Ambiente de trabalho

8 min de leitura5 dicas para um ambiente de trabalho positivo e mais produtivo para todos!

Passa por um ambiente de trabalho adequado – às necessidades dos colaboradores e da empresa – um dia a dia mais produtivo.

Dedicamos muitas horas dos nossos dias focado nas atividades corporativas. E para poder fazer isso da melhor forma possível, o contexto precisa ajudar.

Até porque, todas as empresas tem suas metas a serem batidas, seja no dia, mês, semana ou ano.

Mas, como conseguir isso em um ambiente de trabalho caótico, que não dê às pessoas as condições mínimas para desempenhar suas funções?

Isso influencia também na qualidade da entrega para o cliente – não só na velocidade em como as coisas são feitas.

Então, o investimento para começar a vender mais e melhor começa internamente.

Neste artigo, falaremos sobre a importância de um ambiente corporativo realmente positivo e que seja capaz de captar o melhor de cada colaborador.

Ainda, falaremos de algumas dicas de como tornar o contexto melhor para todos e quais ações você pode iniciar imediatamente.

Vamos lá?

Boa leitura!

O ambiente de trabalho na sua empresa é bom ou ruim?

Ambiente de trabalho: como é o da sua empresa?

Quando estamos imersos demais em uma rotina sequer conseguimos perceber que ela pode ser danosa.

A cultura organizacional de uma empresa precisa fazer bem às pessoas. Mas essa, sabemos, nem sempre é uma realidade que conseguimos perceber.

Quando há uma rotatividade grande de funcionários, por exemplo, cabe um sinal de alerta para os gestores.

Será que o ambiente de trabalho da empresa é ruim?

A bem da verdade, o ideal é fazer uma gestão administrativa de perto, lado a lado com os colaboradores.

Somente estando dentro da realidade é possível conhecê-la, certo?

Mas, mais do que isso, falar com as pessoas, horizontalmente, para que elas se sintam à vontade, é essencial.

Mensurar a qualidade do contexto, portanto, demanda proatividade e vontade.

Podem parecer a mesma coisa, mas não são. A vontade vêm da convicção, do entendimento de que isso é algo importante.

E a proatividade é a postura que se tem a partir desta convicção. Tanto para agir, como para estar atento aos detalhes – que são frequentes, mas nem sempre gritantes.

Então… ele é bom?

O certo é que em um bom ambiente corporativo, discussões e conflitos são raros.

E os debates – necessários para o crescimento das pessoas e da empresa – ocorrem de maneira positiva, propositiva e ordenada.

Os funcionários, independente do nível no organograma, contam com condições adequadas de trabalho em termos de segurança, higiene e saúde.

Ambiente corporativo

Os equipamentos, ferramentas e recursos necessários para atingirem as metas e objetivos propostos são igualmente corretos.

A relação entre colegas do mesmo setor e de diferentes setores é sadia, e há um clima de cooperação entre ambos.

Se tudo isso estiver convergindo, juntos, então o ambiente de trabalho é com certeza bom.

Ou é ruim?

Um ambiente corporativo, quando é nocivo, gera imediata insegurança nas pessoas.

E começa com uma gestão que é omissa, que não compartilha tanto os problemas – em sua origem especialmente -, como as novidades.

As notícias chegam somente pela “rádio corredor”. Alguém contou para outro alguém sobre tal coisa.

Isso é péssimo para a gestão de qualquer negócio. Falta de informação leva à frustração, que ataca diretamente a motivação no dia dia.

A estrutura do local também precisa ser adequado. Bons equipamentos, ferramentas, ambiente arejado, amplo são essenciais.

Áreas para desopilar, uma copa para os colaboradores fazem refeições… tudo isso faz muita diferença quando se passa grande parte do dia em um mesmo local.

E negligenciar pontos assim podem levar àquilo que dissemos no começo deste parágrafo: rotatividade na empresa.

Se isso acontecer, além de afetar as pessoas que ainda estão na empresa (e até mesmo influenciá-las a seguirem o mesmo rumo), faz com que todo conhecimento e tempo investido nesses colaboradores que saíram tenham sido em vão.

A importância de um ambiente de trabalho positivo

Ambiente corporativo: as vantagens de um ambiente de trabalho positivo

Reter talentos é algo que a sua empresa certamente deseja, certo?

Ainda mais depois de investir tempo, recursos e também expectativas acerca de uma ou mais pessoas, você quer que esse conhecimento se materialize em resultados.

Pois saiba, então, que passa por um ambiente de trabalho positivo um fator de peso para esse colaborador pensar muitas vezes antes de aceita outra proposta.

Quando o contexto ajuda, as pessoas se sentem mais bem dispostas desde o momento de levantarem da cama.

Com um time que se ajuda, que coopera e busca as melhores práticas o tempo todo, a produtividade de todos é automaticamente elevada.

O alinhamento dos talentos é importante – e a dependência mútua faz com que haja uma sinergia fundamental para levar a empresa adiante.

E aí, fica mais fácil da criatividade fluir, o que é completamente decisivo para praticamente todo tipo de negócio. Seja para criar, seja para solucionar problemas, melhorar processos.

  • Maior facilidade de concentração;
  • Absorção mais rápida do conhecimento;
  • Comunicação fluída entre todos;
  • Eficiência e eficácia maiores no desempenho das tarefas;
  • Crescimento das pessoas e da empresa;
  • Produtividade e processos cada vez melhores;
  • Maior qualidade na entrega ao cliente.

Todos esses são alguns benefícios de um ambiente positivo de trabalho. Um fator leva a outro e, no final, o atendimento ao cliente é aprimorado.

E, quando isso ocorre, sem dúvida alguma as empresas estão no caminho certo para venderem mais, melhor e crescerem,

5 dicas para ter um ambiente de trabalhar melhor

Dicas para um ambiente de trabalho melhor

Investir internamente, para conseguir gerar valor para o cliente final. Esse é o pensamento que deve guiar a gestão de uma empresa.

Dar as condições, dentro do ambiente de trabalho, para que os colaboradores tenham foco no cliente e garantam o seu sucesso.

Uma coisa leva a outra – e é preciso ter isso claro para entender a importância desse elemento.

Há diversos tipos de ambiente que podem ser projetados para estimular a criatividade e produtividade de todos.

Mas, acima de tudo, é preciso gestão para manter as pessoas focadas, satisfeitas e motivadas para entregar aquilo que a sua empresa merece.

Para isso, separamos 5 dicas de como tornar o contexto corporativo melhor.

Confira:

1 – Dê as condições ideias para todos

O primeiro elemento para um clima organizacional realmente agradável, é o cumprimento das obrigações mínimas que as empresas têm para com seus funcionários.

Equipamentos, local, conhecimento, ferramentas… enfim, tudo o que for básico para a realização das atividades precisa estar em dia.

Caso contrário, você passará uma mensagem negativa não só para seus colaboradores antigos, como para os novos.

Imagina alguém chegar em seu primeiro dia na empresa e não ter seu computador, local para ficar, nem nada definido.

Isso, claro, demanda organização e entendimento de que é necessário fazer – ao menos – o essencial para as pessoas se sentirem acolhidas.

Um bom ambiente de trabalho é igualmente seguro, bem projetado para reduzir riscos de acidente e tem zelo pelas pessoas ao não, por exemplo, colocar gente demais em um espaço pequeno.

O cenário ideal de gestão é sempre conversar com os colaboradores. Mas o fluxo é esse: gestão perguntando aos colaboradores, mostrando-se disponível e aberta.

O que precisa ser melhorado em termos de conforto e desempenho?

E aí, são questões que vão desde luzes, cadeiras, temperatura do ar condicionado, circulação de ar, até a compra de novos equipamentos, inscrição em algum curso, contratação de softwares, etc.

2 – Tenha uma liderança presente e ativa

Ambiente corporativo: liderança no ambiente de trabalho

Quando há uma liderança clara, ativa e participativa, há sem dúvida alguma um elemento forte e positivo dentro do ambiente corporativo.

Não basta ser líder por conta da hierarquia da empresa. Isso é um dos tipos de liderança que não inspiram as pessoas. É uma liderança somente “no papel”.

É através do gestor que as pessoas irão se inspirar e saber até mesmo como devem se comportar em situações que não costumam ser frequentes.

Mais do que isso, cabe à essa pessoa buscar extrair o melhor de cada um para uma mudança de atitude no trabalho.

Não se trata aqui de “pegar pela mão” as pessoas. Não é isso.

Mas conversas frequentes – tanto individuais como coletivas – para saber como os colaboradores estão, dentro e fora do trabalho, fazem a diferença.

A avaliação de desempenho também é importante e o gestor de cada área precisa dar.

Assim, os times podem saber o que melhorar em sua rotina. E isso ajuda a, por exemplo evitar um problema maior – que acarretará em estresse e desestímulo.

3 – Estabeleça comunicação fluída

A falta de informação leva à frustração. O ser humano se comunica há milhares de anos e consegue se entender e sentir-se bem através disso.

Então por que, em uma empresa que depende da colaboração e da sinergia de todos, não há uma comunicação fluída?

Deixe as pessoas saberem o que está acontecendo na organização.

Claro que há assuntos que são tratados apenas entre cargos c-level – e não tem nenhum problema quanto a isso.

Mas, o que a empresa está pensando para ao futuro? Qual as projeções e como as pessoas se encaixarão e poderão contribuir durante a caminhada?

Fale isso antes desse planejamento sair do papel. O ideal é até mesmo inclui-las na concepção do mesmo, se isso fizer sentido para seus negócios.

Mas, o ponto é: comunique-se. É ruim para os colaboradores não saber em que rumo está a empresa e como o seu trabalho está impactando o dia a dia dos negócios.

Comunicação dá segurança e confiança para as pessoas. E elas podem se enxergar sendo parte do todo – o que certamente é um elemento de motivação que você precisa na sua empresa.

4 – Promova a valorização das boas relações

Boas relações no ambiente de trabalho

Os funcionários precisam ter entre si uma boa relação. O que, óbvio, é essencial para o sucesso de qualquer estratégia empregada nas empresas.

As pessoas precisam trabalhar juntas. O trabalho de um dependerá do trabalho do outro.

E isso ocorre de maneira mais fluída quando os colaboradores têm uma relação amistoso, positiva e engajada entre si.

É possível promover algumas ações para estimular esse laço de respeito e comprometimento entre todos.

Uma boa forma de conseguir isso é com:

  • reuniões rápidas diariamente;
  • workshops internos;
  • cafés da manha;
  • palestrar motivacionais;
  • coaching;
  • murais interativos;
  • endomarketing, etc.

5 – Rode uma pesquisa de clima organizacional

É comum as empresas rodaram uma pesquisa NPS, Net Promoter Score para medir a satisfação e lealdade de seus clientes.

O mesmo pode ser feito de maneira interna.

Até porque, você não consegue saber o quão satisfeitos estão os seus funcionários se não questionar, não é mesmo?

Por isso, que tal rodar uma pesquisa de satisfação – pode ser anual – com perguntas objetivas para todos?

Coloque os aspectos relevantes à organização para que sejam compreendidos quesitos como relacionamento, reclamações, sugestões, benefícios, gestão, ambiente, remuneração, entre tantos outros.

E, claro, deixe as pessoas à vontade para responderem de forma anônima. Assim será possível colher um feedback realmente verdadeiro.

Assim, no próximo ano, a empresa saberá no que precisa focar para ter um time ainda mais produtivo.

Os funcionários, ao se sentirem valorizados pela empresa e pelos seus gestores, sem dúvida alguma refletem essa confiança fluída na qualidade da entrega.

Quando isso ocorre, a empresa consegue entregar o valor que precisa para os seus clientes. E o caminho para vender mais, melhor e crescer estará pavimentado.

E aí, como podemos te ajudar?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse conteúdo, ou então deseja compartilhar alguma “dor” na gestão de seus negócios, fique à vontade para falar com um consultor.

Aproveite e leia dois conteúdos que ajudarão você na missão de gerir cada vez melhor sua empresa.

O primeiro aborda a metodologia 5S e sua importância para melhorar os ambientes nas organizações.

Já o segundo fala sobre como o ciclo PDCA aprimora processos e a entrega nas empresas.

Boas vendas!

Um abraço do PipeRun, o seu CRM. #RunPipeRun

Equipe de Redação
conteudo@odig.net