Inteligência Artificial nas empresas: veja exemplos, benefícios e aplicações

Inteligência Artificial nas Empresas
Augusto Turcato
Augusto Turcato, especialista há 8 anos em marketing de conteúdo, faz parte do time de marketing que ajuda milhares de vendedores, gestores e empreendedores brasileiros a aumentar suas vendas com metodologias e tecnologias aqui no CRM PipeRun.

Resumo do artigo:

• A inteligência artificial é um conjunto de tecnologias que buscam emular a inteligência humana em diversas situações;

Nas empresas, ela é muito visível no departamento de Marketing. Por exemplo, por meio de chatbots, mídia paga, recomendações por meio de algoritmo, etc.;

No processo comercial ela também está presente em plataformas de vendas que aceleram todas as etapas do funil.

Você sabe o que é inteligência artificial e para que ela serve?

Durante muitos anos, as pessoas acreditaram que a inteligência artificial era “coisa de ficção científica”, ou seja, algo muito distante da vida real. 

Porém, com o avanço da tecnologia, esse tipo de inteligência passou a fazer parte do dia a dia de pessoas e empresas. 

Sua compreensão também trouxe um mundo cheio de possibilidades, desde assistentes virtuais, até máquinas capazes de executar tarefas complexas. 

Se você ainda não conhece os benefícios da inteligência artificial ou não sabe como utilizá-la ao seu favor, continue com a gente!

Neste artigo, vamos te explicar um pouco mais sobre como a inteligência está revolucionando o mundo dos negócios, especialmente as áreas de marketing e vendas.

Vamos lá?

O que é inteligência artificial?

A inteligência artificial nada mais é do que um conjunto de tecnologias que, juntas, são capazes de simular a inteligência humana. 

Sistemas e máquinas baseados em inteligência artificial podem realizar diversas tarefas e aprimorar seus conhecimentos, tendo como base todos os dados que processam ao longo do tempo.

Como falamos anteriormente, uma solução de IA é composta por diversas tecnologias, incluindo redes neurais artificiais, sistemas de aprendizado e algoritmos que podem se aproximar da inteligência humana.

Lembrando que, não importa o quão avançada uma inteligência virtual pareça ser, seu objetivo não é “substituir” os seres humanos. 

A ideia de utilizar IA é facilitar atividades do cotidiano e, é claro, trazer inovações para praticamente todos os setores.

Para você ter uma noção, a inteligência artificial já é utilizada hoje em dia para trazer agilidade e precisão aos diagnósticos médicos. Imagine quantas vidas já foram salvas graças a ela? 

Sem dúvidas, a IA pode impactar nosso presente e futuro. 

O que é inteligência artificial?

Breve história da inteligência artificial

A ideia de criar máquinas e sistemas inteligentes fascina as pessoas há muito tempo, mas o conceito de inteligência artificial que conhecemos hoje surgiu por volta da década de 1920. 

Em 1927, foi lançado o filme de ficção científica Metrópolis, que apresentou pela primeira vez uma inteligência virtual nas telas do cinema, antes mesmo de sua invenção.

Antes disso, o escritor Karel Čapek já havia produzido uma peça chamada R.U.R.: Robôs Universais de Rossum, que contava a história de seres construídos em larga escala para substituir a mão de obra humana. 

Porém, os primeiros estudos científicos se iniciaram em 1943, quando McCulloch e Pitts descreveram as redes neurais como estruturas de raciocínio artificiais cujas bases eram modelos matemáticos capazes de simular o sistema nervoso humano.

No mesmo ano, Alan Turing criou o famoso Teste Turing, que analisava se uma máquina possuía a capacidade de reproduzir um comportamento equivalente ao de um ser humano. 

Já no ano de 1950, o matemático estadunidense Claude Shannon apresentou sua primeira pesquisa sobre como programar uma máquina para jogar xadrez. 

Em 1997, Gurry Kasparov, campeão mundial de xadrez, foi derrotado pelo computador Deep Blue, da IBM. 

Muitos outros eventos marcaram o desenvolvimento da inteligência artificial para o que conhecemos. 

Graças a esses e muitos outros matemáticos do passado, hoje temos uma tecnologia bastante avançada.  

Qual é a função da inteligência artificial?

Como você já deve imaginar, a principal função da inteligência artificial é desenvolver tecnologias capazes de reproduzir a inteligência humana. 

O objetivo é possibilitar que essas tecnologias pensem logicamente para executar diversas atividades e, com isso, facilitar a vida de pessoas e organizações. 

Hoje, diversas áreas já contam com a inteligência artificial para melhorar seus processos, como a saúde, entretenimento, marketing digital e vendas.

Ao longo deste conteúdo, você descobrirá mais detalhes sobre o uso dessa tecnologia na prática. 

Leia também: Inteligência Artificial nas empresas: veja exemplos, benefícios e aplicações  

Quais são os tipos de inteligência artificial?

Novos estudos dedicados à inteligência artificial continuaram a surgir após a popularização do conceito.

Esses estudos trouxeram perspectivas únicas sobre o tema, diferenciando a inteligência artificial em dois tipos: inteligência artificial forte e inteligência artificial fraca. 

Descubra abaixo as principais diferenças entre os tipos de inteligência artificial. 

Inteligência Artificial Forte

A Inteligência Artificial Forte é um tipo de inteligência artificial capaz de reproduzir o raciocínio humano com perfeição.  

Por esse motivo, máquinas baseadas nesse tipo de inteligência podem executar tarefas e resolver problemas complexos com mais agilidade do que um ser humano. 

Esse tema tem gerado muita polêmica atualmente, afinal, muitos acreditam que essa tecnologia pode substituir, em um futuro próximo, a mão de obra humana nas empresas. 

Alguns exemplos de IA Forte são as tecnologias de Machine Learning e Deep Learning, que possuem uma capacidade gigantesca de analisar dados, aprender e tirar suas próprias conclusões. 

Inteligência Artificial Fraca

A Inteligência Artificial Fraca é um tipo de inteligência artificial que possui uma capacidade menor de imitar o raciocínio dos seres humanos. 

Portanto, trata-se de uma tecnologia um pouco mais limitada quando comparada com a Inteligência Artificial Forte.

Apesar disso, a Inteligência Fraca pode processar um grande volume de informações e realizar certas atividades, mas sem autoconsciência. 

Um exemplo disso são as assistentes virtuais que utilizamos hoje, como a Siri e a Alexa, algoritmos desenvolvidos para responder comandos e executar tarefas.  

Usos da inteligência artificial no marketing digital

Você sabia que o marketing digital pode se beneficiar com a inteligência artificial? 

Esse tipo de tecnologia permite uma melhor compreensão dos públicos, além de trazer mais assertividade para o processo de tomada de decisão.

Os sistemas de inteligência artificial também podem melhorar o atendimento oferecido pela sua empresa, por meio dos famosos chatbots e assistentes virtuais. 

Outra vantagem de utilizar a inteligência artificial aplicada no marketing é a facilidade de segmentar bases.

Existem diversos sistemas capazes de entender o comportamento dos usuários para segmentar bases de acordo com preferências, hábitos e ações executadas ao longo de sua jornada. 

Mas as vantagens não param por aí… As organizações podem alcançar muito mais utilizando algumas das ferramentas de inteligência artificial, como por exemplo: 

Chatbots

A inteligência artificial é usada para tornar os chatbots mais inteligentes à medida que interagem com os seres humanos. 

Ao coletar informações por meio do Processamento de Linguagem Neural (NPL), esses bots passam a aprender coisas novas a cada nova interação.  

Dessa forma, são capazes de se adaptar às necessidades individuais de cada pessoa que interage com eles. 

Esta é uma grande vantagem dos chatbots em relação a outras tecnologias de atendimento, afinal, não são limitados às respostas pré-prontas de um script.

Ao contrário disso, os chatbots baseados em inteligência artificial podem desenvolver conversas mais interativas com os usuários, oferecendo uma experiência mais satisfatória. 

Mídia paga

Com a ajuda da inteligência artificial, empresas de todos os tipos podem criar anúncios pagos cada vez mais personalizados de acordo com o desejo de compra de seus potenciais clientes. 

Isso só é possível graças ao Machine Learning, que processa as informações que os usuários fornecem no meio digital e cria combinações de anúncios direcionados para cada perfil. 

O resultado disso? Melhores resultados de conversão em campanhas de mídia paga.

O Google, por exemplo, começou a utilizar o Machine Learning para otimizar os anúncios em sua plataforma de busca.

Qualificação de leads

O Machine Learning também te ajuda a acompanhar de forma mais precisa a evolução das oportunidades geradas ao longo do período.

Com o apoio dessa tecnologia, é possível qualificar em tempo recorde listas de possíveis interessados nas soluções que a empresa oferece.

Dessa maneira, os leads são encaminhados com mais agilidade para a próxima tratativa, encurtando assim o ciclo de vendas.  

A inteligência artificial extrai dados de fontes on-line para criar o que chamamos de Perfil de Cliente Ideal (ICP), que também contribui para o melhor entendimento das necessidades do público.

Ao coletar novos dados a cada venda, o próprio sistema melhora sua compreensão de perfis e tendências para os próximos fechamentos. 

Essa prática traz uma previsão das vendas futuras, o que ajuda no direcionamento de novas estratégias para alcançar as metas pré-estabelecidas.

Recomendações

Hoje, os sistemas de recomendações baseados em inteligência artificial já fazem parte do nosso dia a dia. 

Eles coletam dados de milhões de pessoas para recomendar produtos, serviços, filmes, séries e muitas outras coisas. 

O diferencial dessas recomendações é que são alinhadas com o que os usuários estão desejando comprar/consumir naquele momento.

Um bom exemplo disso são os serviços de streaming como Netflix, Amazon, Spotify e Apple Music, que utilizam a tecnologia de Machine Learning para recomendar filmes, séries e músicas com base no histórico de atividades de cada usuário. 

Personalização

Você certamente já deve saber que a maioria das pessoas prefere consumir conteúdos e até mesmo anúncios de empresas que refletem seus interesses e necessidades.

Mas como saber exatamente como cada pessoa gostaria de ser impactada? 

Como falamos anteriormente, a inteligência artificial consegue captar dados para oferecer recomendações específicas para cada perfil, mas também para personalizar experiências. 

A inteligência artificial ajuda a adaptar a experiência de cada indivíduo, fornecendo ferramentas de análises e diagnósticos capazes de moldar conteúdos, anúncios e outras comunicações para diferentes tipos de públicos.

Com a inteligência artificial, fica mais fácil trabalhar uma segmentação mais precisa, o que é extremamente útil para quem trabalha com publicidade on-line.

Tendências de AI

Segundo relatório divulgado pelo IDC, só no Brasil, 25% das empresas já possuem projetos baseados em Machine Learning ou Inteligência Artificial. 

Esse mesmo estudo também demonstrou que a IA é uma das principais tecnologias que sustentam financeiramente o mercado. 

Dito isso, é esperado que tecnologias cada vez mais inovadoras surjam em um curto período de tempo. 

De acordo com a Forbes, as principais tendências de Inteligência Artificial para o futuro próximo são:

  • Segurança Cibernética;
  • Potencializador da força de trabalho;
  • Modelagem de uma linguagem melhor;
  • Impulsionador de criatividade;
  • Metaverso. 

Recomendamos ficar atentos a essas tendências, pois com certeza farão parte do nosso futuro. 

Principais tecnologias da Inteligência Artificial

São muitas as tecnologias que estão associadas à inteligência artificial ou que, de alguma forma, colaboram para o seu desenvolvimento.

A seguir, compartilhamos mais detalhes sobre as principais tecnologias: 

Machine Learning

Como já mencionamos neste artigo, o Machine Learning funciona a partir da coleta e análise de dados que, após seu processamento, geram o aprendizado.

Sistemas baseados em Machine Learning são capazes de aprender de forma rápida e precisa, apenas coletando e analisando dados. 

Com base nisso, são capazes de tomar decisões, melhorar a execução de suas atividades e aprender novos padrões. 

Deep Learning

Deep Learning (aprendizagem profunda) é um tipo de Machine Learning que utiliza redes neurais para melhorar o aprendizado de sistemas e ferramentas. 

Com o apoio dessa tecnologia, as máquinas de IA são ensinadas a executar tarefas da mesma forma que os humanos.

Assim, aprendem a reconhecer fala e imagens, bem como processar grandes volumes de dados.

Processamento de Linguagem Natural (PLN)

O principal propósito do Processamento de Linguagem Natural (PLN) é reproduzir os processos de desenvolvimento relacionados à linguagem humana por meio de softwares e outras soluções tecnológicas avançadas. 

Com o PLN, as máquinas conseguem entender melhor textos complexos e reconhecer contextos, extraindo informações e criando até mesmo relatórios para apoiar a tomada de decisões em empresas.

Hoje, essa tecnologia vem sendo amplamente utilizada pelos setores de atendimento, marketing e inteligência comercial. 

Como a PipeRun te ajuda com AI

Se você não sabe como aplicar a inteligência artificial para aprimorar suas estratégias de marketing, vendas e atendimento, saiba que o CRM PipeRun oferece diversas funcionalidades úteis para te ajudar a categorizar informações, facilitar o trabalho da equipe de vendas e agilizar seus processos de atendimento. 

Com o PipeRun, você e sua equipe podem:

  • Automatizar tarefas manuais para aumentar a produtividade;
  • Obter dados precisos sobre as ações de suas oportunidades;
  • Utilizar chatbots para agilizar o atendimento;
  • Validar os dados de potenciais clientes para a qualificação;
  • E muito mais!

Já pensou em ter tudo isso e muito mais em uma única plataforma? Entre em contato hoje mesmo com um de nossos consultores para descobrir como nosso CRM pode impulsionar suas vendas!

Conclusão

Se você chegou até aqui, já sabe que o principal objetivo da inteligência artificial é criar tecnologias que possam pensar de forma lógica, executar ações, encontrar soluções para problemas e, especialmente, facilitar o seu dia a dia.  

Sem dúvida, essa tecnologia mudou a forma como as empresas operam. E não é pra menos! A IA colabora para processos mais ágeis e soluções cada vez mais precisas. 

Mas ao contrário do que muitos pensam, a inteligência artificial não veio para tomar o lugar dos humanos, mas sim ajudar a potencializar suas capacidades.

Se você ainda não utiliza a inteligência artificial na sua empresa, passe a considerá-la para melhorar seu processo de tomada de decisão, aprimorar a experiência do cliente e agilizar tarefas que tomam muito tempo das suas equipes. 

Gostou do tema e quer aprender mais? Continue acompanhando nosso blog!

Toda semana compartilhamos conteúdos úteis para te ajudar a ir muito mais além com seu negócio.

Até o próximo artigo!

Mais automação. Mais economia. Mais resultado.

Contar com uma plataforma nacional de aceleração de vendas é muito mais negócio.

Acompanhe todas as novidades sobre Marketing e Vendas

Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro!