O que é uma API, para o que serve e como funciona?

API
Augusto Turcato
Augusto Turcato, especialista há 9 anos em marketing de conteúdo, faz parte do time de marketing que ajuda milhares de vendedores, gestores e empreendedores brasileiros a aumentar suas vendas com metodologias e tecnologias aqui no CRM PipeRun.

Resumo do artigo:

Uma API é como um conjunto de regras que permite que diferentes aplicativos conversem entre si, compartilhando informações e funcionalidades;

Essa integração pode colaborar com maior eficiência operacional, automação de tarefas e criação de soluções mais completas para melhorar a experiência do usuário;

A API do CRM PipeRun oferece várias opções de integração com sistemas do mercado. Tudo isso para otimizar seu uso do CRM e permitir que você explore novas oportunidades!

Mesmo que você não trabalhe na área de tecnologia, com certeza já ouviu falar em API.

Mas antes de te explicar esse conceito, queremos saber: você já se perguntou como é que plataformas tão diferentes, como redes sociais, aplicativos de mapas e serviços de previsão do tempo, conseguem trabalhar juntas de forma tão fluida?

A resposta está na sigla API, que significa Interface de Programação de Aplicativos.

Se você quer entender o que é uma API, para que ela serve e como exatamente funciona, você está no lugar certo!

Neste artigo, explicamos como essa tecnologia pode impactar a experiência do cliente e, é claro, como sua empresa pode usá-la para alcançar melhores resultados.

Quer descobrir mais? Continue lendo abaixo!

O que é uma API e para que serve?

API é a sigla para Application Programming Interface, que em português significa Interface de Programação de Aplicações. 

Em termos simples, a API é como se fosse uma ponte que permite que diferentes programas “conversem” entre si, mesmo que tenham sido desenvolvidos por empresas diferentes ou usem linguagens de programação distintas.

Por exemplo, quando você utiliza um aplicativo de entrega para pedir comida de um restaurante, é a API que faz o aplicativo se comunicar com o sistema do restaurante. 

A mesma coisa acontece quando um CRM se conecta ao WhatsApp para armazenar o histórico de conversas dos clientes.

Dessa forma, não é preciso alterar todo o programa original para que ele funcione com outro. Legal, não é mesmo?

o que é uma api

Como as APIs funcionam?

Como comentamos acima, as APIs funcionam como “pontes” que permitem que diferentes sistemas ou aplicações conversem entre si. 

Mas como isso é possível? 

Basicamente, seu funcionamento ocorre da seguinte maneira:

  • Uma aplicação (conhecida como cliente) envia uma solicitação para outra aplicação (chamada de servidor) usando a API;
  • O servidor, ao receber essa solicitação, a processa conforme suas instruções internas e a documentação da API;
  • Após o processamento, ele envia uma resposta de volta para o cliente, que por sua vez, usa essa resposta conforme a necessidade. 

Vale lembrar que a documentação é uma parte crucial de qualquer API.

Afinal, estamos falando de um conjunto de regras que dizem como a API deve ser usada. 

Graças a essa estrutura, diferentes aplicações conseguem interagir e compartilhar informações.

Por que usar API?

A API facilita a combinação de novos recursos e tecnologias com os já existentes, tornando mais fácil para a equipe de desenvolvimento ligar essas partes. 

Além de tornar o trabalho da equipe de TI mais tranquilo, ainda ajuda a manter sua empresa sempre atualizada com novidades e tendências do mercado. 

Para entender melhor, vamos a um exemplo?

Imagine que você trabalha em uma empresa que tem como solução um sistema de controle de vendas.

Apesar de atender bem aos clientes, faltava algo: a capacidade de comparar as vendas com as tendências de mercado em tempo real. 

Ao invés de criar essa funcionalidade do zero, a equipe de desenvolvimento decidiu integrar com uma API de um outro serviço de análise de dados.

Com essa integração, a solução não só passou a mostrar as vendas, mas também como elas se comparam com o mercado. 

Assim, sem gastar muito tempo e recursos, o sistema ganhou um upgrade importante!

Leia também: Inteligência Artificial nas empresas: veja exemplos, benefícios e aplicações

Quais são os tipos de API?

Quais são os tipos de API?

As APIs podem ser de diversos tipos, cada uma projetada para um propósito específico de integração. 

Em outras palavras, cada tipo tem sua própria maneira de permitir que sistemas “conversem” entre si.

Vamos dar uma olhada nas mais comuns? Confira abaixo!

API Privada

Uma API privada é utilizada internamente por uma empresa para facilitar a comunicação e o compartilhamento de dados entre diferentes partes de seus sistemas. 

Por esse motivo, ela é acessada apenas por aplicativos e serviços dentro do ambiente controlado da empresa. 

De modo geral, ass APIs privadas são ideais para otimizar a eficiência operacional, permitindo que diferentes sistemas “conversem” entre si de maneira eficiente.

API Pública

As APIs públicas são disponibilizadas para o público, permitindo que desenvolvedores acessem e utilizem as funcionalidades ou dados oferecidos. 

Plataformas como Google, Twitter, Facebook e WhatsApp oferecem APIs públicas para permitir que terceiros desenvolvam aplicativos que se integram às suas plataformas.

API de Parceiros

As APIs de parceiros são criadas para permitir a integração entre empresas que possuem acordos ou parcerias. 

Nesse sentido, essas APIs são projetadas para facilitar a colaboração estratégica, permitindo que organizações compartilhem informações de maneira controlada e segura. 

Por exemplo, uma empresa de e-commerce pode usar a API de um parceiro de pagamento para processar transações de forma integrada.

API Composta

As APIs compostas são um conjunto de várias APIs individuais que são combinadas para criar funcionalidades mais amplas e complexas. 

Isso permite que os desenvolvedores acessem várias funcionalidades de diferentes fontes em uma única chamada, tornando o processo de desenvolvimento mais prático e eficiente.

O que é um endpoint de API e por que ele é importante?

Os endpoints de API representam os pontos de conexão em um sistema de comunicação API, funcionando como os endereços específicos por onde os dados circulam entre sistemas. 

Eles são cruciais para as empresas pelos seguintes motivos:

Performance

Os endpoints da API têm um grande impacto na performance do sistema. 

Quando muito tráfego se concentra em um único endpoint, é comum que ocorram congestionamentos, resultando em respostas mais lentas e possíveis sobrecargas no servidor. 

Portanto, fazer a gestão correta dos endpoints pode prevenir gargalos e garantir que o sistema opere de maneira fluida, mesmo em momentos de alta demanda.

Segurança

Os endpoints da API atuam como portas de acesso ao sistema, e, tal como qualquer porta, precisam estar bem fechadas e seguras. 

Eles definem onde os dados entram e saem, portanto, qualquer falha em sua proteção pode abrir caminho para vulnerabilidades e ataques. 

Para garantir que apenas ações autorizadas ocorram e que as informações sensíveis fiquem seguras, é crucial monitorar e proteger os endpoints.

Qual a diferença entre API e webhook?

As APIs funcionam como pontes, conectando diferentes sistemas de forma organizada. 

Por outro lado, os webhooks agem mais como mensageiros, transmitindo dados específicos entre aplicativos e disparando processos automatizados. 

Os webhooks são chamados de APIs reversas ou APIs de push, uma vez que a dinâmica de comunicação parte do servidor, liberando o cliente desse encargo.

Mas é importante frisar: webhooks e APIs não são a mesma coisa, mas sim parceiros de colaboração.

De fato, para um aplicativo usar um webhook, geralmente precisa de uma API.

A junção inteligente de APIs e webhooks serve para garantir uma interação fluida entre aplicativos e para uma comunicação mais eficiente.

Exemplos de API

Agora que você já entende o conceito, vamos descobrir alguns exemplos de como as APIs são usadas na prática? Acompanhe a seguir!

API do WhatsApp

Conhecida como WhatsApp Business API, a API do WhatsApp permite que empresas integrem as funcionalidades do WhatsApp em seus aplicativos e sistemas. 

Essa integração agiliza a interação com os clientes, possibilitando o envio de sugestões de produtos baseadas em compras anteriores, alertas, promoções, notificações e até respostas automáticas pelo WhatsApp

Um exemplo é uma loja online que, após você fazer uma compra, envia a confirmação e os detalhes de rastreamento do pedido diretamente pelo app. 

Esse processo de comunicação só é possível a partir da integração com a API do WhatsApp.

Leia também: Chatbot para WhatsApp: saiba como implementar essa solução e escolher a melhor plataforma

API do Instagram

A API do Instagram não permite apenas que aplicativos captem e mostrem postagens diretamente em suas plataformas, mas também possibilita a centralização do atendimento do Instagram em um só lugar.

Assim, diferentes atendentes podem gerenciar uma única conta do Instagram a partir de uma ferramenta integrada. 

Imagine um site de viagens que utiliza a API para mostrar fotos de destinos turísticos usando uma hashtag específica, ao mesmo tempo em que centraliza e organiza o atendimento ao cliente do Instagram. 

Nesse caso, a integração melhora a experiência do usuário, trazendo conteúdo visual atrativo e um suporte mais eficiente.

API de SMS

A API de SMS permite que as empresas enviem mensagens de texto diretamente para telefones celulares de forma integrada. 

Além de permitir o envio de informações cruciais, como códigos de verificação e atualizações de pedidos, essa ferramenta também possibilita o envio em massa de mensagens, facilitando a divulgação de lançamentos, promoções e outros anúncios. 

Imagine um restaurante que, além de notificar os clientes sobre o status da entrega do pedido, também compartilha informações sobre novos pratos ou ofertas especiais com apenas alguns cliques. 

Essa é, sem dúvidas, uma forma de elevar o engajamento e manter os clientes sempre atualizados, concorda?

Leia também: Como melhorar a comunicação com o cliente? 7 dicas

API do CRM PipeRun

A API do CRM PipeRun facilita a integração e o diálogo entre o software CRM e diversas outras plataformas e sistemas do mercado.

Em outras palavras, possibilita que outras empresas acessem e compartilhem informações, com o objetivo de otimizar o processo de gerenciamento de relacionamento com clientes.

Um exemplo prático dessa integração é a automação de processos: toda vez que um lead avança para uma etapa específica do funil no CRM PipeRun, um SMS é automaticamente disparado para ele. 

Essa automação só é viável graças à interação entre a API do PipeRun e a API da empresa de telefonia em questão.

Integre sistemas com a API do CRM PipeRun

A integração entre sistemas por meio da API do CRM PipeRun não só simplifica, mas também potencializa seu processo de vendas.

Conectando o CRM a outras plataformas, como ferramentas de automação de marketing para nutrição de leads e soluções de VoIP para qualificação de prospects, você garante uma troca de informações mais torna ágil e eficiente. 

Além de economizar tempo, a API também garante que os dados estejam sempre atualizados e disponíveis em todos os estágios do ciclo de vendas.

Quer descobrir mais? Confira algumas das integrações disponíveis no CRM PipeRun:

● Agendas: Integração com ferramentas de agendamento, como Office365, Calendly e Google Agenda, para gerenciar compromissos de forma eficiente;

● Chats e Bots: Interação com chats e bots como Global Bot, Jivo Chat, Many Chat, Zenvia Chat, Huggy e outros, com foco em melhorar a comunicação e o atendimento ao cliente;

● SMS: Integração com serviços de envio de SMS, como Twilio e Zenvia SMS, para comunicação direta e eficaz;

● E-mail: Integração de e-mails, mantendo todas as comunicações centralizadas no CRM.

● BI e Big Data: Integração com ferramentas de Business Intelligence e Big Data, como Power BI, Insight Sales, BI Machine, Driva, Serasa Experian e outras para insights valiosos sobre seus dados;

● Telefonia e Discadoras: Integração com sistemas de telefonia, agilizando as interações com os clientes;

● Sistemas ERP e Help Desk: Conexões com sistemas de gestão e suporte, como Conta Azul, Bling, Omie, Nibo, TOTVS, Trello, Jira, Asana e outros para uma visão completa das atividades;

● Sales Engagement: Integração com ferramentas de engajamento de vendas para otimizar processos;

● Site e Formulários: Integração com seu site e formulários, capturando leads diretamente no CRM.

Se você quer impulsionar suas vendas e oferecer uma experiência excepcional aos seus clientes, precisa conhecer nossa ferramenta e , é claro, as possibilidades de integração com outros sistemas.

Confira as integrações disponíveis no PipeRun clicando aqui ou, então:

Conclusão

Agora que você já sabe o que é uma API, como ela funciona e por que é importante, que tal colocar esse conhecimento em prática? 

Aí vem a parte interessante: você pode se juntar a outras empresas e parceiros para melhorar ainda mais o que sua solução oferece e entregar um valor extra aos seus clientes.

Se você é um usuário do CRM PipeRun, saiba que você pode contar com um leque de opções quando se trata de integração. 

E se você ainda não o utiliza, saiba que essa é apenas um dos muitos benefícios que nossa plataforma pode oferecer ao seu negócio!

Gostou desse artigo e quer continuar aprendendo? Fique de olho aqui no blog!

Semanalmente, compartilhamos conteúdos como esse para te ajudar a expandir os horizontes do seu negócio. 

Até mais e muito sucesso na sua jornada!

FAQ – Perguntas Frequentes

O que é API e para que serve?

Uma API (Interface de Programação de Aplicações) é um conjunto de regras que permite que diferentes softwares se comuniquem e compartilhem informações. Serve para facilitar a integração entre aplicações, permitindo que troquem dados e funcionalidades de maneira eficiente.

O que é uma API? Cite exemplos

Uma API é como um guia de interação entre programas, já que permite que se comuniquem de forma padronizada. Alguns exemplos incluem a API do Google Maps, que integra mapas em aplicativos, e a API do Twitter, que permite mostrar tweets em um site.

Como funciona uma API na prática?

Na prática, uma API define as instruções que um aplicativo deve seguir para solicitar dados ou ações de outro aplicativo. Quando um aplicativo faz uma solicitação à API, a mesma processa a ação e retorna os resultados ou informações desejadas ao aplicativo solicitante.

Quando devo utilizar uma API?

Você pode usar uma API para diferentes objetivos e situações, como conectar sistemas, automatizar tarefas, ampliar funcionalidades, personalizar soluções, etc.

Mais automação. Mais economia. Mais resultado.

Contar com uma plataforma nacional de aceleração de vendas é muito mais negócio.

Acompanhe todas as novidades sobre Marketing e Vendas

Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro!