Aumentando a taxa de resposta de cold mail: 8 estratégias para usar

Taxa de resposta coldmail

A taxa de resposta das ações de cold mail do seu time podem ser melhores. Especialmente se você tem uma pessoa ou um time dedicado a prospectar novos clientes para o negócio.

Embora hoje haja diversas formas de atingir clientes em potencial, o cold mail segue sendo uma maneira bastante eficaz.

Não à toa, a maioria dos leads ainda prefere se comunicar com empresas através da sua caixa de entrada.

Então, aqui vai uma informação: o cold mail funciona. Mas, para ele ser efetivo e a taxa de resposta ser satisfatória, é preciso ser conciso.

MODELOS DE SCRIPT DE VENDAS PARA TODAS AS ETAPAS DO PROCESSO

Baixe Scripts de Vendas Prontos e atenda clientes e leads de forma ágil.

Em outras palavras, personalizar a entrega e realmente agregar valor para o cliente em potencial.

Assim sendo, separamos algumas estratégias neste artigo para ajudar você e a sua equipe.

Fique com a gente e confira.

8 estratégias para aumentar a taxa de resposta dos cold mails

Acima de tudo, é preciso deixar claro um ponto: o cold mail, para ser efetivo, preciso ter apoio na tecnologia.

Nesse sentido, dois elementos são cruciais:

É através deles que a estratégia poderá ser aprimorada. Consequentemente, a taxa de respostas do cold mail crescerá.

Visto que esclarecemos esses pontos, vamos às 8 estratégias que separamos:

1 – Crie um ótimo assunto que represente o conteúdo do email

A linha de assunto é um elemento vital do cold mail. Ele determina se seu email será lido ou se irá direto para a lixeira.

Assim sendo, o título do email precisa ser envolvente. Deve mostrar ao cliente em potencial o valor que ele irá receber caso opte por abrir a mensagem.

Nesse sentido, evite tons coloquiais. Você ainda não a familiaridade necessária com o lead. Ao mesmo tempo, não pode levar ele a acreditar que vocês já se conhecem.

Entretanto, você pode usar o título do cold email para iniciar o argumento de vendas. Sem ser muito comercial, claro.

Em outras palavras, diga ao prospect porque ele deve abrir o email. Ou seja, como o seu email ajudará ele a resolver um problema ou atingir uma meta?

Além disso, certifique-se de que o título seja curto o suficiente para ser lido por inteiro. Afinal, muitos irão acessar via mobile, e a tela nem sempre é tão grande.

Só para ilustrar, seguem alguns exemplos:

  • Você precisa de ajuda com [dor do cliente]?;
  • Como [atingir alguma meta];
  • Você se sente frustrado com [dor do cliente]?

2 – Faça um email curto

O seu cliente em potencial recebeu muitos emails. Certamente você também tem uma caixa de entrada bem cheia. Então, keep it simple. Ou seja, mantenha isso simples.

O que isso significa?

Você não pode esperar que o prospect leia um email longo sobre algo que ele nem se interessou ainda. Certo? Portanto, não tem porque perder tempo.

O email deve ser curto. Em princípio, uma boa prática é escrever cerca de 100 palavras para ele.

No email, você deve explicar o problema que sua solução resolve. Além disso, descreva de maneira breve a solução e mostre autoridade.

Ao mesmo tempo, não esqueça de redigir parágrafos curtos. Assim, a leitura será facilitada, especialmente via smartphone.

3 – Use uma linguagem simples e acessível

O email precisa necessariamente ser de fácil leitura. A linguagem deve ser acessível para quem recebe a mensagem.

Assim sendo, uma boa prática é ler o que você ou seu time escreveu em voz alta. Faça o exercício aí.

A mensagem flui bem? Soa simples e de fácil entendimento? Se você sentir que está estranho, seja por qual razão for, não envie esse email

Refaça.

Embora o tom deva ser amigável, ser coloquial demais vai de encontro ao profissionalismo exigido.

A ideia é: ser simples, curto, direto e didático. Sem palavras difíceis. Sem excesso de vírgulas que travam a leitura.

O objetivo é aumenta a taxa de resposta do cold mail, certo? Então monte a mensagem de forma que soaria familiar para a pessoa.

Uma boa ideia pode ser escrever como se estivesse no WhatsApp. Mas, claro, não exagere nos emojis.

4 – Inclua conteúdo personalizado sobre o cliente em potencial

Antes de mandar o cold mail ao cliente, inclua algumas frases personalizadas. Faça isso no início da mensagem. Desse modo, o lead sabe que não se trata de um “copia e cola”.

Então, veja só. Aqui você vê a importância do que citamos acima, que é o uso de uma plataforma de automação de marketing.

Por exemplo, no CRM de marketing você consegue inserir variáveis com o nome do lead. Ou, então, a empresa dele.

Em outras palavras, mostre que você entende dos negócios dele. Que você compreende a situação atual e que está em contato para ajudar.

Se você coletou alguma informação relevante sobre o lead, use-a. Seja coletada em rede social, seja em um evento, aproveite.

Nota: se você copiar e colar o mesmo email, com a mesma personalização para várias empresas, você não estará personalizando nada.

5 – Foque nas necessidades do prospect desde o começo

Anteriormente falamos que o título é a parte mais importante do email. A segunda mais relevante são as primeiras linhas da mensagem.

Ela deve comunicar com clareza o que o valor que o cold mail oferece ao prospect. Ou seja, você precisa se apresentar para mostrar credibilidade e dar contexto ao email.

Entretanto, o vendedor e a empresa não podem ser o foco principal. Afinal, o lead não entrou em contato com o seu negócio. Ele nem sabe do que se trata.

Assim sendo, não é seguro pensar que ele vai entender de imediato o que você vende. E o quão imperdível é seu produto.

Avalie com cuidado cada linha do email. Você mostra, com aquelas 100 palavras, qual é o problema que ele tem e como você resolve?

Se a resposta for “não”, reescreva.

Outra dica, pule partes superficiais tipo “tudo bem?”, “como vai você?”. Vá direto ao ponto. Mas diga “olá” antes, claro.

6 – Compartilhe dados relevantes para aumentar a taxa de resposta

MODELO DE PLAYBOOK DE VENDAS PARA BAIXAR

Quer um modelo de Playbook de Vendas para adaptar para a sua equipe?

Organize o processo de vendas e o conhcimento da sua equipe. Acele vendas, treinamento e as boas práticas com o playbook de vendas pronto e editável.

69% dos clientes afirmam que dados compartilhados nos email agregam bastante valor. Acima de tudo, são eficientes especialmente para impactar os cargos c-level.

Ou seja, divida dados de alguma pesquisa ou, então, números de um case de sucesso que sua empresa conquistou.

Aqui, você não tem espaço para contar a história toda. Então, o dado precisa ser convincente. E direto.

Só para ilustrar, experimente algo como “Nossos clientes conseguem aumentar 10% de vendas em apenas 1 mês“. E divida o link onde o case está.

Ah, uma outra dica aqui. Prepare uma landing page simples com o case e um formulário para o lead (seja de trial, seja de solicitar orçamento).

Bem simples, é case + formulário. Se for em vídeo o seu case, nem precisa rolagem, é vídeo de um lado, formulário do outro.

Se for em texto, case em primeiro lugar e formulário no fim da página.

7 – Não esqueça jamais da CTA

Ao final de cada email, peça sempre para o lead realiza outra ação. Contudo, claro, que ela seja simples.

O ideal é concluir a mensagem com uma frase de estímulo. A essa altura do relacionamento, não é sensato pedir para o prospect investir tempo em você.

Ou seja, enviar para ele um formulário a ser preenchido como CTA não é a melhor prática.

A pergunta final do email precisa ser fácil de responder. Uma boa prática é pedir para agendar uma ligação rápida, de dez minutos.

Por exemplo, para isso use link público de sua agenda no Google para que o lead marque o melhor horário para ele.

Ah, ao realizar essa pergunta final, reforce o benefício do seu produto. Algo tipo:

“O que você acha de falarmos rapidamente sobre [dor do cliente]?”.

8 – Invista em vídeos personalizados curtos

Você sabe bem, nós já falamos acima: seu prospect recebe muitos emails todas as semanas. Talvez emails dos seus concorrentes.

A maioria deles, ou talvez nenhum deles, vem com um vídeo personalizado. Aí é o diferencial.

Ao fazer um vídeo personalizado para o prospect, você tem enormes chances de se destacar.

Afinal, você está mostrando que está disposto a dedicar seu tempo e energia para vencer as dores do cliente.

Acima de tudo, que você vê ele como uma pessoa real. Com problemas reais, com objeções reais.

Se você não está convencido, essa pesquisa mostra que um vídeo assim aumenta a taxa de cliques em até 300%.

Para fazer o vídeo, siga os mesmos princípios do cold mail. Personalize o começo, mantenha a mensagem simples e direta. Entregue valor e um dado relevante e deixa uma CTA no final.

Fazendo de forma simples e direta, você pode produzir vídeos para diversos dos seus prospects. Vale a pena tentar.

O papel do CRM de vendas para aumentar a taxa de resposta do cold mail

O CRM tem papel decisivo para otimizar as estratégias de cold mail. E, claro, consequentemente elevar a taxa de resposta das mensagens.

Isso porque, é dentro do software que você encontrará alguns dados valiosos. Por exemplo, saber as dores que leads como os que você irá abordar possuem.

Então, se seu time atende determinado segmento e consegue vender para ele, você saberá exatamente quais os desafios que eles enfrentam e quais benefícios você agrega.

Em suma: não construa nenhum cold mail antes de consultar seu CRM. Analise os relatórios. Veja os motivos de perda. Veja os segmentos que você mais converteu.

Tudo isso vale para dar o bote certo e aumentar a taxa de resposta dos emails frios, ok?

Para ajudar você nas estratégias, aproveite e leia dois artigos que separamos para potencializar resultados.

Em primeiro lugar, veja estratégias para realizar uma prospecção ativa assertiva nos seus negócios.

Em segundo lugar, temos um funil de prospecção (BDR) pronto para usar. Nele há etapas, atividades, integrações, responsáveis e muito mais. Você pode configurar ele no seu CRM.

E, se você quer saber como o CRM ajuda nas estratégias de prospecção: FALE COM UM CONSULTOR.

#BoraBaterMeta

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Publicidade

Acompanhe todas as novidades sobre Marketing e Vendas

Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro!

Sair da versão mobile