Mudar de CRM ou ficar parado: quando vale a pena trocar?

Por que mudar de CRM?

Mudar de CRM para uma solução mais completa é algo comum e que as empresas avaliam o tempo inteiro. E sempre há uma série de motivos envolvidos.

Pode ser por conta da expansão do time de vendas. Para conseguir centralizar um número maior de informações. Reduzir custos com a operação. Otimizar a rotina e aumentar a produtividade. Entre tantas outras razões.

Apesar de muitos motivos serem convincentes para uma troca, as empresas muitas vezes não a fazem.

Se contentam com o CRM que elas usam atualmente. Mesmo que ele não atenta as necessidades atuais, as futuras e tenha um alto custo.

Em um primeiro momento, mudar de CRM pode parecer algo arriscado. E também trabalhoso.

Mas, sem os dados centralizados, sem a equipe conseguindo produzir o pode, realmente faz sentido ficar parado?

O artigo de hoje lista alguns dos porquês das empresas optarem por mudar de CRM ao invés de ficarem estagnadas.

Vamos entender cada um deles?

Boa leitura!

4 motivos para sua empresa considerar mudar de CRM

Por que mudar de CRM?

Mudar de CRM não precisa ser uma dor de cabeça para nenhuma empresa. Claro que se trata de uma tomada de decisão importante.

Por isso, é preciso ter claros os benefícios que essa troca irá trazer para o dia a dia dos negócios.

E também como a equipe de vendas poderá se beneficiar com isso. Afinal, é ela quem irá mexer dia a dia na ferramenta, certo?

Então, para ajudar na missão, veja 4 motivos para mudar de CRM ao invés de ficar parado.

Confira:

1 – Relatórios de atividade de cada usuário

Os relatórios de atividades de cada um dos usuários dão transparência para o gestor entender como a equipe realmente usa o CRM.

Por exemplo, entender a quantidade de emails enviadas para conseguir fechar uma venda. Ou de ligações feitas.

Tudo isso serve para ter as métricas de vendas mais claras. E também para entender o ciclo de vendas do negócio.

É vital, aqui, que os vendedores realmente usem o sistema todos os dias. Que todas as atividades feitas sejam registradas dentro do CRM.

Assim, os dados serão realmente fiéis.

Importante destacar que cada vendedor (e SDR) deve ser o responsável por preencher as suas informações.

Somente assim será possível fazer uma avaliação de desempenho justa e focada em cada pessoa e time.

Se sua equipe acha difícil usar o CRM, talvez faça sentido considerar uma mudança.

Afinal, o software precisa ser amigável e fácil de usar para todos do seu time de vendas. Se não, que sentido faz?

2 – Gatilhos para mudança de etapa

Um fator determinante em uma venda é saber em que momento o lead deve passar para a etapa seguinte do pipeline.

Ter um funil de vendas realmente completo e configurado é um divisor de águas. É o fator que determina o sucesso ou fracasso das negociações.

Para isso, tenha claro:

  • as fases do funil;
  • responsável por cada uma delas;
  • atividades;
  • ações automáticas;
  • integrações.

E o principal: qual ação o lead precisa fazer para acionar a mudança de etapa. Pode ser a abertura de um email. O download de um material.

Determine. Avalie. Mensure. E revise se for necessário.

3 – Problemas com falta de informação

Um dos principais motivos para usar um CRM é centralizar o relacionamento com o cliente. Não poderia ser diferente, claro.

Com a repetição dos dias e a previsibilidade das vendas, é comum as empresas terem informações cada vez mais fiéis e precisas sobre seus clientes.

Todavia, há momentos em que as vendas desaceleram. Há algumas razões para isso.

  • Os esforços para geração de leads podem não estar funcionando;
  • Seu time está trabalhando com informações incompletas do cliente.

Se a última razão for a verdadeira, pode ser que seu CRM não esteja recebendo os dados das ferramentas integradas.

A saída pode ser optar por um sistema de vendas que tenha integrações nativas.

Assim, as principais plataformas que sua empresa usa recebem, sem depender de terceiros, as informações de forma precisa e ágil. Sem gaps.

4 – Engajamento interno

Não se deve culpar o CRM pelo crescimento lento de suas vendas. Mas, claro, um software básico e que tem baixa adoção do seu time, irá sem dúvidas afetar o negócio.

Se as vendas estão baixas, talvez seja hora de conversar com seu time. De ouvir o que eles têm para dizer.

Uma rápida conversa por trazer alguns dados reveladores. Especialmente em relação ao tempo que seu time leva para preencher o CRM, por exemplo.

Uma boa ferramenta automatiza essa entrada de dados. Agiliza a rotina de vendas ao invés de complicá-la.

Se sua equipe não sente que a tecnologia está ajudando, então talvez seja a hora de mudar de CRM.

Faça as perguntas certas para entender porque mudar de CRM

Por que mudar de CRM?

Mudar de CRM não é algo do dia para noite. Nem nunca será. Para tomar a decisão certa, é preciso planejamento e pesquisa.

Ainda assim, há outros fatores que irão pesar para que o novo sistema realmente melhore o processo de vendas da empresa.

É um conjunto de funcionalidades + suporte do fornecedor + treinamento + engajamento interno.

Logo, é vital apoiar essa mudança em dados.

Para fazer uma avaliação objetiva, considere algumas questões antes de mudar de CRM.

Tais como:

Quais os custos atuais e a longo prazo se eu não mudar de CRM?

Calcule as taxas de assinatura e também suportes cobradas pelo fornecedor atual de CRM.

Leve em consideração especialmente se o valor for pago em dólar. Em tempos de alta cambial, é um peso ainda maior, certo?

Sendo assim, essa despesa permaneceu constante ao longo do tempo? Se aumentou, em qual porcentagem mensal e anual?

É previsto aumento significativo daqui um ano? Leve tudo isso em consideração e adicione ao CAC, obviamente.

Como o custo total de uma mudança?

VEJA COMO TER MENOS FERRAMENTAS E MAIS PRODUTIVIDADE

Agora é o momento para coletar informações de outros fornecedores de CRM. Consultar não só os planos, como levar em conta outros custos.

Considere a oportunidade de reduzir custos com outras ferramentas que seu time usa e que estão dentro deste novo CRM.

Um dos fatores para não conseguir fechar vendas é ter informações descentralizadas.

Portanto, o CRM que você está cotando permite reduzir o uso de ferramentas externas e centraliza dados em si?

Qual é o custo de implementação e treinamento?

Se sua estrutura de dados não for tão volumosa, mudar de CRM pode ser uma experiência indolor.

Todavia, anos de relacionamento e informações para mapear podem complicar as coisas.

Alguém precisa exportar, limpar e importar os dados. Então, algumas perguntas surgem a partir disso.

Você – ou alguém do seu time – tem a capacidade para fazer isso? O novo fornecedor de CRM oferece esse tipo de suporte? Se sim, qual custo disso?

Seu time precisará de treinamento e orientação contínua. Mensure o preço disso também antes de tomar decisões.

Como a mudança afetará a receita e a produtividade?

Para responder essa pergunta é preciso se basear no que sua equipe consegue produzir hoje. Ou seja, em alguns dados completos.

Por exemplos, vamos supor que seu CRM atual não tenha integração a nenhuma plataforma de automação de marketing.

Falando com seu time, você estima que, com a integração, eles pouparão até 20 minutos por dia. Por que? Porque deixarão de preencher dados de forma manual.

Assim sendo, digamos que seu time tenha 25 vendedores, calcule:

20 min por dia x 25 vendedores x 260 dias úteis no ano = 130 mil minutos. Ou seja, mais de 2,1 mil hora de trabalho economizados no ano e que sua equipe pode focar em… VENDER!

Uau!

Esse é um cálculo que faz sentido e que mostra que mudar de CRM é a escolha certa.

Faça isso com outras atividades que seu time faz atualmente.

  • Escrever e-mails;
  • Redigir propostas;
  • Registrar ligações, etc.

A conta precisa fechar a seu favor.

Tome uma decisão informada e baseada em dados

No final das contas, não existe uma fórmula pronta para você seguir e mudar de CRM de forma totalmente segura.

Todavia, cabe aos gestores se certificarem de tudo o que podem. Checarem todos os dados possíveis e fazer a pesquisa mais completa que conseguirem.

Ao realizar isso, a empresa terá um caminho bem trilhado. Uma base firme para tomar essa decisão tão importante para os negócios.

E aí, como podemos te ajudar?

Descubra agora tudo o que o CRM PipeRun pode fazer pela sua empresa: FALE COM UM CONSULTOR.

Aproveite e leia dois artigos que ajudarão você a tomar a melhor decisão em termos de CRM.

O primeiro fala dos benefícios e porque fazer automação de processos em vendas.

Já o segundo aborda os tipos de funis que um bom CRM permite você criar.

Boas vendas!

Um abraço do PipeRun, o seu CRM. #RunPipeRun

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Publicidade
CRM WhatsApp Web Extensão

PipeRun MAX

Poderosa extensão do CRM PipeRun para Google Chrome

Acompanhe todas as novidades sobre Marketing e Vendas

Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro!