos do caminho para permitir o crescimento do seu negócio.

Por exemplo, se a empresa está com dificuldade para expandir a carteira de clientes, o profissional de GH precisa encontrar os meios para resolver isso dentro das capacidades materiais do negócio.

E é muito importante ter foco e compromisso com a solução, por isso associar a estratégia de crescimento com táticas de metodologia SMART pode potencializar ainda mais esse processo.

Buscar melhorias

Ainda dentro dessa ideia de remover os gargalos e solucionar problemas, vale muito a pena buscar constantes melhorias dentro do processo da empresa.

Para isso, utilizar as reuniões com a equipe para levantar ideias é sempre um bom caminho, já que essas pessoas estão envolvidas no dia a dia de suas tarefas e poderão oferecer insights mais precisos quanto a melhorias a serem executadas.

Depois disso, teste alguns desses processos, porque apesar de não haver achismos no GH, é preciso experimentar as ideias e fazer ajustes durante o percurso.

A realidade de cada empresa é única, então a estratégia precisa ser ajustada de acordo com cada uma.

Metas e objetivos

Para definir metas específicas, objetivos de longo prazo e para mapear o  processo, utilize indicadores e métricas para levantar dados precisos que vão pautar as melhorias constantes que serão necessárias.

Quanto mais dados sua empresa tiver, mais eficientes serão as estratégias elaboradas pelo growth hacker.

Prática

Tem um jargão no meio corporativo que diz que nenhuma ideia sobrevive ao campo de batalha, e de fato toda ideia vai passar por reformulações assim que chegar no mercado.

Portanto, depois de mapear as necessidades, definir as metas e elaborar a estratégia, vá para a prática.

Tenha sempre foco no propósito original já estabelecido e teste suas hipóteses para comprová-las ou refutá-las o quanto antes.

Esse é o conceito de “fail fast” (falhar rápido) que também surgiu com as startups e hoje é aplicado a todo tipo de negócio.

Consiste em testar uma estratégia no mercado sabendo que ela está imperfeita.

Com isso, quando a falha acontecer, você tem um feedback preciso do que aprimorar, e o quanto antes isso ocorrer, melhor para o hacking de crescimento.

Acompanhar e medir

Essa estratégia não é algo que você coloca para jogo e reza para dar certo, pelo contrário, o profissional de GH está em constante vigilância.

Por isso, é tão importante trabalhar com métricas e indicadores para que você faça esse acompanhamento com precisão.

Usar softwares de gestão nesse momento é fundamental para ter agilidade nessas análises e também gerar relatórios consolidados de todos os setores envolvidos no desempenho da estratégia.

Formas de otimizar

Em tese, o hacking de crescimento nunca para, o que acontece é que em dado momento a empresa atinge um platô e o crescimento deixa de ser exponencial como no início da estratégia.

Mesmo assim, continuar otimizando o processo e remodelando as estratégias é funcional para o sucesso do empreendimento a longo prazo, principalmente pensando em expandi-lo.

Outra coisa a se considerar é que dominando essas técnicas de crescimento acelerado, você pode aplicá-las em lançamentos de novos produtos ou serviços, podendo assim expandir seu negócio de forma controlada e bem embasada.

Qual o salário de um profissional de growth hacking?

Segundo um levantamento feito pelo site Glassdoor, que trabalha com recrutamento de profissionais de variadas áreas, a média de salário de um profissional de Growth Hacking é de R$ 4.232,00 por mês, com variação que vai dos R$ 2 mil reais para iniciantes, até R$ 11 mil para o growth hacker mais experiente.

Lembrando que esses são números do mercado de trabalho nacional, porém tem muitos profissionais que conseguem trabalhar até fora do país, inclusive de forma remota.

Quais os benefícios do Growth Hacking?

Existem inúmeras razões pelas quais as empresas devem utilizar o hacking de crescimento. Como o próprio nome sugere, a principal vantagem dessa metodologia é promover o crescimento das vendas e dos lucros de uma empresa. 

Só para ilustrar, listamos os principais benefícios de utilizar o growth hacking em seu negócio:

  • Aceleração do crescimento da empresa;
  • Decisões mais assertivas – baseadas em dados;
  • Mais consistência nas estratégias;
  • Redução de riscos a partir de testes de planos e hipóteses;
  • Investimentos mais seguros;
  • Escalabilidade para o negócio;
  • Redução de custos com experimentos;
  • Maior facilidade para identificar oportunidades;
  • Criação de uma cultura focada em melhoria contínua;
  • Menos custos para retenção de fidelização. 

Algumas das empresas mais bem-sucedidas do mundo utilizaram estratégias de hacking de crescimento para atingir suas altas taxas de crescimento. 

Por exemplo, o Facebook. Ele permitiu logo no início de seu surgimento que as pessoas adicionassem widgets.

Esses recursos servirão de divulgação em seus sites, convidando os visitantes a criarem um perfil na rede social. 

Como resultado, a ação aumentou de maneira exponencial o número de usuários do Facebook.

Em suma, esse é somente um dos muitos exemplos de empresas que alcançaram um grande crescimento por meio de ações de growth.

Growth hacking e modelo de negócios

Para quais modelos de negócio o Growth Hacking é adequado?

O growth hacking é uma estratégia de crescimento rápido, sustentável e que utiliza o mínimo de recursos possíveis.

Dito isso, ele é recomendado para todos os tipos de empresas. E não importa seu segmento, localização, tamanho ou número de funcionários. 

Hoje, o growth é muito utilizado por startups e empresas de SaaS. Afinal, de modo geral elas começam com poucos recursos e precisam crescer de forma acelerada para atrair a atenção do público e de investidores.

Entretanto, empresas de grande porte também podem se beneficiar com o aumento da agilidade que o hacking de crescimento pode trazer ao negócio. 

Por exemplo, com o mercado cada vez mais competitivo, é essencial contar com agilidade para testar hipóteses.

Ao mesmo tempo, aplicar melhorias em processos, lançar novos produtos e, principalmente, inovar para crescer são, também, boas práticas.

Ferramentas de growth hacking

Ferramentas Growth Hacking

A tecnologia sempre foi um dos principais aliadas do crescimento dos negócios, e as ferramentas de growth hacking disponíveis hoje estão cada vez mais poderosas. 

Você já ouviu falar que os dados são o novo petróleo? Para tomar decisões assertivas e obter melhores resultados, é preciso coletar e analisar dados o tempo todo!

Contudo, apenas utilizar ferramentas não é suficiente. Você precisa saber como usá-las corretamente para alcançar o que espera. 

Integrar dados de todas as fontes em um local central te dará uma visão clara do que está acontecendo e permitirá que você identifique tendências e padrões com mais facilidade. 

Existem diversas ferramentas disponíveis que podem ajudá-lo nessa tarefa, mas é importante integrá-las ao seu fluxo de trabalho. Algumas ferramentas para coleta e análise de dados disponíveis no mercado são: 

Agora, para experimentar, medir e otimizar ações de growth, uma das ferramentas mais recomendadas é o CRM, um sistema que organiza todas as oportunidades de uma empresa.

Por exemplo, com o CRM PipeRun você pode gerenciar suas oportunidades e dados relevantes do negócio para testar gatilhos com foco em aceleração de vendas. Tudo isso de forma completa, integrada e ágil. 

Aliás, sobre as ferramentas acima. Todas elas podem ser integradas ao PipeRun, seja de forma nativa, seja via integradores.

Metodologia PDCA

Como aplicar PDCA para aprimorar processos de Growth Hacking

Ter muitos dados em mãos, por vezes pode gerar confusão na cabeça de quem está gerenciando, e ficar tempo demais enrolando para agir é contraproducente.

Então, quando tiver dados suficientes, aplica a metodologia PDCA para otimizar os processos.

PDCA é a sigla para Plan, Do, Check, Act ou em bom português Planeje, Faça, Verifique, Aja.

Em resumo, esse método, muito utilizado para hacking de crescimento, tem o objetivo de melhorar processos por meio da identificação de problemas, causas e soluções. 

Veja abaixo como funciona o PDCA: 

  • Plan (Planeje). Decida e planeje quais táticas de growth hacking você vai testar; 
  • Do (Fazer). Implemente as táticas e acompanhe os resultados; 
  • Check (Verificar). Analise os dados e veja se houve algum impacto positivo; 
  • Act (Agir). Com base nos resultados de sua análise, ajuste suas táticas de acordo e continue testando novas hipóteses até encontrar uma fórmula que funcione para o seu negócio.

Isso vai de encontro exatamente com os conceitos de fail fast que já falamos e permite que você faça testes enquanto aproveita de resultados reais no processo.

Estratégias de growth hacking

Impulsione suas estratégias de Growth Hacking com a ajuda de um CRM

O growth hacking não por coincidência surgiu junto com a ascensão das startups, então é claro que a tecnologia é a grande força motriz por trás dessa estratégia.

Como você viu, existe uma série de plataformas que poderão fornecer dados para uma boa execução da estratégia.

No entanto, você não quer algo muito complicado no seu negócio, afinal, tempo é o ativo que você não pode perder.

Por isso, ter um CRM como o Pipe Run é o caminho ideal para trabalhar as estratégias de hacking de crescimento na sua empresa.

Nossa solução tem todas as ferramentas de gestão que você precisa e ainda faz integração ativa com outros softwares de GH para você ter todo controle em uma única interface.

Quer ver na prática? Então faça um teste grátis do CRM Pipe Run e tire suas conclusões.

Conclusão

Como você acabou de conferir, o growth hacking pode impulsionar o crescimento de qualquer negócio, independentemente do segmento ou estágio de maturidade.

Entender o universo que envolve o hacking de crescimento é o primeiro passo para implementar essa mentalidade na sua empresa.

Se você também quer acelerar seus resultados com base nas estratégias de growth, saiba que a tecnologia pode ser a sua principal aliada!

O PipeRun é uma ferramenta vital para crescer um negócio com base na fidelização e geração de valor para os clientes. 

Além disso, oferece visão clara das oportunidades que estão próximas da conversão, possibilitando experimentos mais direcionados a esse objetivo.

Com a PipeRun, sua empresa pode ir além, pois: 

  • Permite que você identifique os canais de comunicação mais eficazes para sua base; 
  • Garante testes mais assertivos; 
  • Concentra todas as informações e dados em um só lugar; 
  • Oferece insights valiosos para a personalização de campanhas com foco no crescimento das vendas e do negócio; 
  • Mantém todo o processo comercial organizado de forma visual.

Essas são apenas algumas das coisas que podemos oferecer para ajudar sua empresa a decolar! 

Para descobrir mais sobre nossas soluções, fale agora mesmo com um consultor:

Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado a entender melhor sobre o que é growth hacking e seus principais benefícios.

Nos vemos no próximo conteúdo! #BoraBaterMeta

 

 

Mais automação. Mais economia. Mais resultado.

Contar com uma plataforma nacional de aceleração de vendas é muito mais negócio.

Acompanhe todas as novidades sobre Marketing e Vendas

Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro!