Estratégias de vendas

8 min de leitura6 estratégias de vendas para você bater a meta todos os meses

Qual vendedor não tem as suas estratégias de vendas para usar no dia e conseguir bater as metas do mês?

Sejam pequenas, médias ou grandes negociações, não importa. É preciso ter uma tática – mesmo que não seja “fechada” para seguir.

O objetivo, claro, sempre deve ser fazer o cliente enxergar o valor daquilo que você vende.

Porém, há diversos caminhos para isso. Há algumas estratégias de vendas que funcionam com determinado tipo de pessoa – e você precisa ter isso claro.

Não adianta, por exemplo, usar o mesmo discurso para todas as suas oportunidades.

Isso só mostrará uma coisa: que você quer atingir a sua meta a qualquer custo.

E quando o cliente repara isso, que suas “dores” são ignoradas, a venda fica bem mais distante de ocorrer.

Neste artigo, traremos 6 estratégias de vendas para garantir mais negócios fechados todos os meses.

Assim você pode escolher a que faz mais sentido para quem você vende e aplicá-la. Ok?

Boa leitura!

6 estratégias de vendas para você aplicar hoje mesmo

Estratégias de vendas para sua empresa

Além de entender como vender mais, outra pergunta precisa de resposta: como vender melhor?

Atingir as metas e objetivos do mês, sem dúvida, é algo que precisa ocorrer.

Mas, dentro de algumas estratégias de vendas, como você consegue fechar negócios da maneira mais assertiva possível?

Veja bem. Aqui falamos de vender melhor, para a persona do seu negócio, com um discurso aprimorado. Que faça o prospect enxergar o valor naquilo que comprou.

Porque, quando isso ocorre, ele pensará muito mais vezes antes de dar churn, por exemplo.

Afinal, a empresa sabe o que ele precisava. Tem preocupação com o sucesso do cliente. E isso “não tem preço”.

Por isso, separamos algumas estratégias de vendas para você usar em suas negociações.

Mas, lembre-se: o foco sempre deve ser o cliente. E não ganhar a oportunidade a qualquer custo.

Confira:

1 – Mostre-se autoridade no assunto

Estratégias de vendas: mostre-se autoridade

Atrair e convencer as pessoas por conta da autoridade que você transmite sobre determinado assunto.

É isso que as empresas precisam fazer já na tarefa de captação de clientes, apoiando-se em estratégias de inbound marketing.

O prospect precisa notar do primeiro ao último contato que não há ninguém, no segmento, que domine mais da solução vendida do que você.

Essa é uma das estratégias de vendas que dependem exclusivamente do conhecimento que o vendedor aplica no seu dia a dia.

Depois, conheça bem seus clientes. As “dores” em comum. As necessidades que eles têm e tenha as respostas prontas e didáticas.

Mapeie seus concorrentes. A forma como eles se comunicam também.

No que eles são fortes? No que eles deixam a desejar? No que você é melhor e pior do que ele?

Saiba tudo sobre a solução que você vende. Em vendas B2B, que são mais complexas e envolvem, de modo geral, mais de um decisor, isso faz toda a diferença.

Até porque, quando o conhecimento é dividido com quem tem o poder de compra, a tomada de decisão é muito mais fácil.

Mais do que isso, com segurança para comprar você pode conseguir vender uma anuidade, de repente. Isso, claro, para quem vende MRR.

2 – Tenha empatia

Estratégia para venda: ser empático!

O vendedor é, antes de tudo, um resolvedor de problemas. Para conseguir selar vendas, sejam elas complexas ou não, a empatia é uma das estratégias de vendas que não se pode abrir mão.

Por isso é tão importante colocar-se no lugar do outro, especialmente em inside sales.

Crie conexão com quem ouve você. Faça ele sentir confiança. Pergunte sobre os problemas e desafios que ele enfrenta na sua empresa.

Técnicas de rapport fazem muito sentido neste momento.

Realize a chamada “escuta ativa”. Deixe-o falar, anote o que for relevante e já vá pensando em como sua solução funcionará para ele.

Deixe claro que os problemas dele são importantes para você – por menor que possam parecer.

Por mais que o vendedor esteja precisando vender para atingir os resultados do mês, isso de forma alguma pode transparecer na negociação.

O cliente percebe.

Ele saberá que você está “empurrando” algum plano específico só por ser mais caro, quando um mais básico já seria suficiente para ele.

Se isso ocorrer, bem… aí você dificilmente conseguirá não só a confiança dele como o seu dinheiro.

E aí, de nada adiantará ter um produto ou serviço muito melhor do que os da concorrência.

A experiência do usuário já estará comprometida. E para reverter essa impressão, você precisará de um esforço muito maior.

Por isso, um pouco de empatia não faz mal para ninguém, certo?

3 – Antecipe-se e contorne objeções

Estratégias de venda: contornar objeções

Quais os riscos das negociações não tornaram-se vendas efetivamente? Qual objeção o cliente poderá levantar sobre o seu produto ou empresa?

É necessário antecipar-se aos possíveis problemas – ou questionamentos.

Crie essa hipótese de ameaça. Faça o papel do “advogado do diabo”.

Pense em diversas situações, durante o discurso de vendas (e o de qualificação também), que poderiam gerar dúvidas e desconforto no cliente.

Como isso será contornado?

Anote todas as respostas dentro do sales playbook da empresa e deixa à disposição de todos.

Com ele aberto, na hora de vender, será muito mais fácil superar as barreiras que impedem a venda de ocorrer.

E, nas reuniões de feedback, revise constantemente essas estratégias.

Aprimore. Compartilhe o que melhor funcionou e crie outras neste sentido para todo tipo de objeção existente.

4 – Crie senso de urgência

Senso de urgência, uma estratégia de vendas válida

Criar senso de urgência é uma das estratégias de vendas que aceleram o fechamento da negociação.

Você fez o pitch e o cliente gostou da sua solução e da proposta. Porém, pediu alguns dias para pensar e decidir se aceita ou não.

É hora, então, de acionar alguns gatilhos mentais.

Fale que a condição que você negociou para fechar é válida somente até o final da semana.

Faça ele acelerar a sua decisão, especialmente se você notou que a negociação foi produtiva.

Independente do prazo dado, não esqueça de realizar o follow up.

Realiza essa atividade, claro, sem pressionar o cliente. Seja amistoso no email que você for enviar – ou então na ligação.

Relembre-o que o prazo está acabando e facilite o aceite por parte dele.

Envie novamente a proposta se for necessário e reforce o discurso de vendas que você fez, lembrando a importância da solução que você vende.

Mesmo que o prospect esteja convencido a comprar, às vezes é necessário lembrá-lo de aceitar a proposta o quanto antes.

Afinal, a empresa tem um ciclo de vendas e precisa,

5 – Planeje a rotina de trabalho

Estratégias de vendas: planeje a rotina

Para que as estratégias de vendas surtam efeito, é preciso ter uma rotina de trabalho bem organizada.

Mais do que isso, é fundamental estruturar bem o seu time.

A mesma pessoa não pode ser a responsável por prospectar, qualificar e vender, certo?

Mas, ao mesmo tempo, sabemos que nem todas as empresas conseguem trabalhar dentro do cenário ideal.

Não há, na força de vendas, uma pessoa realizando apenas uma atividade.

E é por isso que o dia a dia precisa ser muito bem planejada e executada.

Dentro de uma realidade que não é a ideal, mas que pode funcionar, as empresas precisam ter 2 pessoas operando na área comercial – pelo menos.

  • Um vendedor;
  • Um SDR.

A partir desta estruturação, podemos planejar a rotina de vendas da seguinte forma:

  • Para o vendedor – um turno para vender, de fato e outro para realizar follow up em todas as etapas do funil de vendas.
  • Para o SDR – um turno para prospecção de clientes e outro para qualificação dos leads e marcação de agendas.

Fique atento às métricas de vendas. À medida que os resultados forem melhorando, aumente imediatamente o time.

Dentro de um gerenciamento de vendas correto, o vendedor apenas vende. Deslocá-lo para outras funções é perder dinheiro.

6 – Use a tecnologia a seu favor

Use a tecnologia para sua estratégia de venda

Como lider com um grande número de leads gerados? Ou oportunidades de negócios abertas?

A verdade é que uma das estratégias de vendas mais necessárias é o uso da tecnologia.

E quando falamos em acelerar os resultados comerciais, o uso de um CRM Online se faz necessário para a gestão de pipeline dentro da empresa.

Desde que, claro, ele não limite você a apenas um funil de vendas.

Dentro do CRM você conseguirá criar múltiplos pontos de contato com quem está interessado na sua solução.

  • Funil de marketing – para organizar a geração de leads;
  • Funil de pré-venda – para deixar o lead seguro para a compra;
  • Funil de venda – para negociar a aquisição do que você vende;
  • Funil de contratos – para acelerar a aceitação de sua proposta;
  • Funil de customer success – para garantir a melhor experiência do cliente com a marca.

Crie tantos outros funis que fizeram sentido ao seu negócio. Se há um processo bem estruturado, com etapas bem definidas, então ele poderá ser gerenciamento por meio do CRM.

Com ações automáticas e templates, você acelera seus negócios e faz com que suas estratégias de vendas tenham ainda mais efeito.

E aí, como podemos te ajudar?

Se você ficou com dúvida sobre o artigo ou deseja entender melhor sobre o impacto da tecnologia na hora de vender, fale com um consultor hoje mesmo.

Aproveite e leia dois artigos que ajudarão você a bater suas metas todos os meses.

O primeiro traz 5 dicas de como vender por telefone.

Já o segundo aborda o que é growth hacking e como ele ajuda as empresas a crescerem em vendas.

Boas vendas!

Um abraço do PipeRun, o seu CRM. #RunPipeRun

PipeRun CRM de Vendas

Curtiu? No PipeRun você coloca tudo isso em prática.

Use o CRM PipeRun e acelere as vendas da sua empresa.

Equipe de Redação
conteudo@odig.net