Poder de persuasão: o que é, como usar, 15 técnicas e 7 princípios

técnicas de persuasão
Augusto Turcato
Augusto Turcato, especialista há 9 anos em marketing de conteúdo, faz parte do time de marketing que ajuda milhares de vendedores, gestores e empreendedores brasileiros a aumentar suas vendas com metodologias e tecnologias aqui no CRM PipeRun.

Resumo do artigo:

Ter poder de persuasão significa ser capaz de convencer uma outra pessoa a aceitar uma ideia ou ação, geralmente por meio de argumentação lógica, apelo emocional ou demonstração de credibilidade;

Na área de vendas, a persuasão ajuda a convencer um potencial cliente a comprar um produto ou serviço;

O CRM de Vendas PipeRun é uma ferramenta que ajuda a otimizar o processo de vendas. Com ele, é possível acessar informações importantes sobre clientes, aumentando o poder de persuasão em negociações. Quer saber mais? Experimente agora!

Entender e aplicar o poder de persuasão é crucial em muitos aspectos da vida, seja você um líder de equipe, um profissional de vendas, ou simplesmente alguém buscando melhorar sua comunicação. 

Em termos simples, a persuasão é a arte de convencer uma outra pessoa, seja a tomar alguma ação, aderir a uma ideia ou até mesmo comprar um determinado produto.

Mas, o que realmente significa ter essa habilidade e como podemos usá-la de maneira eficaz, mantendo a ética?

Primeiro, é importante reconhecer que persuadir não é a mesma coisa que manipular. 

Enquanto a manipulação busca benefício próprio muitas vezes às custas dos outros, a persuasão significa encontrar um terreno comum para criar uma situação onde todos saem ganhando. 

Ainda não ficou claro para você? Nesse artigo, você vai conhecer os princípios da persuasão e algumas técnicas-chave para aplicá-la no dia a dia.

Que descobrir como usar o poder da persuasão a seu favor? 

Então, continue a leitura a seguir!

Guia para Contornar Objeções de Vendas

- Saiba o que dizer para cada objeção;
- Metodologias para vender mais rápido;
- Tipos de objeções, ferramentas e mais!

Preencha o formulário para receber o material por email (confira caixa de entrada e de spam)

O que é persuasão?

Persuasão é a habilidade de convencer alguém a acreditar em algo ou a fazer uma escolha específica. 

Em outras palavras, estamos falando de um processo de comunicação que envolve argumentos e mensagens, tendo como objetivo principal influenciar a maneira como outra pessoa pensa ou age. 

Como comentamos no início do artigo, a persuasão é algo totalmente diferente de coação ou manipulação. 

Enquanto esses últimos se baseiam no engano, a persuasão envolve entender as necessidades e desejos da outra pessoa para, a partir disso, apresentar suas ideias de forma que ela reconheça os benefícios em concordar com você.

Na prática, a persuasão é usada em diversas situações e contextos do dia a dia.

Por exemplo, quando um profissional de vendas explica os benefícios de um produto para um cliente, está usando a persuasão. 

Da mesma forma, quando você tenta convencer um amigo a escolher um determinado restaurante para jantar, também está aplicando técnicas de persuasão, mesmo que de maneira inconsciente. 

Independentemente da situação, a chave da persuasão está em construir uma conexão verdadeira e entender o ponto de vista da outra pessoa. 

Ou seja, é um processo que exige empatia, bom senso e habilidade para comunicar suas ideias de maneira convincente. 

Quando bem aplicada, a persuasão pode ser uma ferramenta poderosa para alcançar bons resultados em vendas, criar relacionamentos mais próximos com os clientes e, principalmente, promover mudanças positivas na vida de outras pessoas.

Leia também: Termos de vendas: confira o glossário comercial com termos atualizados

Qual a diferença entre persuasão e manipulação?

Conforme explicamos brevemente no tópico anterior, a manipulação se diferencia em muitos aspectos da persuasão. 

Enquanto a persuasão trabalha com argumentos para convencer a outra parte, a manipulação trabalha para coagir com prerrogativas. 

Portanto, essas diferenças impactam diretamente na forma como as pessoas reagem a essas duas abordagens.

A manipulação, em sua essência, não deixa escolha à outra parte, a não ser o que você quer que ela faça. 

Esse tipo de abordagem pode até funcionar em curto prazo, mas tende a criar problemas sérios a longo prazo, ainda mais em relações comerciais. 

Além de gerar desconforto, ainda pode levar a uma taxa de desistência alta no futuro. 

Obviamente, esse tipo de situação acontece porque a decisão do cliente não foi racional ou totalmente informada.

Por outro lado, a persuasão busca estabelecer um diálogo aberto e honesto, com o objetivo de ajudar a outra pessoa a entender e aceitar uma ideia ou produto, mas sempre deixando espaço para que ela faça suas próprias escolhas. 

Essa atitude honesta também abre portas para um relacionamento de confiança e respeito mútuo, vital para qualquer negócio de sucesso.

Como costumamos comentar por aqui, a relação entre empresa e cliente deve ser sempre benéfica para ambos os lados, com comunicação sincera e clara. 

Uma empresa que utiliza a persuasão de maneira ética tem mais chances de conquistar clientes e ir além, gerando verdadeiros defensores da marca. 

Por que é importante ter poder de persuasão em vendas?

Por que é importante ter poder de persuasão em vendas?

No mundo das vendas, o poder de persuasão pode superar todas as expectativas.

Afinal,  não se trata apenas de convencer alguém a comprar, mas de criar uma relação de confiança e entendimento entre as duas partes.

Para te ajudar a entender, compartilhamos alguns aspectos que destacam a importância da persuasão em vendas. Confira!

Mostrar valor do que você vende

Para um cliente, perceber o valor do que está sendo oferecido é essencial para tomar uma decisão de compra.

Muitos não imaginam, mas uma proposta de valor bem construída e comunicada pode fazer toda a diferença para atingir esse objetivo.

Isso porque, quando um cliente entende claramente os benefícios e a relevância de um produto ou serviço, a decisão de compra se torna natural. 

Nesse caso, a persuasão não é sobre insistir, mas sobre destacar os pontos fortes e únicos da sua oferta para fazer com que o cliente reconheça que sua solução é exatamente o que ele procura naquele momento.

Destacar-se perante a concorrência

Em um mercado saturado, se destacar da concorrência é vital para prosperar e continuar crescendo. 

Aqui, a persuasão entra como uma habilidade para mostrar ao seu cliente os motivos pelos quais a sua oferta é superior ou mais adequada às necessidades dele do que as dos concorrentes, seja com preços mais atraentes, uma proposta de valor mais alinhada ou características exclusivas.

Ou seja, a ideia é usar a persuasão para destacar essas diferenças de forma positiva e convincente.

Leia também: PNL: o que é, importância e como aplicar em vendas?

Superar objeções de vendas

Finalmente, a persuasão também serve para superar objeções durante o processo de vendas. 

Cada cliente pode ter dúvidas ou preocupações específicas, e a habilidade de abordar essas questões de forma eficaz é uma arte. 

A persuasão, usada corretamente, ajuda o cliente a ver além das objeções, reconhecendo o valor real e a adequação da oferta. 

No entanto, é importante ser honesto durante a conversa e oferecer soluções que realmente atendam às necessidades do cliente. 

Dessa maneira, o poder da persuasão pode ajudar a construir uma relação de longo prazo, baseada em confiança e satisfação mútua.

Quais são os 7 princípios da persuasão?

Quais são os 7 princípios da persuasão?

A persuasão é uma arte e, como tal, possui princípios que ajudam a torná-la mais eficaz, ainda mais quando aplicada em um contexto empresarial.

Abaixo, destacamos os 7 princípios que podem transformar, de uma vez por todas, suas técnicas de vendas e comunicação.

Pronto(a) para descobrir os princípios da persuasão? Vamos lá! 

1. Reciprocidade

O princípio da reciprocidade se baseia na tendência natural do ser humano em querer retribuir favores. 

Por exemplo, quando uma empresa oferece algo de graça, como um teste ou ferramentas úteis, é comum que o cliente queira retribuir de alguma forma.

Nesse contexto, eles podem fazer isso preenchendo um cadastro ou, mais tarde, escolhendo um serviço pago.

2. Comprometimento

O segundo princípio da persuasão é o comprometimento. Esse princípio envolve criar uma série de pequenos acordos que, naturalmente, levam a um compromisso maior. 

Quando um cliente concorda com pequenas solicitações ou etapas iniciais, como clicar em um CTA ou marcar uma reunião rápida, ele começa a se sentir mais engajado e menos inclinado a desistir mais adiante. 

Esse processo gradual, por sua vez, ajuda a fortalecer o compromisso do cliente com a decisão final de compra.

3. Prova social

A prova social se baseia na ideia de que as pessoas costumam seguir as escolhas da maioria. 

Já percebeu que um grande número de pessoas usando um produto ou serviço gera uma tendência nos novos clientes de confiar e escolher essa mesma opção?

Esse é o poder que a opinião de terceiros têm nas decisões de um único indivíduo, ainda mais quando envolve a compra de um produto ou a escolha de uma marca.

Utilizar testemunhos, avaliações e estudos de caso são maneiras eficientes de demonstrar essa tendência e influenciar a decisão dos futuros clientes.

4. Autoridade

Não é novidade para ninguém que as pessoas confiam em autoridades. 

Essa confiança se baseia na crença de que empresas ou profissionais com determinado conhecimento ou posição ofereçam conselhos ou opiniões mais confiáveis.

Por esse motivo, mostrar que você tem conhecimento profundo e experiência na sua área de atuação pode fazer com que os clientes se sintam mais seguros na decisão de fechar negócio. 

Essa percepção ainda pode ser reforçada com o uso de especialistas ou influenciadores que atestam a qualidade do seu produto ou serviço.

EBOOK GRÁTIS

Guia para estruturar Estruturar Setor de Pré-Vendas (SDR) de Alta Performance

O material irá para o seu e-mail. Veja a caixa de entrada e também a de spam.

5. Simpatia

Simpatia é um ingrediente indispensável quando o assunto é persuadir um cliente a adotar a sua solução.

Afinal das contas,  as pessoas preferem fazer negócios com empresas que elas gostam e se identificam. 

Por isso, construir um relacionamento positivo e mostrar que você tem interesses e valores em comum com o cliente pode aumentar (e muito) as chances de sucesso nas vendas.

6. Escassez

O princípio da escassez é baseado na ideia de que as pessoas valorizam mais aquilo que é raro ou está prestes a acabar. 

Ao destacar que uma oferta é limitada ou exclusiva, os clientes sentem mais urgência em tomar uma decisão de compra.

Esse senso de urgência pode ser intensificado com técnicas de contagens regressivas, avisos de baixo estoque, ou edições especiais. 

Ações desse tipo estimulam a tomada de decisão por parte dos clientes e ainda aumentam a percepção de valor daquilo que você está ofertando.

7. Unidade

Por fim, temos a unidade, ou seja, o princípio de fazer com que o cliente sinta que faz parte de um grupo exclusivo ao adquirir seu produto ou serviço. 

Criar essa sensação de pertencimento e exclusividade pode ser um grande motivador para a decisão de compra.

No entanto, não é algo tão fácil de despertar no consumidor, especialmente quando seu produto não tem um apelo tão forte para a exclusividade. 

A unidade pode ser alcançada por meio de estratégias como a criação de comunidades de clientes, vantagens ou conteúdos exclusivos para membros, ou associando o produto a um estilo de vida ou valores específicos. 

A Nike é um excelente exemplo de como aplicar o princípio da unidade de forma eficaz. 

A empresa não só vende produtos esportivos, mas também cria uma forte sensação de comunidade entre seus clientes. 

O Nike Run Club e a Nike Training Club são dois exemplos disso. Esses aplicativos oferecem um senso de pertencimento e conexão, incentivando os usuários a fazerem parte de um movimento maior de saúde e fitness.

15 técnicas de persuasão

Quais são as técnicas de persuasão? 15 técnicas para ser persuasivo em vendas

Vender não é uma tarefa fácil, e você sabe muito bem disso. O mercado é concorrido e, com clientes cada vez mais exigentes, algumas práticas do passado fazem muito pouco sentido atualmente.

Por isso, mais do que ter um bom produto nas mãos, é preciso um bom pitch de vendas. Mesmo que você entenda que a sua solução é muito boa, é preciso deixar isso claro para o lead.

Dentro desta missão, existem algumas técnicas para persuadir quem escuta você. Separamos algumas delas.

Confira:

1. Acredite no que você faz

Para conseguir persuadir, é preciso ser verdadeiro. E isso só vai ocorrer se você acreditar realmente naquilo que você vende e em quem você é. Isso é percebido no seu discurso de vendas, sempre.

Fazendo isso, será mais fácil encontrar formas de falar com sinceridade com o cliente, compreendendo seus pontos e expondo o que há de positivo na solução que você vende.

Afinal, conseguirá fazer isso da maneira mais clara e verdadeira possível.

2. Procure aprimorar-se sempre

Um dos principais pontos para a persuasão dos clientes está no aprimoramento constante. Por exemplo, um coaching de vendas pode ser uma saída.

Em suma, é preciso estar em sintonia com as práticas atuais do mercado. E também entender o contexto tanto dos clientes quanto da economia do país.

Acima de tudo, é crucial dominar tudo o que cerca tanto o seu produto ou serviço, como o segmento em que os prospects atuam.

Nesse sentido, será possível dar ao cliente algo que realmente faça sentido, que seja real e paupável naquele momento. E isso faz toda a diferença.

3. Seja calmo e confiante

Acreditar naquilo que se faz e vende e adquirir conhecimento contribuem para ser um vendedor confiante. Mas é preciso também ser calmo para poder persuadir quem você está falando.

Afinal, se você não conseguir realizar isso de forma didática, mostrando ponto a ponto como funciona o que você vende, não conseguirá convencer de que isso vale a pena.

Outro ponto crucial é não adotar uma postura agressiva, não buscar o confronto. Não se discute com o cliente.

Ou seja, prefira dar razão à ele do que entrar em conflito. Se isso acontecer, será bem difícil reverter alguma situação desagradável.

4. Busque uma conexão

Ao falar com um prospect, busque uma conexão inicial. Pode ser futebol, algum acontecimento no país, família, enfim, qualquer coisa que “quebre o gelo” e aproxime vendedor e cliente.

Criar histórias também podem ser uma forma divertida e diferente de persuasão. Afinal, há certas barreiras e resistências que precisam ser transpostas e fazer isso de maneira leve é a melhor alternativa.

5. Saiba ser respeitoso para persuadir

Mesmo que o cliente esteja enganado sobre algum apontamento, sobre um ponto de vista, discorde dele de maneira respeitosa.

Ao invés de rebater de imediato, deixe-o expor as suas ideias. Depois, fale que entende, mas que você vê de outro modo, e exponha você os porquês.

É necessário ser cordial o tempo todo. E, se necessário, discordar demonstrando os motivos pelos quais você está certo.

Em resumo, o objetivo é educar o lead e deixá-lo seguro para executar a compra, certo? Por isso, lembre-se daquela máxima: “as palavras convencem, mas são as ações que arrastam”.

6. Saiba que escutar é melhor do que falar

Em uma apresentação de vendas, o vendedor é o que menos deve falar. Ou seja, ele precisa ouvir, anotar tudo o que foi dito e entender as dores dos potenciais clientes.

Não interrompa e nem contradiga.

Fazendo isso, será muito mais fácil persuadir. Afinal, você saberá ponto a ponto o que precisa falar. Assim você conseguirá a metodologia de vendas que mais faz sentido para conseguir fechar a venda.

7. Tenha empatia e coloque-se no lugar do outro

Colocar-se no lugar da outra pessoa é uma excelente forma de persuasão. Por isso é essencial escutar mais e falar menos. É assim que se constrói um bom relacionamento com o cliente.

É crucial conhecer melhor quem você está falando. Por isso, empatia é essencial. Entender que entende os motivos do cliente faz com que ele se sinta acolhido e muito mais seguro para tomar a decisão de comprar.

Até porque, quem entende seus problemas conhece a sua solução.

EBOOK GRÁTIS

Baixe Guia Completo para
Gestão de Times de Vendas

O material irá por e-mail. Confira a caixa de entrada e também a de SPAM.

8. Seja flexível

Flexibilidade também é um tipo de empatia fundamental para persuadir em vendas. Por mais que você tenha siga playbook para vendas e tenha os preços que a empresa estabeleceu bem definido.

A rigidez não levará você a lugar algum.

Você pode adequar um poucos planos, prazos ou qualquer outra condicional para atender melhor ao cliente.

Mostre que você está aberto a concessões e chegar a termos que fiquem bom para os dois lados.

Fazendo isso você ganhará a confiança do cliente e pode ter nele um evangelizador da marca. Como resultado, isso certamente impactará positivamente o CAC e LTV de seus negócios.

9. Mostre que você é um expert

Ser autoridade onde se atua é (ou ao menos deveria ser) o objetivo de qualquer profissional. O de vendas não pode ser diferente.

Mesmo que sua empresa invista em técnicas de inbound marketing para geração de leads e mostrar que é expert no segmento em que atua, cabe ao time de vendas esse trabalho também.

Assim sendo, o vendedor deve ser muito mais um consultor de negócios. Mostrar que a funcionalidade X corrige o problema Y do cliente.

Assim, passo a passo, didático, você mostra que é referência naquilo que faz e consegue persuadir quem te escuta.

10. Saiba contornar objeções

Um dos pontos decisivos é saber contornar objeções. Preço ou tempo de entrega deixam o cliente em dúvida?

Pois mostre que vale a pena, que ninguém entrega com tanta qualidade e soluciona tanto as dores dos clientes quanto a empresa onde você trabalha.

Para isso, é preciso sempre ser rápido e entender como a concorrência trabalha e no que você é melhor do que ela.

11. Tenha recursos na manga

Tenha depoimentos de clientes sempre à mão para mostrar. Fale sobre os cases, entregue artigos em blog, enfim, tudo o que precisar para convencer os prospects de que sim, o solução que você vende faz todo sentido.

Ah, uma dica: se sua empresa não coloca a chamada prova social no site, faça isso o quanto antes. É vital mostrar que a empresa realmente atende a clientes de verdade. Afinal, uma coisa é falar, outra é mostrar, certo?

12. Use um pouco de drama

Tá, e se acrescentarmos um pouquinho (só um pouquinho) de drama no item anterior? Você pode apresentar algum case, mas fazer isso mostrando a jornada do herói.

Falar sobre como aquele cliente estava “perdido”, sem saber o que fazer e tendo resultados mensais ruins, um atrás do outro.

Então você, o vendedor, o herói, mostrou a solução que vende e… EUREKA! O desempenho da empresa passou a ser muito melhor e hoje ela é um exemplo de negócios que prosperam.

Não custa fazer essa narrativa, certo? Desde que você não minta, ela é realmente válida para convencer potenciais clientes (mas sem exagerar!).

Aliás, é uma estratégia válida para empresas franqueadoras. Por exemplo, dentro do CRM para expansão de franquias, é preciso, às vezes, um “empurrãozinho” a mais naquela oportunidade que está a pouco de fechar.

Sem mentir, claro, mas valorizando sempre o negócio que você tem em mãos.

13. Projete o futuro

Nesse sentido, mostre esse cenário exposto no item acima, no contexto do cliente. Projete como será o seu futuro se ele comprar a sua solução, com crescimento e bem-estar dele e de todos que o cercam.

Projete o case de seus outros clientes neste potencial cliente. Para conseguir ter poder de persuasão é preciso encantar. E para isso nada melhor do que mostrar um futuro próspero pela frente.

14. Crie senso de urgência

“É por tempo limitado!”. “São as últimas unidades!”. “Preço especial só para hoje!”. Só para exemplificar, essas são frases para criar um senso de urgência no prospect para fazer com que ele decida-se logo pela compra.

Essas frases funcionam para vendas B2C. Em vendas B2B, use a exclusividade para esse senso de urgência funcionar como persuasão para quem escuta você.

Diga que negociou uma condição especial com o gestor e que somente se for contratado neste mesmo dia a condição será válida.

15. Persuasão é mostrar que a empresa cuida do cliente

Deixe claro que a empresa é preocupada com o sucesso do cliente. Que não é porque a compra foi efetuada, ou o serviço contratado que o cliente não é mais importante.

Mostre que o chamado customer success é importante e que haverá follow up para saber garantir que haja a melhor experiência possível com a solução.

Por isso, mostre como funciona o suporte da sua empresa (para isso, converse com o time interno e pergunte como funciona a SLA).

Em suma, cerque-se de tudo que mostre ao cliente que você não quis apenas vender para ele, mas sim que ele consiga crescer e ser ainda melhor com o produto ou serviço que ele contratou da sua empresa.

Como resultado, com essas dicas você conseguirá persuadir muito melhor todos os clientes dentro do seu funil de vendas e, claro, vender mais e melhor.

EBOOK GRÁTIS

Playbook de Pré-Vendas Pronto e Editável

O material será enviado por e-mail. Confira a caixa de entrada e de SPAM.

Dicas para escrever conteúdo com alto poder de persuasão

Escrever conteúdo persuasivo é uma habilidade valiosa para qualquer pessoa, seja você um profissional de marketing, um publicitário, um verdadeiro ou até um mesmo empreendedor. 

Se você ainda não sabe como usar o poder da persuasão para criar conteúdos realmente impactantes, confira abaixo algumas dicas essenciais.

1. Conheça seu público

Antes de começar a produção do conteúdo, você precisa entender para quem você está escrevendo, ou seja, a sua persona.

Com esse entendimento, fica muito mais fácil adaptar a linguagem, o tom e o conteúdo para se alinhar com as necessidades, interesses e desejos de quem você quer atingir.

Lembrando que conhecer seu público envolve pesquisar suas preferências, comportamentos e tendências, além de investir em pesquisas pontuais.

2. Seja claro e direto

Clareza é um elemento indispensável em um bom conteúdo persuasivo. 

E quando falamos de clareza, estamos nos referindo a escolher palavras precisas, estruturar frases de forma lógica e apresentar ideias de maneira organizada. 

Então, ao produzir qualquer tipo de material, evite rodeios e seja direto ao ponto. 

Mensagens claras e concisas são mais fáceis de entender e têm maior probabilidade de persuadir o leitor a fazer uma ação ou tomar uma decisão.

3. Use fatos e dados

Apoiar suas afirmações com dados e fatos concretos aumenta a credibilidade do seu conteúdo, pois mostra que você não está apenas opinando, mas oferecendo informações baseadas em evidências, o que pode ser muito persuasivo.

Para enriquecer seu conteúdo, nossa dica é incorporar estatísticas, resultados de pesquisas, estudos de caso e exemplos reais.

4. Conte histórias

As histórias têm o poder de capturar a atenção das pessoas e transmitir mensagens de maneira envolvente e persuasiva.

No contexto de vendas, esse tipo de narrativa ajuda a ilustrar pontos importantes, demonstrar os benefícios de um produto ou serviço e, mais significativamente, criar uma conexão emocional com seu público. 

O melhor de tudo é que podem ser baseadas em experiências reais, casos de sucesso, metáforas ou até mesmo cenários hipotéticos. 

Nesse sentido, o mais importante é que a história gere algum impacto na pessoa, tocando em suas emoções, desejos e necessidades, e reforçando o ponto que você deseja transmitir. 

Leia também: O que é storytelling e por que essa estratégia é tão eficiente

5. Foque nos benefícios

Ao invés de apenas listar características de um produto ou serviço, tente se concentrar em como eles são capazes de beneficiar o cliente. 

Em outras palavras, o segredo para aumentar seu poder de persuasão é explicar como aquilo que você oferece pode resolver problemas, simplificar o dia a dia ou gerar resultado para a pessoa.

Nossa dica não é focar no que o produto é, mas naquilo que ele pode fazer pelo consumidor. 

6. Chame para ação

Outra dica indispensável para explorar o seu poder de persuasão é incluir, sempre que for viável, uma chamada clara para ação (CTA). 

Seja se inscrever em um boletim informativo, fazer uma compra ou entrar em contato para mais informações, um CTA bem construído pode direcionar o leitor sobre o que fazer a seguir.

7. Seja autêntico

Por último, mas não menos importante, seja autêntico ao escrever o seu conteúdo. 

Hoje em dia, com o apoio da tecnologia, as pessoas conseguem identificar facilmente informações que parecem falsas, erradas ou forçadas. 

Portanto, no momento da revisão, verifique se sua abordagem foi realmente autêntica e honesta, e se o seu conteúdo se diferencia dos outros.

Se você também costuma consumir conteúdo, sabe que essa é uma maneira muito mais agradável de persuadir alguém.

15 frases de persuasão de vendas

15 frases de persuasão de vendas

Para te ajudar a começar hoje mesmo a demonstrar seu poder de persuasão, listamos 15 frases prontas, considerando diferentes situações comuns no processo comercial.

Confira a seguir e não esqueça de salvar as suas favoritas!

  • Para atrair um cliente: “Você já imaginou como seria ter uma solução que realmente atenda às suas necessidades? Vamos conversar sobre isso!”
  • Apresentando um produto: “Nosso produto foi pensado para pessoas como você, que buscam qualidade e praticidade no dia a dia.”
  • Para persuadir a aceitar uma oferta: “Que tal aproveitar nossa promoção exclusiva? Tenho certeza de que vai valer a pena para você. Mas seja rápido, pois é por tempo limitado!”
  • Usando prova social: “Muitos dos nossos clientes comentaram como esse produto fez a diferença em suas vidas. Quer conferir alguns depoimentos?”
  • Mostrando autoridade: “Nós estamos nesse mercado há anos e sabemos exatamente o que funciona. Pode confiar na nossa experiência!”
  • Chamando para a ação: “Vamos fazer isso juntos? Estou aqui para te ajudar a aproveitar essa oportunidade agora mesmo.”
  • Destacando a escassez: “Essa oferta é válida por tempo limitado. Não queria que você perdesse essa chance única!”
  • Promovendo a unidade: “Ao escolher nosso serviço, você se juntará a um grupo de empresas que valorizam inovação e qualidade acima de tudo.”
  • Superando objeções: “Entendo sua preocupação, mas temos várias histórias de clientes que sentiram o mesmo que você e agora estão totalmente satisfeitos com a solução.”
  • Fomentando comprometimento: “Que tal começar com um teste grátis? Assim, você pode descobrir por si mesmo como nosso serviço funciona.”
  • Criando simpatia: “Sabemos o quanto é importante para você ter resultados confiáveis. É por isso que nosso serviço foi desenvolvido pensando em suas necessidades.”
  • Ressaltando a reciprocidade: “Dê uma chance para o nosso produto, e eu prometo que você não vai se decepcionar.”
  • Para concluir uma venda: “Vamos acertar os detalhes para que você possa começar a aproveitar todos os benefícios o quanto antes?”
  • Demonstrando empatia: “Realmente entendemos o que é mais importante para nossos clientes, e nosso produto é a prova disso.”
  • Enfatizando benefícios únicos: “Esse produto não só vai atender às suas necessidades, mas também vai superar suas expectativas, já que conta com recursos específicos para o seu segmento do seu negócio. Ao contrário da concorrência, somos a única empresa especializada em resolver essa dor.”

onde aplicar a arte da persuasão

Onde é possível aplicar técnicas de persuasão?

A persuasão é uma ferramenta bastante versátil e, por esse motivo, pode ser aplicada em diversas áreas do marketing e das vendas — seja para melhorar a comunicação e aumentar a conversão de vendas.

Vamos dar uma olhada em como isso funciona na prática? A seguir, listamos algumas possibilidades de aplicação dessas técnicas. 

Landing pages para captação de leads

O principal objetivo de uma landing page é cativar os visitantes e convertê-los em leads

Uma maneira eficaz de fazer isso é abordar as principais dores dos potenciais clientes logo no início da página e, depois, apresentar os benefícios da solução, mostrando como ela pode resolver essa dor.

Por exemplo, você poderia ter uma landing page que oferece um e-book gratuito, ressaltando como ele pode resolver um problema específico do visitante.

E-mails de nutrição de leads

Você sabia que, dentro do contexto do e-mail marketing, incorporar histórias de sucesso de clientes pode ser uma estratégia eficaz para manter seus leads engajados?

Por exemplo, imagine um e-mail que conta a história de como um cliente superou um desafio utilizando o seu produto. 

Essa narrativa pode servir como uma fonte de inspiração e motivação para outras pessoas que estão passando pela mesma situação.

Esse e-mail poderia vir, inclusive, acompanhado de conteúdos específicos sobre aquela dor.

 Scripts de qualificação de leads

Quando se trata de qualificar leads, fazer as perguntas certas pode fazer toda a diferença. 

Por isso, pense em um script que começa explorando os desafios do lead, para depois mostrar, de maneira orgânica, como seu produto pode ser a solução ideal.

Essa abordagem reforça a relevância da sua solução e ainda te permite avaliar se o lead, de fato, se enquadra bem no perfil do seu cliente ideal. 

Negociação com clientes

Durante as negociações com clientes, o uso de dados e estudos de caso pode ser um fator decisivo. 

Visualize, por exemplo, uma reunião de vendas onde você demonstra, a partir de dados concretos e estudos de caso, como o seu produto ou serviço contribuiu para aumentar a eficiência de outras empresas.

As chances desse leads converter ou avançar para a próxima etapa da jornada são muito maiores comparando com uma abordagem mais tradicional. 

Isso porque, oferece um argumento tangível e altamente persuasivo, evidenciando a  eficácia do seu produto e seu valor prático no mundo real. 

E-mails transacionais

Mesmo em e-mails transacionais, como uma confirmação de compra ou próximos passos, há espaço para persuasão. 

Para torná-los mais persuasivos, você pode incluir sugestões de produtos complementares, com um toque tipo “clientes que compraram isto também gostaram de…”, ou até mesmo sugerir conteúdos relevantes.

Por mais simples que uma ação pareça ser, todo e qualquer esforço pode fazer a diferença para convencer seu lead a fechar negócio.

Mensagens de WhatsApp e follow up

Você sabia que é possível usar seu poder de persuasão no WhatsApp? Sim,é isso mesmo que você leu.

O envio de uma mensagem personalizada após uma reunião é uma estratégia simples, porém, bastante eficaz para manter o interesse do potencial cliente em suas soluções. 

Uma boa prática é enviar um resumo com os principais pontos discutidos durante a reunião, acompanhado de um reforço do valor daquilo que você está oferecendo. 

Também é uma oportunidade para esclarecer dúvidas ou oferecer informações adicionais que possam ter surgido após a reunião. 

Sucesso do cliente

Para garantir a satisfação contínua após o fechamento, é essencial que um agente de CS mantenha um contato regular com o cliente, compartilhando dicas úteis sobre o bom uso da solução adquirida.

Muitos não imaginam, mas essa interação constante permite que o cliente perceba o valor contínuo do seu produto ou serviço, além de solucionar dúvidas corriqueiras.

Mesmo que de forma inconsciente, o representante ajuda o cliente a tirar o máximo proveito da solução oferecida, abrindo espaço para ofertas complementares. 

Como um CRM pode aumentar o poder de persuasão em vendas?

Como um CRM pode aumentar o poder de persuasão em vendas?

Um CRM é uma ferramenta indispensável para aumentar seu poder de persuasão em vendas.

E, ao contrário do que algumas pessoas imaginam, um CRM não é apenas um repositório de informações, mas uma plataforma que pode potencializar sua conversão.

Quer descobrir como isso acontece? Então, continue nos próximos tópicos!

Organização do processo comercial

Um CRM de Vendas é a ferramenta ideal para organizar todo o processo comercial da sua empresa. 

Centralizando informações e operações, ele oferece agilidade, visibilidade e escalabilidade para vender muito mais e melhor.

Isso porque, com todas as informações necessárias sobre clientes e produtos ao alcance, os vendedores conseguem abordar cada cliente de maneira mais informada e oportuna, aumentando assim o poder de persuasão e timing da equipe.

Automações de atividades

Você sabia que as automações dentro de um CRM tiram o trabalho burocrático das mãos dos vendedores e pré-vendedores?

Assim, eles têm mais tempo para se concentrar no que realmente importa: resolver as dores dos clientes, gerar valor e persuadi-lo para a tomada de decisão.

O CRM de Vendas, por exemplo, ajuda a otimizar diversas ações repetitivas, como criar atividades e notificações, enviar e-mails e SMS, duplicar oportunidades e muito mais.

Formulários, scripts e templates

Os formulários em um CRM ajudam a coletar informações detalhadas sobre os leads, dando aos vendedores os insights que precisam para aumentar o poder de persuasão de suas abordagens.

Enquanto isso, os scripts podem guiar ligações de qualificação de leads ou demonstrações de vendas, garantindo que os benefícios da ferramenta sejam claramente comunicados. 

Já os templates de e-mails em diferentes etapas do processo comercial, como o envio de propostas e follow-ups, assim como templates de mensagens de WhatsApp integradas, permitem comunicações rápidas, consistentes e eficazes com as oportunidades. 

Experimente grátis o CRM de Vendas PipeRun!

Está buscando novas maneiras para transformar a maneira como você gerencia suas vendas? 

Saiba que o CRM de Vendas PipeRun oferece tudo que você precisa para elevar seu processo comercial a um próximo nível. 

Com nossa ferramenta, você pode organizar todo o seu processo de vendas, aproveitando a centralização de informações para ganhar agilidade, visibilidade e escalabilidade nos processos.

Já imaginou ter todas as informações cruciais sobre clientes sempre ao seu alcance, podendo usá-las para aumentar seu poder de persuasão em apresentações ou negociações? Com o CRM PipeRun, isso fica fácil.

Além do mais, você ainda pode usar o recurso para automatizar diversas atividades rotineiras, como alterar oportunidades, criar atividades, enviar e-mails e SMS, e até mesmo realizar pesquisas diretamente pelo CRM. 

Tudo isso para que você possa se concentrar no que realmente importa: construir relacionamentos sólidos com seus clientes e, é claro, fechar muito mais vendas.

E não para por aí!

O CRM de Vendas PipeRun também oferece recursos como formulários, scripts e templates, que são essenciais para coletar informações sobre seus leads, guiar suas interações e facilitar a comunicação em todas as etapas do processo comercial.

Chega de perder tempo com tarefas manuais e repetitivas, não é mesmo? Libere seu potencial de vendas com o CRM PipeRun. 

Comece agora mesmo com nosso teste gratuito e descubra na prática a diferença que essa ferramenta pode fazer no seu negócio.

Conclusão

Ao longo desse artigo, abordamos a importância e as técnicas do poder de persuasão em vendas, uma habilidade crucial para qualquer vendedor.

Compartilhamos os princípios essenciais da persuasão e como aplicá-los de forma eficaz, desde a criação de conteúdo persuasivo até a interação direta com os clientes. 

Também vimos como o CRM pode ser uma ferramenta de apoio na organização e na automação de processos de venda, complementando as estratégias de persuasão.

Agora, você com certeza está mais preparado(a) para aplicar essas técnicas no seu dia a dia e ver os resultados positivos. 

Tenha sempre em mente: a persuasão é uma arte que, combinada com as ferramentas certas, pode potencializar ainda mais as suas vendas.

Gostou das dicas e quer continuar aprendendo? Então, continue acompanhando nosso blog.

Estamos sempre por aqui, com informações valiosas para te ajudar a vender mais e melhor.

Boas vendas e até nosso próximo encontro!

FAQ – Perguntas Frequentes

O que é persuadir exemplo?

Persuadir é o ato de convencer alguém a fazer algo ou a acreditar em uma ideia a partir de uma argumentação ou influência. Por exemplo, um vendedor pode persuadir um cliente a comprar um produto, destacando seus benefícios exclusivos. A persuasão aqui não é forçar, mas sim criar um entendimento e uma aceitação mútua sobre o valor de algo.

O que é um ato de persuasão?

Um ato de persuasão é uma tentativa de influenciar a opinião, atitude ou comportamento de alguém, geralmente de forma positiva e ética. Isso pode envolver o uso de argumentos lógicos, apelo emocional, ou demonstração de credibilidade e confiança. 

Quais são as técnicas de persuasão?

As técnicas de persuasão envolvem uma variedade de métodos para influenciar as decisões e atitudes das pessoas. Algumas técnicas comuns são: reciprocidade (oferecer algo para receber algo em troca), prova social (demonstrar que outros estão fazendo a mesma coisa), autoridade (usar a influência de especialistas ou líderes respeitados), escassez (mostrar que algo é limitado), simpatia (criar um vínculo pessoal), e comprometimento e coerência (fazer com que as pessoas se comprometam com pequenas ações que levam a ações maiores).

Mais automação. Mais economia. Mais resultado.

Contar com uma plataforma nacional de aceleração de vendas é muito mais negócio.

Acompanhe todas as novidades sobre Marketing e Vendas

Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro!