CRM para fintech

9 min de leituraCRM para fintech: o que é, por que usar e como escolher o certo?

Um CRM para fintech traz todas as possibilidades para as empresas não só prospectarem e vender mais, como também encantar e fidelizar seus clientes em todos os momentos. A tecnologia no processo comercial assume papel importantíssimo e é sem dúvida alguma um diferencial competitivo valioso.

Fintechs são empresas disruptivas, que já nascem modernas e voltadas às novas necessidades da sociedade, sempre prontas para geraram impacto imediato e positivo.

Redesenhar a forma como muitos serviços financeiros ocorrem é uma tarefa árdua – e você sabe muito bem disso.

A tecnologia, obviamente, é a locomotiva dessa transformação e da inovação que ocorre em todos os momentos (e cada vez mais).

Por essa razão, não faz sentido não tê-la presente quando o assunto é o processo comercial de uma fintech, não é mesmo?

A mesma tecnologia que serve para inovar precisa ser empregada na hora de vender mais, melhor, além de prospectar e fidelizar os clientes.

Neste sentido, o CRM para fintech é o aliado estratégico e o diferencial competitivo que as empresas precisam para crescer de maneira saudável, com a máxima produtividade de todos.

O artigo de hoje aborda exatamente esse ponto, falando sobre os benefícios que um software traz e de que forma escolher o certo.

Vamos conferir?

Boa leitura!

O que é CRM para fintech?

CRM para fintech

Antes de entendermos o porquê impactar a tecnologia com um sistema de vendas e como escolher o melhor, precisamos dar alguns passos atrás.

Podemos entender o que é CRM através, inicialmente, de sua sigla.

Ela, em inglês, significa “Customer Relationship Management”. Em uma tradução livre, “gestão do relacionamento com o cliente”.

Para ter uma boa relação com o cliente, é fundamental que a transformação digital – através do software de vendas – englobe:

  • ações;
  • análises;
  • estratégias;
  • gestão;
  • políticas.

Tudo isso voltado para uma organização maior no processo comercial, com assertividade em todas as etapas e, claro, uma produtividade muito maior.

O foco no cliente é, sem sombra de dúvidas, um dos principais pontos que o CRM traz para empresas fintech.

Até porque, dá para contar nos dedos quais os segmentos não precisam ter um relacionamento duradouro e constantemente positivo com seus público-alvo.

Você sabe muito bem que esse é um elemento decisivo para que o cliente opte pela sua empresa ou pela concorrência.

Por isso, esse zelo com seus prospects é fundamental para que você possa gerar valor para ele enquanto vende e, posteriormente, fidelizá-lo.

Mais do que isso, tenha metas e objetivos claros para tornar essas pessoas evangelizadoras da sua marca.

Torne a experiência e o sucesso do cliente tão grandes que eles indicarão novas pessoas para o seu negócio.

E quando isso acontecer, você gastará menos para adquirir clientes (o famoso CAC) e o seu ciclo de vendas será menor.

O que isso significa? Vender mais, melhor e gastando menos.

Gestão e controle do time pelo CRM para fintech

CRM para fintech

Sem conseguir controlar o que seus times fazem, dificilmente você estará fazendo uma gestão correta.

E se o seu gerenciamento de vendas falha, como saber como seus vendedores (e pré-vendedores) estão trabalhando?

Muitas das dores de quem gerencia o processo comercial pela planilha é justamente esse: ter controle do que acontece.

Todavia, voltemos uma etapa. Antes de conseguir ter o controle de vendas, é importante montar um time completo.

Um que seja multidisciplinar e que entenda o papel importantíssimo e central que os clientes têm na empresa.

Esse é, claramente, o ponto de partida e um dos tantos desafios a serem vencidos por qualquer fintech que seja crescer e ser ainda mais referência naquilo que faz.

O processo de vendas precisa ser organizado e analisado em todas as suas etapas. E todas elas precisam entregar o valor que seus leads precisam.

O objetivo é sempre o mesmo: educá-los, dá-los a confiança necessária para eles evoluírem em sua jornada do cliente para, finalmente, comprarem.

Não é algo que pode simplesmente ser “atropelado”. E, por essa razão, organização e controle são indispensáveis.

Coisas extremamente complicadas quando se usa apenas planilhas, não é mesmo?

Por meio desta organização que um CRM fornece, é possível ver onde seu processo falha e os seus prospects não vão adiante dentro de sua empresa.

Os benefícios de um CRM para fintech

CRM para fintech

Para entender como escolher CRM certo para sua fintech, é fundamental ter bem claro os benefícios que a tecnologia agrega ao setor de vendas.

Até porque, tendo a compreensão disso fica mais fácil saber pelo o que buscar, certo?

Separamos algumas das vantagens (mais precisamente 4) para nos aprofundarmos.

Confira:

1 – Processos azeitados e voltados para o sucesso dos clientes

Entenda: vender bem é gerar valor para quem veio até você, em todos os pontos de contato. O sucesso do cliente é sua preocupação maior.

Claro que, para isso, você precisa voltar-se para os colaboradores, para quem faz acontecer no dia a dia.

O CRM traz um empoderamento importante à equipe comercial e é algo extremamente positivo no clima organizacional e, obviamente na rotina de vendas de qualquer fintech.

É ele quem garante o timming correto dessa entrega ao cliente. Afinal, ele também estará falando com a concorrência – e você precisa ganhar sua confiança.

O processo de vendas, claro, nunca estará 100% pronto. Precisa de aprimoramento constante e dos insights que um software dá para essa missão.

2 – Organização do setor e produtividade plena em vendas

CRM para fintech

Para conseguir organização e que todos produzam o máximo, deixe de lado a planilha, agenda física ou até mesmo bloco de notas.

Anotar compromissos, contatos, recados ou atividades neles não ajudarão você a melhorar seus resultados comerciais com a mesma equipe.

Primeiro porque é muito fácil acabar por perder-se no meio de tantos anotações, ou planilhas e mais planilhas.

Segundo, um questionamento: quanto tempo você acabará gastando para encontrar um simples contato ou consultar uma atividade a ser realizada?

Lembre-se, o foco aqui é buscar organização e maior produtividade em vendas.

Por mais que você tem capricho com suas planilhas, você não conseguirá dar vazão tampouco ser ágil e assertivo no atendimento ao cliente.

Afinal, vender bem é entregar o valor que o cliente precisa, no momento que ele precisa. Não somente quando você conseguir. O timming (novamente falando dele) poderá se perder.

Lidar com um grande volume de dados é e sempre será um desafio.

Por isso, a sua fintech precisa ter a tecnologia (que tanto usa em suas operações) também em vendas, dando uma entrega personalizada e em tempo real.

É por meio do CRM que, aquele cliente que entrar em contato com você, será automaticamente cadastrado como um contato e se tornará uma oportunidade dentro do seu funil de vendas.

O pipeline, por ser no modelo kanban, permite uma visualização rápida e completa de todas as informações relevantes para a venda ser fechada.

Dentro deste cenário, há organização que leva à produtividade. Afinal, de imediato você saberá o que precisa fazer e como.

3 – Conhecimento total de quem é seu cliente e como ele se comporta

Saber exatamente quem são os seu clientes é etapa fundamental para fidelizá-los.

Com um CRM para fintech, você tem todos os registros dos serviços ou das compras dos clientes e sabe das suas necessidades recorrentes.

Isso ajuda para você oferecer o mesmo pacote para ele algum tempo depois. Ou, então, pôr em prática as suas estratégias de upsell.

Até por isso, registre sempre o que for relevante. As preferências, a frequência, as características dos clientes, suas dores mais comuns…

Mantenha, por óbvio, um relacionamento próximo com seus clientes, mesmo após a compra ter sido feita.

Mande bons emails por dentro do seu CRM, entregue conteúdos relevantes. Você não vai contatá-lo somente para vender novamente, certo?

4 – Fidelização e evangelização dos seus clientes

CRM para fintech

Todas as ações citadas acimas têm o objetivo de deixar o cliente encantado com a sua marca. Quando você consegue entregar aquilo que ele precisa, no momento certo, temos sem dúvida alguma um cenário perto do ideal.

Isso porque, você conseguirá não só ter clientes fiéis, como evangelizadores da sua empresa.

Eles falarão tão bem do serviço que você presta, que ajudarão no seu processo de captação de clientes novos.

Por isso, organização disciplina, conhecimento sobre os clientes e aprimoramento constante precisam sempre estar em pauta dentro do ambiente de trabalho.

Muito mais vantagens para as fintechs!

Talvez você ainda não esteja convencido, por isso, separamos mais alguns benefícios do CRM para fintech.

Através de um sistema comercial é possível:

  • ter uma lista com telefones, nomes e todas as informações importantes de seus contatos – com campos customizados à vontade;
  • ter o controle de todas as atividades das suas equipes, bem como o status das mesmas e a receita previsível de seus negócios;
  • acessar a agenda (diária, semanal e mensal) de atividades de todas as pessoas da sua força de vendas;
  • ter seus leads, oriundos das campanhas no Facebook Leads Ads ou conversas no WhatsApp, dentro do funil de vendas, com oportunidades criadas automaticamente;
  • definir os gerentes de conta de cada um dos seus clientes e administrar a carteira de clientes;
  • acelerar o fechamento das suas vendas, especialmente com assinatura eletrônica nativa dentro da plataforma;
  • e muito mais.

Como escolher o CRM para fintech ideal? Veja dicas para sair da planilha!

CRM para fintech

Agora que você já entendeu as vantagens da tecnologia em vendas para fintechs, como escolher o CRM ideal?

Sair da planilha e transformar o setor comercial é um grande desafio. É sem dúvida alguma uma tomada de decisão importante e que precisa ser cercado de cuidados.

Por isso, separamos 8 fatores para levar em conta na hora de escolher o CRM ideal. Leve em conta:

  1. Poder testar gratuitamente e ter diferentes planos para diferentes necessidades;
  2. Ser um sistema baseado em nuvem, permitindo acesso em qualquer computador ou smartphone;
  3. Ter cadastro completo de clientes e todo o histórico deles dentro de cada oportunidade;
  4. Permitir a criação de diversos funis, desde marketing, pré-vendas, vendas, contratos até customer success;
  5. Ter integração com outras ferramentas, como automação de marketing, ERP, entre outros;
  6. Ter os motivos de perda registrados, para ajudar você a aprimorar o processo e não deixar mais vendas escapar;
  7. Possuir alerta de estagnação de oportunidades, para você não perder nenhum negócio por falta de ação;
  8. A possibilidade de criar relatórios personalizados e completos para você fazer uma justa avaliação de desempenho de todos.

Do Excel para o CRM

Para iniciar o processo de transformação digital, vá com calma. Passo a passo para que a mudança seja bem aceita por todos os seus times.

Afinal,você precisará de todos motivados, realmente engajados por fazer acontecer, certo?

Por isso, comece:

  1. Identificando bem os problemas que sua empresa tem para vender e reter clientes;
  2. Indo atrás de informação. Busque saber mais sobre o que é CRM e como ele ajuda fintechs a obterem melhores resultados;
  3. Consuma cases de sucesso de empresas que, independente do seu segmento, corrigiram falhas e cresceram com a tecnologia;
  4. Depois, incie a procura por CRMs que façam sentido e que cubram as suas necessidades;
  5. Teste os sistemas que você prospectou e avalie se, durante o período de teste, a empresa se preocupou em entregar bons conteúdos educacionais para você;
  6. Consuma os conteúdos que ajudarão você a entender melhor o funcionamento do CRM na prática;
  7. Esclareça todas as dúvidas quando for oficialmente apresentado para você o sistema;
  8. Certifique-se da possibilidade de criar múltiplos funis, ações automáticas e que há integrações com as plataformas que são importantes na rua rotina;
  9. Escolha uma empresa que tenha uma área de customer success proativa e preocupada com seu sucesso com o serviço;
  10. Opte por um sistema que seja brasileiro, com suporte em cobrança também nacionais.

Com essas dicas, você tem subsídios para tomar a decisão certa e impulsionar as vendas de sua fintech o quanto antes.

E aí, como podemos te ajudar?

Se você ficou com dúvida sobre o conteúdo ou deseja saber mais sobre como o CRM ajuda as fintechs, fale com um consultor sempre que precisar.

Aproveite e leia dois artigos que ajudarão você a conhecer melhor seus clientes e impactá-los de maneiras positiva.

O primeiro fala de 7 dicas para se ter excelência no atendimento aos consumidores todos os dias.

Já o segundo aborda a importância que o onboarding com clientes para encantá-los com a sua marca.

Boas vendas!

Um abraço do PipeRun, o seu CRM. #RunPipeRun

Equipe de Redação
conteudo@odig.net