Psicologia das cores

12 min de leituraPsicologia das cores no marketing e vendas: como aplicar nas empresas?

Aplicar a psicologia das cores no marketing de sua empresa é uma ótima forma de estimular sentimentos nas pessoas.

Na verdade, é até mais do que isso. As cores que eu e você enxergamos são capazes de influenciar nosso humor.

Elas influenciam nosso organismo e nos fazem, a partir daí, tomar decisões baseadas na experiência que tivemos.

Então, imagine agora a psicologia das cores aplicada ao marketing.

Capitalizar essa ação e reação é algo que certamente é interessante para negócios de qualquer segmento.

Desde que, claro, você use a cor certa para aquilo que deseja.

Este artigo de hoje irá falar sobre o que é psicologia das cores e qual a sua importância.

Mas, vamos além. Explicaremos o significado de cada cor e como isso pode ser aplicado em diversas situações no marketing.

Ao final do conteúdo, esperamos que você tenha entendido um pouco mais seu conceito e também uso.

Vamos conferir?

Boa leitura!

O que é psicologia das cores e quando esse termo surgiu?

O que é psicologia das cores?

Já pensou em um estudo que dissesse como as cores afetam nossas emoções e sentidos?

É isso que a psicologia das cores faz. Desvenda que informações as cores nos transmitem e quais as ações e reações a partir disso.

Mas, se quisermos entender um pouco melhor sobre isso, precisamos voltar no tempo. Voltar bastante no tempo.

Em 1666, Isaac Newton descobriu as cores primárias. Isso aconteceu quando ele viu que a luz branca, ao passar por um prisma, separava-se em diversas outras cores.

E, a mistura dessas primárias – diversas combinações entre elas, na verdade – geravam as secundárias.

Essa descoberta influenciou um cientista alemão de nome Johann Wolfgang Von Goethe. Ele é autor do livro Teoria das Cores, escrito em 1810.

A publicação traz que a visualização da cor não depende somente do ambiente e da luz. É preciso levar-se em conta a percepção que cada um tem sobre o objeto de maneira individual.

A partir de novos estudos, chegou-se ao termo “psicologia das cores”. É a análise de como uma cor é percebida pelo ser humano.

De que maneira o cérebro processa as informações que os olhos captam ao enxergá-las.

E isso está totalmente associado às emoções que todos nós sentimos. Há influência direta no estado físico e também mental de qualquer indivíduo.

Identificando padrões

Quem contribuiu decisivamente com isso foi a socióloga alemã Eva Heller. Suas pesquisas – ainda atuais – influenciam diretamente quem trabalha com cores.

Isso porque ela conseguiu identificar alguns padrões que estão gravados na memória de todos nós. E tudo está registrado em seu livro.

E as fontes que abastecem ela são inúmeras. Muita informação que temos vem do contexto em que estamos inserido a cada momento.

Outras, porém, são oriundas de construções culturais e até mesmo sociais.

O que, com o tempo, tende a variar – especialmente por conta das mudanças que ocorrem na vida de todos nós.

Importância e significado das cores para o marketing

Psicologia das cores: quais os significados das cores?

Mas, por que entender a psicologia das cores é importante para o marketing?

Como vimos, elas estão ligadas diretamente à nossa visão, certo? Mais do que isso, estimulam nosso cérebro e provocam ele para reagir – seja da forma que for.

Cada cor, cada tom, leva às pessoas a terem uma percepção, por mais sútil que ela seja.

A partir disso, abre-se um leque de possibilidades enorme para o marketing explorar.

Até porque, segundo a Quick Sprout, 85% dos consumidores levam em conta a cor na hora de comprar um produto.

E isso está presente em fotos publicitárias, anúncios, embalagens, entre outros.

Haverá uma reação à elas, positiva ou negativa. E, em caso da primeira, deixará a venda muito mais próxima de ocorrer.

Mas, antes de sair abrindo a palheta de cores e colocar um arco-íris em todos os lugares, vamos conhecer o significado de cada cor?

Amarelo psicologia das cores

Essa é uma cor que transmite ideia de acolhimento, otimismo e também esperança. Também é usada para chamar atenção das pessoas, fazendo com que elas foquem em algo imediatamente.

Até por isso é comum algumas CTAs (Call To Action) e também sites terem elementos nessa cor, dando uma ideia de segurança sobre os negócios de uma empresa.

O amarelo geralmente está associado à fome. As marcas usam ela para estimular o apetite. Não à toa marcas conhecidas como Burger King e McDonald’s as usam constantemente.

Azulpsicologia das cores

Há diversos tons de azuis. O mais escuro relaciona-se com confiança, poder, autonomia.

É bastante usado no meio corporativo para que essa mensagem de segurança seja passada rapidamente.

Já o azul claro dá uma ideia de sucesso e de uma produtividade maior. Por ser a representação da cor da água, ela também transmite frescor.

Brancopsicologia das cores

O branco é uma cor neutra e simboliza a paz em todos os cantos do mundo. Por isso ela traz uma sensação de tranquilidade e harmonia.

Ela por sozinha não tem tanto efeito no marketing. Mas, quando combinada com alguns outros tons, traz um contraste interessante.

Não à toa ela geralmente é fundo de blogs, emails, entre outros, com uma CTA de outra cor que destaca-se.

Cinza psicologia das cores

Esse é outra cor neutra, que tem utilidade semelhante ao branco – até por ser uma junção desta com o preto.

Seu significado vai ao encontro de profissionalismo, responsabilidade.

É comum que empresas de tecnologia combine ela com outras cores para transmitir uma imagem de modernidade e inovação.

Laranjapsicologia das cores

O laranja é uma cor que inspira dinamismo, movimento.

É bastante usada em esporte por ter elementos como bolas, quadras e pistas nesta cor.

A vibração dessa cor passa energia e ajuda a cativas clientes especialmente pela confiança e energia que transmite.

Marrompsicologia das cores

Já o marrom segue uma linha mais séria, até mesmo sofisticada. É uma cor mais elegante e atrelada também a um conceito mais rústico.

É comum ser usada por empresas de design de interiores, por exemplo.

Assim, conseguem transmitir um sentimento de organização e engajamento.

Pretopsicologia das cores

Outra cor neutra, o preto passa uma imediata sensação de elegância e força – o que está diretamente associado ao poder.

A combinação dela com outras cores tem diversos significados – não só no marketing.

É comumente usada em tipografia e sua combinação com o fundo branco é, sem dúvida nenhuma, algo bastante comum de vermos.

Rosapsicologia das cores

Já o rosa traz uma delicadeza e uma inocência no seu tom mais claro.

É usualmente aplicado em marcas que têm crianças como perfil do cliente ideal as. Seja para vender roupas ou até mesmo alimentos como doces.

O rosa escuro, por sua vez, é associado à modernidade. Ela desperta o desejo por consumir inovações em produtos e serviços.

Roxopsicologia das cores

O roxo passa uma sensação de nobreza e sabedoria. Seu significado traz emoções associadas à tranquilidade e paz de espírito.

A aplicação dela é comum em clínicas de saúde, produtos de beleza…

Enfim, tudo o que traz bem-estar à saúde física e mental.

Verdepsicologia das cores

A relação do verde com a natureza é inevitável e imediato. Mas ele também nos remete à saúde e harmonia.

Traz também uma ideia de frescor – novamente por estar ligado à natureza. Não à toa algumas marcas exploram isso em seus produtos de higiene.

Se pensarmos no âmbito corporativo, empresas que usam o verde passam uma ideia de coerência, especialmente quanto ao atendimento ao cliente e o relacionamento com ele.

Vermelhopsicologia das cores

É uma cor que desperta urgência e nunca passa despercebida – por isso é muito usada em promoções.

Ela destaca-se em qualquer ambiente e, por dar uma sensação urgente, é usada também com simbolismo à fome por empresas do ramo alimentício.

Além disso, há outras mensagens que ela passa como: perigo, sangue, raiva, calor, poder, excitação, entre outros tantos.

A psicologia das cores aplicada ao marketing e vendasPsicologia das cores no marketing e vendas

Agora que você sabe um pouco sobre o significado de cada cor, vamos entender como você pode usá-las ao seu favor.

E a bem da verdade, você precisa ter um trabalho inicial muito bem estruturado para seus negócios.

O primeiro passo é, já desde o branding, pensar toda a sua comunicação utilizando a psicologia das cores da maneira correta.

Mas, para isso, responda a algumas perguntas: que mensagem seu negócio quer passar? Ou, melhor: que mensagem a persona dos seus negócios precisa receber?

Veja bem, é precisa analisar todos os pontos. Faça uma correta segmentação de mercado.

Analise a concorrência: como ela se comunica?

Você não pode passar despercebido pelos seus clientes. As características do seu negócio precisam estar claros sem que uma palavra seja dita.

Mexa com as emoções dos seus consumidores. Abra a palheta de cores e aplique-as corretamente em materiais publicitários, apresentações, campanhas, site, blog…

Use algumas dicas de marketing para conseguir os melhores resultados.

E, para ajudar você, separamos algumas formas de aplicar a psicologia das cores na sua empresa para ajudar você a gerar mais leads e, claro, vender.

Quer ver?

Cores para uma tomada de decisão – positiva ou negativa

Uma das principais razões para usar a psicologia das cores na hora de vender é ter influência acerca da tomada de decisão do cliente.

Se pensarmos no ecommerce, as cores têm papel central sobre quem está em dúvida pela compra ou não.

Alguns números trazidos na pesquisa desenvolvida pela Quicksprout dizem que:

  • as cores influenciam a percepção de preço que os consumidores têm;
  • 80% dos consumidores, somente pela cor, já conseguem reconhecer marcas;
  • É 26% maior a efetividade do anúncio colorido em comparação com versões preto, branco e/ou cinza.

Além disso, há alguns dados interessantes quanto ao gênero:

  • Mulheres têm mais resistência à cores como laranja, marrom e cinza; todavia, têm preferência por azul, roxo e verde;
  • Homens têm mais resistência à cores como marrom, laranja e roxo; todavia, têm preferência por azul, preto e verde.

Ainda por cima, traz algumas cores “a serem evitadas”:

  • rosa claro, por remeter a um gênero específico e passar ideia de fraqueza muitas vezes;
  • cinza, por ser uma cor neutra e que representa solidão e tristeza;
  • preta, por estar associada à exclusividade, mas também remeter à morte e medo;
  • azul, por ter efeitos calmantes, não estimulantes;
  • marrom, por ser usada sozinha trazer um sentimento de tédio.

As cores para gerar confiança e vender mais

Psicologia das cores

Aqui, falaremos mais sobre campanhas e emails que você envia aos seus clientes, especialmente em estratégias de outbound marketing.

Mas, antes, precisamos falar que é essencial que você estruture site, blog e redes sociais dentro das cores do seu negócio.

Que elas transmitam aquilo que você deseja passar aos clientes e que façam sentido dentro da missão, visão e valores da empresa.

Dito isso, a psicologia das cores ajuda muito na estratégia de geração de leads.

Vamos pular a parte em que falamos “depende, pois nem todas as pessoas são iguais”.

Depois de investir em bons conteúdos (o que é essencial), pense em mexer com as cores de alguns elementos como banner e principalmente CTAs.

Dito isso:

  • se você está anunciando uma promoção muito importante, invista em tons vermelhos;
  • se você está falando sobre vantagens do seu produto ou serviço, aposte em tons de azul escuro ou verde escuro;
  • se você está se comunicando com clientes já da base, use tons mais claros de azul;
  • se você está contando alguma novidade ou mostrando um novo produto, tanto laranja como azul fazem sentido;
  • se você está querendo atrair a atenção das pessoas, uma estética mais amarelada pode funcionar muito bem.

São diversas as possibilidades de cores para você gerar leads. Aliada à uma boa estratégia de inbound marketing, o uso das cores corretas pode despertar o sentimento certo no potencial cliente e deixá-lo confiante para dar seus dados, por exemplo.

Assim, você terá uma pessoa muito mais predisposta a comprar. Afinal, ela já terá tido uma sensação positiva ao entrar em contato com a marca.

Seja um influenciador positivo

Use as cores a seu favor sem ter medo de combiná-las. Dificilmente uma cor sozinha conseguirá passar a mensagem que sua empresa precisa dar aos clientes e o mercado.

Por isso:

  • Use cores que combinem entre si, mas que também contrastem com o fundo do site e o botão de CTA;
  • Escolhe cores sólidas, dentre tantas opções, para despertar reações mais fortes nos consumidores;
  • Opte por um visual mais limpo, sem tantos elementos, para que as cores consigam se comunicar;
  • A cor do texto precisam dialogar com a CTA, banner e também cores do site ou email marketing.

Além disso, fique atento a algumas coisas importantes na hora de realizar a captação de clientes especialmente.

Faça testes A/B, mude o posicionamento dos elementos… mas, acima de tudo, entregue sempre valor para quem você está prospectando.

Até porque, sem fazer isso, não há palheta de cores no mundo que dará a você os resultados necessários para atingir as metas e objetivos que você precisa.

E aí, como podemos te ajudar?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse conteúdo ou precisa de alguns insights para prospectar e vender mais, fale com um consultor ainda hoje.

Aproveite e leia dois artigos que irão ajudar você no dia a dia em seus negócios.

O primeiro fala sobre como atrair clientes para as empresas todos os dias.

Já o segundo fala sobre growth hacking e como isso ajuda seus negócios a serem melhor todos os dias.

Boas vendas!

Um abraço do PipeRun, o seu CRM. #RunPipeRun

Equipe de Redação
conteudo@odig.net