Pesquisa qualitativa e quantitativa: qual a diferença e como aplicar

Pesquisa qualitativa e quantitativa
Augusto Turcato
Augusto Turcato, especialista há 10 anos em marketing de conteúdo, faz parte do time de marketing que ajuda milhares de vendedores, gestores e empreendedores brasileiros a aumentar suas vendas com metodologias e tecnologias aqui no CRM PipeRun.

Resumo do artigo:

A pesquisa qualitativa é um método de pesquisa que foca no entendimento mais aprofundado das opiniões e motivações do público;

Já a pesquisa quantitativa, por outro lado, produz dados mensuráveis e estatísticos, geralmente por meio de questionários e pesquisas com perguntas fechadas;

O CXM de Atendimento da PipeRun é a melhor ferramenta para realizar o envio de pesquisas para seus clientes, pois permite a criação e a distribuição de maneira automatizada.

Na busca por entender melhor melhor os seus clientes, você com certeza já deve ter se deparado com os métodos de pesquisa qualitativa e quantitativa. 

Ambos são ferramentas importantes para a coleta de dados e ajudam a entender tanto o “quanto” quanto o “porquê” do comportamento do consumidor. 

A pesquisa quantitativa usa como base números e tendências, enquanto a qualitativa tem como foco captar percepções e opiniões.

Se você ainda não conhece esses dois métodos, saiba que eles podem ser muito úteis para alinhar suas estratégias às necessidades e desejos do público.

Pensando em te ajudar, desenvolvemos esse guia completo sobre pesquisa qualitativa e quantitativa, com tudo o que você precisa saber para começar a aplicá-las.

Quer saber mais? Então continue a leitura a seguir!

GUIA DEFINITIVO PARA APLICAÇÃO DO NPS 2.0 NA SUA EMPRESA

Baixe o Guia Definitivo de NPS 2.0 e 

aumente a satisfação dos seus clientes

Preencha para receber o material no seu email (confira a caixa de Spam também).

O que é pesquisa qualitativa e quantitativa?

Entender as diferenças entre pesquisa qualitativa e quantitativa é crucial para captar insights sobre seu público-alvo. 

Em resumo, a pesquisa quantitativa se concentra em dados que podem ser contados ou convertidos em estatísticas.

Dados quantitativos, por serem tangíveis, possibilitam identificar padrões, projetar cenários e construir previsões baseadas em evidências.

Já a pesquisa qualitativa pode ser definida como o estudo da linguagem e do significado, tendo como base as palavras, os conceitos e as opiniões. 

Essa abordagem analisa aspectos intangíveis, buscando entender o que o público pensa e sente, ou seja, as motivações por trás de suas ações. 

A seguir, vamos explicar com mais detalhes sobre cada uma dessas metodologias.

Pesquisa quantitativa

Na pesquisa quantitativa, as informações coletadas são atribuídas a uma categoria ou a um valor numérico. 

Isso permite uma classificação e comparação objetiva entre diferentes conjuntos de dados.

Esses dados tangíveis oferecem uma grande vantagem na hora de realizar análises estatísticas, pois facilitam o trabalho com grandes volumes de informações.

Dessa maneira, fica muito mais fácil entender tendências e realizar previsões com precisão.

Pesquisa qualitativa

Enquanto isso, a pesquisa qualitativa foca na linguagem como sua principal ferramenta de estudo. 

Por meio da análise de textos, entrevistas e outros métodos discursivos, esse tipo de pesquisa colhe dados qualitativos que refletem as percepções do público.

Como comentamos acima, essa metodologia trabalha com dados intangíveis e, por isso, oferece um entendimento mais profundo sobre sentimentos, motivações e ações.

Pesquisa qualitativa e quantitativa

O que é pesquisa mista?

A pesquisa mista é basicamente a junção de dois tipos de pesquisa em um projeto só. 

Nesse caso, começamos com a pesquisa quantitativa, a partir de questionários ou qualquer outra ferramenta para coletar informações de um grande número de pessoas.

Após essa parte inicial, entramos na fase qualitativa, onde o foco é desenvolver uma conversa mais profunda com algumas pessoas.

Aqui, a ideia não é captar percentuais, mas sim opiniões e pensamentos para entender melhor as razões por trás dos dados que você coletou antes.

Então, na pesquisa mista, você tem um número grande de participantes para a parte de números e um grupo menor para as conversas mais detalhadas. 

Ou seja, esse método ajuda a ter uma visão mais ampla e também mais profunda do seu objeto de estudo.

Qual a diferença entre pesquisa quantitativa e pesquisa qualitativa?

Você sabe quais são as diferenças entre pesquisa quantitativa e pesquisa qualitativa? 

Pensando em te ajudar a entender melhor, compartilhamos abaixo as 3 principais. Acompanhe!

Abordagem diferente

Sem dúvidas, uma das principais diferenças entre esses dois tipos de pesquisas é o tipo de abordagem. 

Falando sobre pesquisa quantitativa, podemos destacar que:Utiliza um número maior de pessoas para obter dados representativos;

  • É mais estruturada, utilizando questionários e outras ferramentas para coletar os dados;
  • Busca resultados que possam ser “generalizados” para uma população maior.

Já a pesquisa qualitativa possuem uma abordagem distinta:

  • Envolve um número menor de pessoas, permitindo um estudo mais aprofundado;
  • É mais flexível, com discussões abertas, entrevistas e grupos focais que buscam entender experiências e percepções;
  • Gera insights detalhados, focando na qualidade e no significado dos dados coletados.

Resultados diferentes

Essas duas metodologias também apresentam algumas diferenças em relação aos resultados.

Na pesquisa quantitativa, temos:

  • Resultados apresentados em números, estatísticas e gráficos;
  • Visão ampla e quantificável do objeto de estudo;
  • Comparação e análise de tendências.

A pesquisa qualitativa oferece uma outra maneira de analisar os resultados:

  • Resultados apresentados em forma de texto, descrições e narrativas;
  • Oferece uma compreensão detalhada e contextualizada dos dados;
  • Traz detalhes mais profundos do comportamento e das atitudes do público.

Tipos e exemplos de pesquisa qualitativa e quantitativa

Você sabia que as pesquisas qualitativas e quantitativas têm seus próprios métodos de aplicação? 

Para a pesquisa quantitativa, é comum utilizar pesquisas com múltipla escolha, questionários estruturados e dados demográficos.

Esses métodos podem ser aplicados em diversas situações, por exemplo:

  • Após uma compra, para quantificar a satisfação do cliente;
  • Após reuniões de vendas, para medir resultados e performance;
  • Em agendas de escopo de projeto, para quantificar etapas e recursos necessários;
  • Em reuniões com Customer Success (CS), para medir a satisfação e resultados alcançados;
  • No atendimento ao suporte, para contabilizar o número de chamados e a eficiência na resolução de problemas.

Já na pesquisa qualitativa, são comuns as entrevistas em profundidade, grupos focais e análises de conteúdo.

E podem ser aplicadas em contextos como:

  • Coleta de feedback (detalhado) após uma reunião de vendas;
  • Durante o desenvolvimento do escopo de um projeto, para entender as expectativas dos envolvidos;
  • Em reuniões com CS, para entender as experiências dos clientes;
  • No suporte, para entender o que está por trás dos problemas dos usuários.

Quais são os tipos de pesquisa qualitativa

Quais são os tipos de pesquisa qualitativa

Abaixo, vamos te explicar com mais detalhes alguns dos principais tipos de pesquisas qualitativas. 

Opção “outro” em formulários

A opção “outro” em formulários é um exemplo clássico de pesquisa qualitativa, pois permite que os participantes compartilhem suas opiniões além do que foi pré-definido nas opções.

Isso minimiza o viés de pesquisa, pois captura os dados que os criadores do formulário talvez não tenham considerado. 

Inclusive, integrar esses formulários com sistemas de CRM é uma estratégia eficaz para manter os dados organizados e acessíveis — o que, por sua vez, agiliza a análise e a tomada de decisão.

Perguntas abertas e com respostas livres

Por não se limitarem às opções fechadas de um formulário, as perguntas abertas incentivam respostas mais detalhadas e, por isso, destacam melhor as motivações e sentimentos dos participantes. 

Vale lembrar que um CRM pode ser personalizado para coletar esse tipo de dado, servindo como uma ferramenta para, por exemplo, equipes de pré-vendas.

Ou seja, podem usar perguntas abertas para entender as necessidades e desafios dos potenciais clientes.

Quais são os tipos de pesquisas quantitativas

Quais são os tipos de pesquisas quantitativas

Agora, você vai entender melhor alguns dos principais tipos de pesquisas quantitativas. Confira! 

Formulários com respostas múltiplas e/ou de múltipla escolha

Esses formulários são essenciais na pesquisa quantitativa, pois permitem a coleta de dados estruturados e quantificáveis. 

Oferecendo várias opções de resposta, ajuda o participante a expressar suas preferências de maneira clara.

Além disso, facilita a análise de tendências e padrões dentro de um grande volume de dados.

Perguntas que usam Escala Likert

A Escala Likert é um tipo de classificação que mede o grau de concordância ou discordância do participante em relação a uma afirmação. 

Por ser quantitativa, ela permite transformar percepções subjetivas em dados mensuráveis. 

Isso é bastante útil em pesquisas de opinião e satisfação, onde o objetivo é entender o grau dos sentimentos do público em relação a um produto, serviço ou oferta.

NPS

O NPS é uma escala que varia geralmente de 0 a 10 e é usada para medir a lealdade dos clientes em relação a uma marca ou empresa. 

Por exemplo, um questionário NPS pode perguntar: “em uma escala de 0 a 10, quão provável você recomendaria nossa empresa a um amigo?”.

De maneira simples, ajuda a identificar promotores e detratores da marca.

CSAT

CSAT mede a satisfação do cliente com um produto ou serviço. 

Geralmente é apresentada em uma escala tipo Likert, por exemplo, de “muito insatisfeito” a “muito satisfeito”.

Uma questão típica do CSAT poderia ser “como você classificaria sua satisfação com o serviço recebido?”.

CES

O CES avalia o esforço que o cliente teve que fazer para utilizar um serviço ou resolver um problema. 

Uma aplicação da escala Likert no CES poderia ser uma pergunta como “em uma escala de muito fácil a muito difícil, quão fácil foi resolver seu problema com nossa central de atendimento?”.

Classificação por estrelas ou emojis

A classificação por estrelas ou emojis costuma ser usada para avaliar a satisfação de clientes de forma rápida e visual. 

Por exemplo, após uma transação, o cliente pode ser solicitado a avaliar a experiência de compra com “1 a 5 estrelas” ou com emojis que variam de um rosto triste a um rosto muito feliz.

Quando usar pesquisa quantitativa e qualitativa?

Quando usar pesquisa quantitativa e qualitativa?

Entender o momento certo de aplicar pesquisas quantitativas e qualitativas é crucial para obter insights relevantes. 

No próximo tópico, vamos te apresentar as situações em que cada método é mais indicado e como eles podem complementar as estratégias de pesquisa do seu negócio.

Uso do método quantitativo

O método quantitativo é ideal quando você está buscando dados concretos que podem ser apresentados em forma de números, como estatísticas e percentuais. 

Esses dados são essenciais quando você precisa de uma compreensão objetiva de cenários ou comportamentos.

Podem ser usados para medir a extensão de um fenômeno ou para a generalização de resultados para uma população maior. 

Além disso, quando se tem uma grande amostra, o método quantitativo facilita a escolha de um segmento representativo para análises, podendo também guiar um estudo qualitativo mais focado.

Uso do método qualitativo

Os métodos qualitativos, por outro lado, são ótimos para explorar aspectos subjetivos e complexos, como as motivações, sentimentos e percepções das pessoas. 

Se a sua intenção é entender não só o que seu público faz, mas o porquê de suas ações, o método qualitativo oferece esse nível de detalhe. 

Por isso, ele é recomendado para situações onde as informações precisam de um contexto mais profundo.

Como fazer uma pesquisa quantitativa e qualitativa ao mesmo tempo?

Fazer uma pesquisa que combina métodos quantitativos e qualitativos pode te trazer uma visão completa daquilo que você quer investigar. 

E o segredo para a sua aplicação está em equilibrar os números, que oferecem uma visão ampla, com as palavras, que trazem contexto.

No início, o mais importante é definir os objetivos da pesquisa e, somente depois, seguir com as pesquisas quantitativas e qualitativas, nessa ordem.

Uma abordagem mista começa com questões quantitativas para mapear o terreno – perguntas fechadas e escalas numéricas que medem frequências, intensidades e proporções. 

Feito isso, é possível seguir com a etapa da pesquisa qualitativa, que explora os “porquês” por trás desses números, geralmente por meio de entrevistas, grupos focais ou perguntas abertas. 

Essa sequência permite que padrões quantitativos sejam enriquecidos e explicados pelos insights qualitativos.

Exemplo de pesquisa qualitativa

Após a coleta de dados quantitativos, sua empresa pode realizar entrevistas mais aprofundadas com uma seleção de pessoas, para entender melhor suas experiências. 

Isso permitirá uma análise mais rica dos sentimentos e atitudes dos clientes.

Exemplo de pesquisa quantitativa

Antes das entrevistas qualitativas, é possível usar um questionário online com perguntas de múltipla escolha para reunir dados sobre frequência de uso do serviço, satisfação com características e intenção de recompra, que ajudam a quantificar a performance do produto.

Como automatizar o envio de pesquisas qualitativas e quantitativas?

Como automatizar o envio de pesquisas qualitativas e quantitativas?

Para automatizar o envio de pesquisas qualitativas e quantitativas, você pode utilizar sistemas de CRM, como os CRMs de Vendas e Atendimento da PipeRun. 

A integração dessas duas plataformas facilita a comunicação contínua com o cliente em diferentes pontos da jornada, ajudando na satisfação e fidelização.

Vamos descobrir abaixo o passo a passo de como implementar essa automatização?

Imediatamente depois de uma compra

Quando uma venda é concluída no CRM de Vendas e marcada como “ganha”, um gatilho pode ser configurado para notificar o CRM de Atendimento. 

Automaticamente, um template com um cupom de desconto e uma pesquisa embutida serão enviados ao cliente. 

Por exemplo, a pesquisa pode ser um simples pedido para avaliar a experiência de compra com emojis. 

E isso pode ser feito por meio de fluxos de trabalho automatizados, onde o envio de comunicações é baseado em condições pré-definidas, garantindo uma ação imediata após a conversão.

Após reunião de vendas

Da mesma forma, após uma reunião de vendas, o CRM pode disparar automaticamente um e-mail ou mensagem com uma pesquisa rápida. 

Um sistema de classificação por emoji permitirá ao cliente avaliar a reunião, e um campo aberto, adicionar dúvidas ou comentários, combinando assim métodos quantitativos e qualitativos.

Após agenda de projeto

Após uma reunião de definição de escopo do projeto, por exemplo, é possível enviar automaticamente uma pesquisa de satisfação

Com o apoio de métodos de pesquisa como NPS, CSAT e CES, você fará a coleta de feedback sobre a efetividade e clareza da reunião.

EBOOK GRÁTIS

Guia para estruturar área de Customer Success Data Driven e de Alta Performance

O material irá para o seu e-mail. Veja a caixa de entrada e também a de spam.

Depois de reunião com CS

Após interações com a equipe de Customer Success, uma pesquisa de satisfação também pode ser enviada para uma avaliação do encontro. 

Esse tipo de pesquisa te ajudará a entender melhor a eficácia do CS em termos de suporte e orientação oferecidos ao cliente.

Depois de atendimento no suporte

Depois das interações com o suporte, seja por ticket, chat, WhatsApp ou rede social, uma pesquisa de satisfação pode ser automaticamente disparada para o cliente. 

É possível programar essa ação para ocorrer logo após a resolução de um ticket ou encerramento de um atendimento.

Ferramenta para envio de pesquisas quantitativas e qualitativas

Existem diversas ferramentas desenvolvidas para o envio de pesquisas quantitativas e qualitativas, que servem para coletar diversas percepções dos clientes. 

O CRM de Atendimento da PipeRun é uma das melhores ferramentas para esse propósito, já que permite o envio automatizado, de acordo com as interações dos clientes. 

Com a nossa plataforma, é possível utilizar métodos quantitativos, como escalas Likert, avaliações por emoji ou estrelas, para ter uma visão rápida da satisfação do cliente. 

Além disso, você também pode optar pelo envio de pesquisas qualitativas, oferecendo aos clientes um canal aberto para compartilhar suas opiniões por meio de perguntas abertas. 

Mas não pense que os benefícios param por aí…

Para descobrir como nosso CRM pode ser útil para a sua empresa, entre em contato hoje mesmo com nossos consultores.

Teremos o prazer em te ajudar! 

Conclusão

Gostou de conhecer mais sobre pesquisa qualitativa e quantitativa? 

Para as empresas que buscam se conectar com seus clientes de maneira eficaz, essas duas abordagens são fundamentais. 

Inclusive, quando combinadas, trazem uma visão completa que pode orientar tanto as estratégias de negócios quanto o atendimento ao cliente.

Então, agora que você já tem todas as informações que precisa, já pode começar seu planejamento para implementar uma ou todas elas. Está esperando o que? 

Ah, e se você ficou curioso(a) para descobrir como transformar esses insights em ações, continue acompanhando nosso blog.

Toda semana, compartilhamos novos artigos para te ajudar a ir muito mais além com o seu negócio.

Esperamos te encontrar por aqui novamente! Até a próxima!

FAQ – Perguntas Frequentes

Qual é a diferença entre pesquisa qualitativa e quantitativa?

A pesquisa quantitativa tem foco na coleta de dados numéricos e estatísticos, que podem ser usados para identificar padrões, medir frequências e quantificar comportamentos. Já a pesquisa qualitativa é utilizada para entender ideias, pensamentos e experiências de maneira mais profunda. 

Mais automação. Mais economia. Mais resultado.

Contar com uma plataforma nacional de aceleração de vendas é muito mais negócio.

Acompanhe todas as novidades sobre Marketing e Vendas

Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro!