Empresas de TI

8 min de leituraEmpresas de TI: hora da transformação digital em marketing e vendas

Empresas de TI podem e devem recorrer e devem recorrer à transformação digital em marketing e vendas para não só captar clientes como aumentar a imagem de referência que elas têm no segmento. Para isso, é fundamental entender quais canais são mais atrativos e oferecem um ROI maior – e quais não são.

Boas práticas no marketing digital consistem na criação de canais para adquirir clientes. É como no marketing tradicional: o objetivo sempre é vender mais e melhor.

No mercado de TI, portanto, não é diferente.

A vantagem do segmento está em que muitos produtos e serviços são mais acessíveis por meios digitais.

E isso torna a missão de fazer marketing digital para empresas de TI aberta à inúmeras possibilidades.

Todavia, para atrair clientes e ser assertivo na missão de mostrar-se como referência ao mercado não é uma tarefa fácil – e você sabe bem disso.

O avanço da tecnologia é veloz e você, mais do que estar preparado para inovar, precisa seguir gerando valor para seus clientes.

Por isso, não só prospectar como vender precisam ocorrer dentro do processos e práticas modernas: uma combinação essencial para crescer.

Neste artigo, falaremos da importância de escolher boas ações no marketing que não só tragam mais consumidores como atuem no reforço de marca e, de que forma, você pode vender mais e melhor para eles.

Vamos conferir?

Boa leitura!

3 hábitos para a transformação digital nas empresas de TI

Transformação digital nas empresas de TI

Se há um segmento de mercado tem a obrigação de sempre inovar, esse é – sem sombra de dúvidas – o da Tecnologia da Informação.

Não que seja algo fácil,  especialmente para empresas mais antigas e consolidadas. Todavia, entenda que é possível reinventar seus negócios através de estratégias marketing digital.

É possível – e sempre será – trazer algo novo para a captação de clientes hoje e no futuro.

Por isso, para que essa transformação digital possa acontecer no setor de marketing, alguns hábitos precisam estar presentes.

Não é fácil mudar alguns processos. Afinal, foram eles que levaram seus negócios até aí, certo?

Mas a sociedade exige mudanças. Os clientes exigem uma entrega personalizada e em tempo real.

E, para isso, você precisa mudar alguns pensamentos. Tais como:

1 – Pensar fora da caixa

Há coisas que, de tanto que são repetidas, acabam caindo no clichê: “pensar fora da caixa”.

Essa é uma dessas frases, especialmente por ser usada por muitas pessoas em muitas ocasiões. Todavia, poucos são aqueles que mostram o caminho para fora da tal caixa.

Pensar fora da caixa é ter a ciência de que há muita (muita mesmo) coisa acontecendo da porta para fora do escritório.

Há um mundo onde aplicativos revolucionam o setor de serviços. Onde uma startup incomoda e muito grandes imobiliárias, donos de hotéis. Onde youtubers tomam espaço de estrelas de televisão, entre tantos outros exemplo.

Ir atrás, constantemente, de informação é um ótimo hábito. Testar, experimentar, conversar, circular por eventos.

Perguntar – inclusive para os colaboradores – sobre o que acham do serviço que a empresa presta hoje.

Tudo isso ajudará você a sair de dentro da caixa e ter insights que possam ser positivos.

2 – Conhecer sua empresa e funcionários

empresas de TI

Ainda sobre pensar fora da caixa: conheça em o papel que a sua empresa desempenha. No que ela realmente é referência e qual a habilidade mais forte de cada um dos seus colaboradores?

Somente desta forma será possível administrar as diferentes características e vocações de cada um para focar em desenvolver a melhor solução.

Aqui, por óbvio, não estamos falando de ter o essencial para produzir constante inovação. De ter pessoas com foco no cliente e que trabalhem dentro de uma cultura positiva, como a DevOps.

Isso é uma boa prática para garantir o sucesso do cliente. Afinal, quando internamente você extrai o melhor de cada, externamente isso se reflete em produtos e serviços melhores.

3 – Avaliar concorrentes de segmentos diferentes

A etapa seguinte – e igualmente importante – é a de avaliar a concorrência. Estratégias de benchmarking ou aplicar a análise SWOT ajudam neste momento,

Para quem desenvolve serviços mas não entende que é preciso inovar diariamente, o presente já é uma ameaça.

Empresas disruptivas só seguem fortes quando interpretam de forma correta quem são seus concorrentes.

Um exemplo célebre disso é a Coca-Cola. Ela entende que seu maior concorrente é… a água.

Isso mesmo. Porque, se alguém matar a sede com água, a empresa perdeu a chance de vender um refrigerante.

Pode parecer óbvio, mas muito pouca gente pensa isso de primeira.

As opções que as empresas de TI têm dentro do marketing digital

Marketing para empresas de TI

Talvez você se pergunte: é caro fazer marketing digital no segmento de TI?

Na verdade, essa é uma pergunta relativa. Depende do investimento que as empresas de TI estão dispostas a fazer.

Mas uma coisa é certa: na comparação com o marketing tradicional – o chamado outbound marketing -, o digital custa menos.

E quando falamos de estratégias de inbound marketing, então, essa é uma verdade absoluta.

Pesa contra a forma tradicional de prospectar clientes o custo alto para vinculação em mídias consagradas.

Adquirir cotas de patrocínio em eventos, preparar estandes, contratar outdoors, agências…

As possibilidades são várias dentro do marketing e separamos algumas delas para você ter ciência.

Veja:

Automação de Marketing

Fazer uso de automação de marketing é, sem sombra de dúvidas, uma parte importante de todo o processo.

Isso porque a tecnologia contribui para otimizar distribuição das ações, triagem dos leads e também oportunidades.

Sem falar, claro, na ecomimia de e recursos na rotina dentro do setor de marketing.

Para executar com pleno êxito a automação, é necessário possuir um planejamento consolidado. Ter estratégias e uma gestão de marketing assertivas também.

Afinal, é preciso ter as métricas necessárias para saber o quão perto ou longe do cenário ideal você está hoje.

E-mail Marketing

Fazer uso de email marketing significa construir um relacionamento com o cliente.

Isso, claro, partindo do ponto que você não irá comprar uma lista pronta, tanto para disparar cold mail como para fazer o cold call, ok?

Afinal, lá terão muitos contatos que sequer mostraram interesse na sua solução e tampouco na sua empresa.

“Ah, mas assim será muito difícil construir um relacionamento. Começar do zero não dá. Preciso de resultados rápidos na minha empresa”.

Certo. Essa é muitas vezes a realidade. Então, se você não possui uma lista de emails com possíveis prospects, então é hora de designar essa missão ao time de marketing.

“Mas igual vai demorar muito. Mesmo assim quero comprar uma lista de emails”.

Ok. Então, que tal adotarmos uma boa prática nesta hora? Dê atenção somente àqueles que responderam ao seu email.

Ou seja: ignore os demais que já, antes da mensagem, não tinha interesse no que você vende.

Oportunidades no Google

Marketing para empresas de TI

Se a missão, do cenário citado acima, for dada ao marketing, há oportunidades – e muitas – a serem exploradas no Google.

Há bastante espaço para negócios que necessitam visibilidade – mesmo para um mercado com tanta concorrência no que estão inseridas as empresas de TI.

Dentro desta realidade, duas formas de atuar no Google são consolidadas: SEO e Adwords.

SEO no Google

Primeiro de tudo: você sabe o que é SEO?

SEO é a técnica de otimização otimização em motores de busca. Ela agrupa conhecimentos técnicos que visam melhorar o posicionamento de uma página específicas nas buscas do Google.

E de quebra, claro, em outros buscadores, como o Bing e o Yahoo.

De modo geral, a regra é: o conteúdo mais relevantes aos usuários aparecerá em primeiro lugar.

Sendo assim, na hora da produção de conteúdo, é vital conhecer bem o algorítimo e os mecanismos que o Google considera ideais para o bom posicionamento na página.

E aí, por óbvio, quanto melhor posicionada ela estiver, mais visualização ocorrerão. Então, se o conteúdo for bom e otimizada, ela terá bastante relevância.

Mas, calma lá. É preciso dar tempo ao tempo, deixar a página ir criando autoridade para ir, aos poucos, subindo no ranqueamento.

Google Adwords

O Adwords, por sua vez, são anúncios pagos. Consiste da seguinte forma: a empresa cria um anúncio a partir das palavras-chaves que, para ela, são interessantes.

Estabelece, também, um valor mínimo e máximo para os custos destes anúncio, e um sistema de leilão vai contrapor todos os anunciantes da mesma palavra-chave.

Ganha, claro, quem for mais competitivo. Todavia, o valor não é o único fator decisivo.

O peso maior será para a relevância do anúncio e também da página que o usuário será direcionado.

Por conta disso, as empresas de TI devem preparar uma página específica para o anúncio oferecido.

Logo, se você está vendendo um serviço, crie uma landing page visual e intuitiva, com um formulário que contribua para a sua geração de leads.

Vídeos no YouTube

A possibilidade que mais enche os olhos nos últimos anos são os vídeos do YouTube. Isso porque, primeiro: está totalmente integrado ao Google.

Segundo, a plataforma de vídeos é o segundo maior buscador do mundo. Atrás, claro… bem, você já deve imaginar a resposta, certo?

Claro que, para isso, é necessário um tempo muito maior. Um planejamento mais elaborado e pessoas com conhecimento.

É preciso fazer, sim, mas é necessário fazer bem feito. Ser estratégico para crescer e ter qualidade para se diferenciar.

A transformação nas vendas das empresas de TI

Vendas para empresas de TI

Quando falamos em transformação digital como caminho para crescer, não só a área de marketing deve ser impactada.

A tecnologia presente no setor de vendas das empresas de TI é importantíssimo. Caso contrário, todo seu esforço na captação de clientes poderá ter sido em vão.

O uso de um CRM para TI é estratégico e importante em diversos quesitos.

É o passo número 1 para resolver os problemas que, hoje, você tem em seu processo de vendas.

Trata-se, também da forma adequada de qualificar os leads que o marketing nutriu e deixou à disposição do seu time de pré-vendas.

É pelo uso do software que você administra, também, outros processos referentes à jornada do cliente em compra.

Faça uso de múltiplos funis, tais como:

Hora de acelerar as vendas

Prospectar, qualificar e acelerar oportunidades. Fazer o correto gerenciamento de vendas com as métricas que são relevantes ao negócio.

Dar autonomia e poder à equipe de vendas por conta da tecnologia, usando ações automáticas e templates de propostas e emails.

Tudo isso é feito para você vender mais e melhor.

De maneira organizada, crescer dentro do segmento de empresas de TI não e nunca será uma dor de cabeça.

E aí, como podemos te ajudar?

Saiba mais sobre como um CRM ajuda as empresas de tecnologia a obterem melhores resultados todos os dias falando com um consultor.

Aproveite e leia dois artigos que ajudarão você a entender melhor o papel da tecnologia para vender.

O primeiro fala justamente sobre o que é CRM e quais os benefícios que ele traz.

Já o segundo fala de 8 dicas de como aumentar as vendas com a integração entre o marketing e CRM.

Boas vendas!

Um abraço do PipeRun, o seu CRM. #RunPipeRun

Equipe de Redação
conteudo@odig.net