Marketing de conteúdo

10 min de leituraO que é marketing de conteúdo? Veja como aplicar e os benefícios!

Marketing de conteúdo é a forma de atrair, engajar e relacionar-se com seu público-alvo através da criação de conteúdos realmente relevantes. O intuito é encantar as pessoas que têm a ver com se negócio, gerar valor para elas para, assim, criar confiança em relação à marca, facilitando o processo de vendas.

A democratização gerada pelo marketing digital tem tornado possível a concorrência de qualquer empresa em pé de igualdade.

Recursos simples e de baixo custo, como marketing de conteúdo, por exemplo, podem ser relevantes para a qualificação de leads para seu negócio.

Que o marketing de conteúdo é uma excelente ferramenta de inbound marketing ninguém discute.

Mas, como trabalhar com esse tipo de estratégia para fortalecer sua marca, gerar leads e, claro: aumentar suas vendas?

Dentro deste cenário, como reduzir os custos para adquirir clientes, aumentando assim a margem de lucros?

Essas ações são possíveis através do marketing de conteúdo. Por isso, neste artigo, abordaremos pontos importantes sobre ele.

Conceito, aplicação, estratégias, benefícios e e muito mais. O importante será você perceber o quão valiosa é, para as empresas, essa estratégia.

Vamos conferir?

Boa leitura!

O que é marketing de conteúdo?

O que é Marketing de Conteúdo?

Marketing de conteúdo é o ato de criar e compartilhar conteúdos realmente valiosos com intuito de atrair, converter e reter clientes em potencial.

O tipo de conteúdo deve, preferencialmente, ser relacionado àquilo que a sua empresa vende para chamar atenção das pessoas que podem comprar de você.

Somente assim será possível engajar o publico e crescer a rede de prospects. Afinal, se você fez algo bom e esses vieram até você, há uma boa chance de o negócio rolar, certo?

Afinal, hoje – mais do que nunca – os clientes têm um enorme poder de barganha. As pessoas escolhem entre muitas ofertas aquilo que querem consumir.

E escolhem a melhor forma de interagir com aquilo que escolheram. Por isso, entender esse ponto já é um fator de desempate importante em meio à tanta concorrência.

Sendo assim, entenda como “bons conteúdos”, algo que não é necessariamente foca em vender.

Claro que você sabe e o cliente também que o intuito, no final de tudo, é realizar uma venda. Mas o conteúdo que irá atrair esses clientes não pode ser focado nisso.

Você precisar mirar em trazer benefícios para quem lê. Ser didático, esclarecer dúvidas e educar. Isso é ter o foco no cliente e em gerar valor para ele.

Passar a mensagem certa para o público certo. É um desafio e tanto mas que vale a pena, pois é o jeito mais fácil das pessoas perceberem sua marca como algo de valor.

Quando isso ocorre, certamente você terá clientes em potencial muito mais propensos a ouvir o que o seu time de SDR tem a dizer.

Ou, então, um passo atrás: abrir seus emails com novos conteúdos que você colocou em uma automação de marketing.

De um jeito ou de outro, é através do marketing de conteúdo que você começa, de maneira positiva, a se relacionar com seu público-alvo.

E, se você seguir gerando valor para ele, é bem provável que ele avance nesta jornada de compra junto da sua empresa.

Esse é o objetivo do marketing: gerar bons leads para a organização e potencializar o crescimento dos negócios!

De forma barata e eficiente, o marketing de conteúdo faz isso: atrai mostrando que a marca é uma autoridade no assunto e não pode ser ignorada.

A diferença entre marketing de conteúdo e inbound marketing

Diferença entre Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma das vertentes do inbound marketing, que também pode ser chamado de marketing de atração.

Este, tem um conceito mais amplo, recente e pode ser definido como marketing de aproximação ou de interesse.

“Inbound” significa algo como “vir para dentro” em inglês. E, essa forma de promover um produto ou empresa consiste exatamente nisso: o cliente vai até seu negócio.

O objetivo é ser encontrado na rede. E aí entra a importância de criar bons conteúdos.

É importante entender a diferença entre trazer um cliente e ele vir até seu negócio por vontade própria.

Quando a empresa traz o cliente, normalmente é por meio de uma ação proativa, seja ela uma promoção, anúncio ou qualquer outro meio de buscar clientes.

Isso leva o nome de outbound marketing, aquela forma clássica de anunciar e buscar clientes para uma empresa.

Vale lembrar que ambas as formas são importantes e adequadas, o que muda é o tipo de negócio a ser promovido.

Já quando o cliente vem até a empresa – “ser encontrado”, ele está buscando algo que seu negócio pode oferecer.

O inbound marketing é o conjunto de ações para se aproximar do cliente, de fazê-lo buscar a empresa por iniciativa dele, de se tornar familiar a ele.

Entre as ações do inbound marketing estão o marketing de conteúdo. Mas não pense que isso se resume a escrever em um blog ou criar materiais ricos.

Palestras e cursos, avaliações e análises de pontos críticos, trial… Tudo isso conta como formas de fazer o cliente buscar a empresa.

Nesse modelo ― ao contrário do tradicional, onde a marca corre atrás do cliente ―, um conjunto de técnicas é utilizado para fazer com que o consumidor encontre o produto ou serviço.

Dentro desse contexto, o marketing de conteúdo nada mais é do que a produção de conteúdo de qualidade. E, óbvio: que seja relevante para sanar dúvidas e atender aos anseios do cliente.

Assim, o cliente passa a consumir esse conteúdo. Ele constrói uma relação de autoridade e confiança com a marca, tendendo a se transformar em lead e, futuramente, em cliente da empresa.

Os benefícios do marketing de conteúdo nas empresas

Benefícios do Marketing de Conteúdo

Talvez você já tenha percebido, talvez ainda não esteja claro as vantagens que o marketing de conteúdo traz às empresas.

Basicamente são 3 vantagens principais que explicaremos a seguir. Há uma 4ª, que deixaremos para alguns parágrafos abaixo.

O importante aqui é ter alinhado a importância de focar em ser didático aos clientes. Vender todos querem, mas isso será consequência do valor que você gerou.

Até porque, quando a venda ocorrer nestes termos, é muito mais fácil de, primeiro: evitar o churn. Segundo, criar um evangelizador de sua marca.

Em vendas B2B, aliás, é ainda mais importante recorrer ao marketing de conteúdo. Afinal, muitas são os detalhes que envolvem a gestão de uma empresa.

Há uma gama enorme de conteúdo a ser produzido. Portanto, mãos à obra.

Isto posto, confira os benefícios que separamos quando você produz bons conteúdos àqueles que deseja impactar:

1 – Visibilidade que leva à autoridade no assunto

Quem não deseja que, quando algum termo relevante ao assunto for digitado no Google, os primeiros resultados seja a sua página?

A internet é obviamente a maior fonte de informação de todas. Esse é o poder do marketing digital. O Google o maior buscador e o segundo é… o YouTube!

Por isso, produzir conteúdos relevantes não é somente escrever textos no seu blog ou produzir materiais ricos como eBook, planilhas, infográficos, etc.

Esses, claro, são importantes e sempre serão. Mas a produção de vídeos com os mesmos conteúdos que você escreveria não pode ser ignorado.

Então, ao produzir conteúdo relevante e que vão ao encontro das necessidades de seu público, você facilita o processo de ganhar (ainda mais) autoridade na área.

Afinal, você será uma importante fonte de pesquisa. Uma verdadeira referência – e o mercado sabe reconhecer isso.

Você terá, aquilo que produziu, sendo replicado em diversos lugares. Servindo como referência para área comercial e também acadêmica.

Isso é algo que você gostaria, não é mesmo?

2 – Melhor relacionamento com seu público

Relacionamento Marketing de Conteúdo

Nenhuma estratégia tem tanta eficiência e eficácia para estreitar o relacionamento com o cliente do que o marketing de conteúdo.

Uma relação que começa com alicerce de confiança e interação tem tudo para manter-se firme e crescer.

Seu cliente tinha uma dor, um problema no dia a dia. Ele pesquisou e encontrou em você a resposta para essa e outras questões.

Como ele não vai ver, em você, um porto-seguro para as dúvidas que têm? É assim que funciona. Você dá condições para eles tomarem decisões muito mais precisas.

Mais do que isso: você está ali, à disposição para aprofundar-se no assunto se for necessário, se o cliente quiser.

O sucesso do cliente é o seu principal objetivo e, com o marketing de conteúdo, você deixa isso bem claro.

3 – Vantagem competitiva

Fazer mais com menos. Realizar, de graça, aquilo que as pessoas pagam (e muito) para conseguir. Esse é o cenário que qualquer gestor adoraria ter, certo?

Nas palavras-chaves realmente relevantes para seu negócio, você, por conta de um conteúdo muito bom, aparece na 1ª colocação.

Seu rival também está lá, mas em um anúncio do Google Ads. Pagando, talvez, bem caro por um clique na miniatura.

Ah, que sabor que isso tem – e você sabe que deve experimentar. Especialmente em segmentos tão concorridos, essa é uma vantagem competitiva absurda.

Quando a dor for mais latente no cliente, ele irá atrás de uma solução. Vai pesquisar e encontrar você. Será encantado pelas respostas que você deu.

Você, se produziu um bom conteúdo, estará sempre nas primeiras posições do Google. E, quanto mais link building você fizer, mais chances de se manter lá em cima.

Sua marca estará constantemente forte atraindo e encantando cada vez mais os possíveis compradores do seu produto ou serviço.

Bônus: muito mais benefícios para as empresas!

  • Mais tráfego para o site;
  • Reconhecimento crescente de marca;
  • Engajamento maior com a marca;
  • Educação para o mercado;
  • Mais leads gerados para você nutrir;
  • Aumento das vendas;
  • Aumento do LTV (LifeTime Value);
  • CAC menor.

Marketing de conteúdo: como fazer e reduzir o CAC?

Como fazer marketing de conteúdo?

Muitas empresas trabalham sem avaliar quanto foi gasto para conseguir atrair um potencial comprador para seu produto ou serviço.

Elas enxergam somente o final do processo, quando conseguem efetuar uma venda ou não.

Esquecem que talvez o custo gerado para conquistar o cliente não tenha sido compensatório.

Ou que trabalhar em estratégias que reduzam os custos com a aquisição de clientes pode fazer com que o ROI (retorno sobre o investimento) da empresa aumente.

A primeira coisa a se fazer antes de qualquer tomada de decisão quanto à divulgação de sua empresa no meio digital é mensurar os custos para verificar se o investimento em marketing compensa o número de clientes efetivamente conquistados.

Afinal, gastar menos para adquirir clientes é o que qualquer gestor deseja. Ter um CAC (Custo de Aquisição de Clientes) cada vez menor é possível de forma inteligente.

O marketing de conteúdo existe para auxiliar as estratégias de captação de clientes. Para isso, todavia, é preciso seguir alguns passos.

Claro que criar bons conteúdos, informativos e didáticos são e sempre serão decisivos.

Mas é preciso saber para quem você escreve. Isso determinará a forma de abordar e montar cada frase.

Você quer gerar empatia com seus conteúdos, certo? Atrair, reter e encantar seus clientes. Então, nada melhor criar do jeito que realmente cativará aqueles que tem o perfil do cliente ideal.

Separamos 4 etapas para você entender como estruturar o marketing de conteúdo dentro de sua empresa.

1 – Crie suas buyer personas

Marketing de Conteúdo

Buyer persona é o termo em inglês para “cliente ideal” de alguma empresa ou organização.

Ao trabalhar com conteúdo voltado para a persona ideal, sua empresa evita desperdício de tempo e dinheiro com um público que não faz parte do perfil do seu negócio.

O importante do marketing de conteúdo é focar em leads que venham agregar valor e reforçar a marca, gerando mais vendas para seu negócio.

2 – Crie conteúdos para pessoas, não para robôs

Marketing de Conteúdo

Um dos grandes erros ao se trabalhar com marketing de conteúdo é ficar se preocupando só com SEO, ou, de forma resumidas, palavras-chaves.Ou seja, somente com motores de busca.

Adequar o seu conteúdo e otimizá-lo para ser encontrado mais facilmente é fundamental. Mas isso tudo deve ser feito pensando em atender às expectativas do usuário.

Afinal, quem vai ler seu conteúdo serão as pessoas, portanto construa conteúdos significantes e atraentes para elas.

Pode ter certeza: se seu conteúdo for bom, os clientes irão até você espontaneamente. E aí,as suas chances de gerar um novo negócio é são grandes.

Seus usuários passarão seus dados para você em troca de algum conteúdo rico ou de algo que realmente agregue valor a vida delas.

Esse realmente é o inbound marketing que funciona. Aquele que contribui para a geração de leads e dá, à equipe de vendas, pessoas interessadas no que você vende.

3 – Promova seu conteúdo

Marketing de Conteúdo

Promover e distribuir seu conteúdo fica bem mais em conta do que muitos outros gastos feitos para adquirir clientes.

É isso, aliás, que quem trabalha com vendas externas precisa pesar – algo diferente do modelo inside sales.

Leve em consideração viagens ou negociações em momentos errados, quando o cliente ainda não está preparado para a compra.

Portanto, verifique sempre se está direcionando seu conteúdo para o público e os lugares certos.

4 – Analise e acompanhe as métricas para monitorar seu progresso

Marketing de Conteúdo

Um passo essencial ao decidir utilizar o marketing de conteúdo como estratégia para conseguir reduzir o CAC é sempre acompanhar as métricas de vendas.

E, claro, saber que isso é bem diferente das chamadas “métricas de vaidade“, algo que não ajuda você em basicamente nada no dia a dia.

Não esqueça de fazer análises constantes do desempenho do seu inbound.

Sem esse acompanhamento, fica difícil saber se seus esforços têm dado resultado. Assim como identificar falhas e propor soluções.

Para isso, acompanhe sempre suas estratégias de marketing realmente está gerando leads qualificados.

Isso é o mais importante em todo processo: fazer o acompanhamento constante para verificar qual o momento certo de enviar o conteúdo que irá gerar a venda.

Afinal, é isso que efetivamente interessa, não é mesmo?

Enfim, se sua organização deseja gerar e nutrir leads significativos ao seu tipo de negócio e ainda reduzir seu CAC, o marketing de conteúdo será a melhor alternativa.

E aí, como podemos te ajudar?

Se você ficou com dúvida sobre esse artigo ou quer saber como trabalhar melhor os leads gerados pelas suas estratégias, fale com um consultor quando desejar.

Aproveite e leia dois artigos que ajudarão você a atrair e encantar clientes e, claro: vender mais e melhor.

O primeiro fala da importância de outra estratégia, o marketing de relacionamento, para impactar positivamente clientes.

Já o segundo aborda como usar o email marketing para prospectar, atrair, reter e encantar consumidores.

Boas vendas!

Um abraço do PipeRun, o seu CRM. #RunPipeRun

Cezar Augusto Gehm Filho
cezar@odig.net

Cezar Augusto é empreendedor com mais de 20 anos de experiência, sócio-fundador da ODIG Digital Experts, sócio-fundador e CEO do Sistema de CRM PipeRun, expert em marketing digital, graduado em Administração de Empresas com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, MBA Internacional em Gestão, Excelência e Prosperidade pela Sonata Brasil, desenvolvedor de pessoas e tecnologias para um mundo melhor.